Nos acompanhe

Paraíba

Passaporte da vacina: Carlão Pelo Bem cita infração à liberdade de ir e vir

Publicado

em

“Até onde se pode restringir o ‘ir e vir’ das pessoas?”, questionou o vereador Carlão Pelo Bem (Patriota), na sessão ordinária desta quinta-feira (14). “Não vejo com alegria esse passaporte sanitário e tenho o direito de pensar assim. Fui eleito para esta tribuna para expressar sentimentos que estão lá fora, nas ruas”.

Para o parlamentar, todos têm o direito de compreender o que é bom para si e isso deve ser respeitado. Ele voltou a explicar que a vacina desenvolvida mais rapidamente foi a da caxumba, que levou quatro anos, e comparou com os imunizantes disponíveis contra a Covid-19, produzidos em cerca de 12 meses.

“Imaginem alguém querer tirar o salário de uma pessoa que não quisesse ou pudesse se vacinar. O que querem colocar na mente da gente é que a humanidade só sobreviveria por causa da vacina. Não é real. Existe estudos que reconhecem os benefícios de uma imunidade natural, que, inclusive, traz maior proteção que a própria vacina. Precisávamos correr para salvar o máximo de pessoas. Sou um defensor ferrenho da vacina, mas, da obrigatoriedade, não”, enfatizou.

Melhorias na Barreira do Cabo Branco

Carlão também relatou algo que despertou sua atenção ao longo de caminhadas que tem feito pela cidade: “Fui até o Farol do Cabo Branco, cartão postal da cidade de João Pessoa para o mundo. Achei brilhante a frase que a prefeitura de João Pessoa está jogando para o mundo, ‘João Pessoa, o primeiro sol das Américas’. A gente está correndo o risco de perder isso”.

Embora admita que fazer os reparos necessários poderá ser um desafio, ele acredita que os vereadores devem encampar uma mobilização entre outros representantes públicos como senadores, deputados, e até mesmo o prefeito para buscar uma solução à erosão da Falésia do Cabo Branco.

Continue Lendo

Paraíba

Outubro Rosa: Procon de Cabedelo divulga pesquisa de preços em clínicas e policlínicas locais

Publicado

em

O Procon de Cabedelo realizou, nessa segunda-feira (18), uma pesquisa de preço em clínicas e policlínicas do município em alusão a campanha “Outubro Rosa”. O levantamento buscou verificar os valores que estão sendo praticados em exames clínicos referentes à saúde da mulher.

Os preços dos referidos exames variaram de R$ 30,00 até R$ 150,00 nas clinicas e policlínicas de Cabedelo, no pagamento à vista. Dos estabelecimentos visitados, o único a oferecer a opção de pagamento com cartão de crédito foi a Policlínica Bem Estar.

“É importante sempre ressaltarmos que, em virtude da pandemia da Covid-19, recomenda-se, ao sair de casa, o uso da máscara, a higienização das mãos com água e sabão e o respeito ao distanciamento social.”, pontuou o secretário geral, Jeremias Dornelas.

Para esclarecer dúvidas e realizar denúncias, o consumidor pode acionar o Procon de Cabedelo através do canal de atendimento 151, que funciona em dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Continue Lendo

Paraíba

Bruno Farias diz “Não” à PEC 5/21 que muda a composição do Conselho Nacional do Ministério Público

Publicado

em

O vereador Bruno Farias (Cidadania) subiu à tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa, na manhã desta terça-feira (19), para prestar solidariedade ao Ministério Público e se posicionar contra a Pec 05/21, que pretende mudar a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, de forma que o próprio Congresso Nacional possa indicar o corregedor do MP.

Para Bruno, essa é uma tentativa clara de barrar a força do MP, uma instituição que, nos últimos anos, alcançou, junto à sociedade brasileira, a marca da credibilidade e da confiança. “Poucas instituições em nosso País tem o respeito e a confiança do povo brasileiro como o nosso MP, que é formado por pessoas dignas, com o compromisso de defender o interesse público, o interesse coletivo e os direitos difusos”.

Na visão do parlamentar, há, na sociedade, uma tentativa de interferência indevida na independência e na autonomia do MP no Brasil. “Quando o meio ambiente é ameaçado, quem barra é o MP; quando as crianças, as mulheres, os negros, os índios, a população LGBTQIA+ e pessoas em situação de vulnerabilidade são ameaçados, quem barra é o MP; quando a democracia é vilipendiada quem barra é o MP; quando colocam a mão nos recursos públicos, quem barra é o Ministério Público. E eu pergunto: A quem interessa barrar o MP? Que interesses são esses que pretendem colocar freios numa instituição reconhecidamente respeitada por todo povo brasileiro e que se põe como protagonista no combate à corrupção em nosso País?” questiona.

O vereador finaliza afirmando que não é possível que o Congresso Nacional indique quem vá fiscalizar o MP. “Essa é uma tentativa clara de cerceamento, de querer intimidar a autonomia dos representantes do Parquet. A todos eles, a minha solidariedade e a minha luta”.

Continue Lendo

Paraíba

De olho nas eleições de 2022: MDB reúne cúpula na próxima sexta-feira em João Pessoa

Publicado

em

A cúpula estadual do MDB na Paraíba emitiu convite oficial para que todos os integrantes da Comissão Estadual, bem como as presidências do JMDB e do MDB Mulher para participarem de uma reunião a ser realizada na próxima sexta-feira (22), na sede do partido, localizado no município de João Pessoa, Capital da Paraíba.

O convite foi feito por ordem do presidente estadual da sigla, senador Veneziano Vital do Rêgo, que também é vice-presidente do Senado, em Brasília, e marido da secretária Estadual de Articulação e Desenvolvimento Social, Ana Cláudia Vital que, por sua vez, foi pivô de um imbróglio político com o governador João Azevêdo (Cidadania) por não ter sido convidada para compor a mesa de honra durante entrega de um pacote de obras da gestão Estadual em Campina Grande.

Leia também: Veneziano e Ana Cláudia entram em ‘rota de colisão’ com João Azevêdo em Campina Grande

Leia também: Secretária Estadual Ana Cláudia não comparece à reunião convocada por Azevêdo após polêmica em CG

De acordo com informações que circulam nos bastidores da política, além de assuntos administrativos, a Presidência do MDB também deverá decidir se permanece como sigla aliada ao projeto de reeleição do governador Azevêdo ou se assume rompimento político com a gestão Estadual com vistas às Eleições 2022.

Confira imagem:

Continue Lendo