Nos acompanhe

Paraíba

Congresso pagou até por filé barlavento de Wilson Santiago em reembolso de parlamentares paraibanos

Publicado

em

A imprensa nacional realizou um levantamento, com base no Portal de Transparência da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, do início da legislatura até o último dia 30 de setembro, mostrando que os congressistas gastaram, no período, ao menos, R$ 1.461.316,10 com alimentação, em valores reembolsados pela cota parlamentar – que varia conforme o Estado de origem, pois serve para bancar diversas despesas, que vão de passagens aéreas até alimentação.

A matéria do site Metropoles, publicada nesta quinta-feira (14), assinada pelos repórteres Marcelo Montanini e Lucas Marchesini, cuja íntegra pode ser conferida clicando aqui, mostra que dentre o reembolso de parlamentares paraibanos, o Congresso pagou até por um filé barlavento degustado pelo deputado federal Wilson Santiago, vendido por um restaurante instalado no bairro de Manaíra, em João Pessoa, no dia 23 de julho de 2021.

Confira nota fiscal:

Outros nomes

Outros nomes de parlamentares também aparecem na matéria do Metropoles, dentre eles o do deputado federal Frei Anastácio que, dentre os paraibanos, teria sido o que mais pediu reembolso ao Congresso por despesas alimentares entre os anos de 2019 e 2021.

De acordo com o Metropoles, o parlamentar teria sido reembolsado em R$ 4.763,42, dos quais R$ 4.093,82 teriam sido gastos apenas no ano de 2019 e, R$ 669,60 no ano de 2020. Já neste ano de 2021, o parlamentar não teria pedido reembolso de despesas alimentares.

A matéria ainda registra os nomes de outros três parlamentares federais paraibanos que também pediram reembolso pelo mesmo tipo de despesa: Ruy Carneiro, Marcondes Gadelha e Wellington Roberto.

O reembolso para Ruy Carneiro teria sido referente aos seguintes valores gastos com alimentação: R$ 3.077,67 (2019); R$ 166,75 (2020); R$ – (2021).

Já o deputado Marcondes Gadelha, durante sua passagem pela Câmara, em 2019, teria sido reembolsado em R$ 560,23 (2019); R$ – (2020); R$ – (2021).

O deputado Wellington Roberto teria sido reembolsado pelo gasto de R$ 339,82 (2019); R$ – (2020); R$ – (2021);

Senado

Em relação aos senadores paraibanos, a matéria cita apenas Daniella Ribeiro como tendo sido reembolsada em R$ 495,04 por despesas com alimentação.

Gastos

O valor total gasto com a alimentação dos parlamentares  neste ano – até setembro – na Câmara, segundo a matéria, é de R$ 238.307,14, o que representa aumento de 1,5% em relação a todo o ano de 2020 (R$ 234.579,94). O montante, entretanto, é menor do que o registrado em 2019 (R$ 860.878,82), período antes da pandemia de Covid-19.

Legalidade

De acordo com o Metropoles, o reembolso dos gastos com alimentação pela cota parlamentar não é ilegal, está dentro das regras do Congresso, mas levanta a necessidade de um debate sobre a forma de execução. O mais tradicional meio de apoio à alimentação no país é via vale, dado a empregados privados e públicos com um valor determinado. Nesse caso, cada um decide como quer gastar o que recebe. Se a escolha for por produtos mais caros, a única consequência é que o dinheiro se esgotará antes. É uma gestão pessoal do próprio dinheiro.

No caso de servidores públicos federais, por exemplo, o valor mensal do auxílio-alimentação é de R$ 458. Para funcionários do Judiciário federal, esse montante chega a R$ 910,08.

Outros parlamentares

A íntegra da matéria ainda expõe o nome de outros parlamentares que gastaram e foram reembolsados por pratos com ostras, tambaqui com farofa, picanha especial, camarão ao molho de trufas, risoto com camarão rosa e rapadura, profiteroles ou petit gateau.

O cardápio, segundo o Metropoles, é vasto, com direito a acepipes, pratos principais, sobremesas, cafezinhos e, às vezes, até taxa de rolha ou gorjetas financiadas com dinheiro público.

Continue Lendo

Paraíba

Outubro Rosa: Procon de Cabedelo divulga pesquisa de preços em clínicas e policlínicas locais

Publicado

em

O Procon de Cabedelo realizou, nessa segunda-feira (18), uma pesquisa de preço em clínicas e policlínicas do município em alusão a campanha “Outubro Rosa”. O levantamento buscou verificar os valores que estão sendo praticados em exames clínicos referentes à saúde da mulher.

Os preços dos referidos exames variaram de R$ 30,00 até R$ 150,00 nas clinicas e policlínicas de Cabedelo, no pagamento à vista. Dos estabelecimentos visitados, o único a oferecer a opção de pagamento com cartão de crédito foi a Policlínica Bem Estar.

“É importante sempre ressaltarmos que, em virtude da pandemia da Covid-19, recomenda-se, ao sair de casa, o uso da máscara, a higienização das mãos com água e sabão e o respeito ao distanciamento social.”, pontuou o secretário geral, Jeremias Dornelas.

Para esclarecer dúvidas e realizar denúncias, o consumidor pode acionar o Procon de Cabedelo através do canal de atendimento 151, que funciona em dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Continue Lendo

Paraíba

Bruno Farias diz “Não” à PEC 5/21 que muda a composição do Conselho Nacional do Ministério Público

Publicado

em

O vereador Bruno Farias (Cidadania) subiu à tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa, na manhã desta terça-feira (19), para prestar solidariedade ao Ministério Público e se posicionar contra a Pec 05/21, que pretende mudar a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, de forma que o próprio Congresso Nacional possa indicar o corregedor do MP.

Para Bruno, essa é uma tentativa clara de barrar a força do MP, uma instituição que, nos últimos anos, alcançou, junto à sociedade brasileira, a marca da credibilidade e da confiança. “Poucas instituições em nosso País tem o respeito e a confiança do povo brasileiro como o nosso MP, que é formado por pessoas dignas, com o compromisso de defender o interesse público, o interesse coletivo e os direitos difusos”.

Na visão do parlamentar, há, na sociedade, uma tentativa de interferência indevida na independência e na autonomia do MP no Brasil. “Quando o meio ambiente é ameaçado, quem barra é o MP; quando as crianças, as mulheres, os negros, os índios, a população LGBTQIA+ e pessoas em situação de vulnerabilidade são ameaçados, quem barra é o MP; quando a democracia é vilipendiada quem barra é o MP; quando colocam a mão nos recursos públicos, quem barra é o Ministério Público. E eu pergunto: A quem interessa barrar o MP? Que interesses são esses que pretendem colocar freios numa instituição reconhecidamente respeitada por todo povo brasileiro e que se põe como protagonista no combate à corrupção em nosso País?” questiona.

O vereador finaliza afirmando que não é possível que o Congresso Nacional indique quem vá fiscalizar o MP. “Essa é uma tentativa clara de cerceamento, de querer intimidar a autonomia dos representantes do Parquet. A todos eles, a minha solidariedade e a minha luta”.

Continue Lendo

Paraíba

De olho nas eleições de 2022: MDB reúne cúpula na próxima sexta-feira em João Pessoa

Publicado

em

A cúpula estadual do MDB na Paraíba emitiu convite oficial para que todos os integrantes da Comissão Estadual, bem como as presidências do JMDB e do MDB Mulher para participarem de uma reunião a ser realizada na próxima sexta-feira (22), na sede do partido, localizado no município de João Pessoa, Capital da Paraíba.

O convite foi feito por ordem do presidente estadual da sigla, senador Veneziano Vital do Rêgo, que também é vice-presidente do Senado, em Brasília, e marido da secretária Estadual de Articulação e Desenvolvimento Social, Ana Cláudia Vital que, por sua vez, foi pivô de um imbróglio político com o governador João Azevêdo (Cidadania) por não ter sido convidada para compor a mesa de honra durante entrega de um pacote de obras da gestão Estadual em Campina Grande.

Leia também: Veneziano e Ana Cláudia entram em ‘rota de colisão’ com João Azevêdo em Campina Grande

Leia também: Secretária Estadual Ana Cláudia não comparece à reunião convocada por Azevêdo após polêmica em CG

De acordo com informações que circulam nos bastidores da política, além de assuntos administrativos, a Presidência do MDB também deverá decidir se permanece como sigla aliada ao projeto de reeleição do governador Azevêdo ou se assume rompimento político com a gestão Estadual com vistas às Eleições 2022.

Confira imagem:

Continue Lendo