Nos acompanhe

Paraíba

Assembleia decide que retomará atividades presenciais apenas após vacinação do Cabo Gilberto

Publicado

em

Os deputados estaduais paraibanos decidiram suspender as atividades presenciais até que o deputado Cabo Gilberto Silva seja vacinado contra o vírus da Covid-19 e esteja devidamente apto a frequentar às dependências da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) sem por em risco a saúde dos demais parlamentares e servidores que fazem parte da Casa.

Ficou decidido, nesta quarta-feira (6), que o parlamentar terá até o fim do mês de outubro para ser imunizado contra o vírus da Covid-19 e suas ‘cepas’, podendo haver a tomada de providências através de uma Comissão caso o deputado insista no desrespeito à Resolução nº 1949, de 28 de setembro de 2021, de autoria da Mesa Diretora e que tem objetivo único de tentar preservar os integrantes da ALPB de serem contaminados pelo vírus no ambiente de trabalho.

Leia também: Cabo Gilberto vence embate, permanece na Assembleia mas, deputados deixam o Plenário

Cabo Gilberto, por sua vez, afirmou ter sido alvo de constrangimento, humilhação, discriminação e de ataques afrontosos por parte dos outros parlamentares e que tal situação da qual é vítima se configura numa afronta direta à Democracia.

Continue Lendo

Paraíba

Vereador emedebista diz que não foi convidado para reunião do partido na próxima sexta-feira

Publicado

em

O vereador Coronel Sobreira (MDB), de João Pessoa, afirmou não ter sido convidado para a reunião da sua legenda que será realizada na próxima sexta-feira (22), na sede do partido, na Capital paraibana.

A declaração do vereador foi registrada no programa Correio Debate, da 98 FM, de João Pessoa, nesta terça-feira (19).

Leia também: De olho nas eleições de 2022: MDB reúne cúpula na próxima sexta-feira em João Pessoa

“A gente soube através das mídias, através dos blogs”, afirmou o parlamentar.

Confira o áudio:

Continue Lendo

Paraíba

Outubro Rosa: Procon de Cabedelo divulga pesquisa de preços em clínicas e policlínicas locais

Publicado

em

O Procon de Cabedelo realizou, nessa segunda-feira (18), uma pesquisa de preço em clínicas e policlínicas do município em alusão a campanha “Outubro Rosa”. O levantamento buscou verificar os valores que estão sendo praticados em exames clínicos referentes à saúde da mulher.

Os preços dos referidos exames variaram de R$ 30,00 até R$ 150,00 nas clinicas e policlínicas de Cabedelo, no pagamento à vista. Dos estabelecimentos visitados, o único a oferecer a opção de pagamento com cartão de crédito foi a Policlínica Bem Estar.

“É importante sempre ressaltarmos que, em virtude da pandemia da Covid-19, recomenda-se, ao sair de casa, o uso da máscara, a higienização das mãos com água e sabão e o respeito ao distanciamento social.”, pontuou o secretário geral, Jeremias Dornelas.

Para esclarecer dúvidas e realizar denúncias, o consumidor pode acionar o Procon de Cabedelo através do canal de atendimento 151, que funciona em dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Continue Lendo

Paraíba

Bruno Farias diz “Não” à PEC 5/21 que muda a composição do Conselho Nacional do Ministério Público

Publicado

em

O vereador Bruno Farias (Cidadania) subiu à tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa, na manhã desta terça-feira (19), para prestar solidariedade ao Ministério Público e se posicionar contra a Pec 05/21, que pretende mudar a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, de forma que o próprio Congresso Nacional possa indicar o corregedor do MP.

Para Bruno, essa é uma tentativa clara de barrar a força do MP, uma instituição que, nos últimos anos, alcançou, junto à sociedade brasileira, a marca da credibilidade e da confiança. “Poucas instituições em nosso País tem o respeito e a confiança do povo brasileiro como o nosso MP, que é formado por pessoas dignas, com o compromisso de defender o interesse público, o interesse coletivo e os direitos difusos”.

Na visão do parlamentar, há, na sociedade, uma tentativa de interferência indevida na independência e na autonomia do MP no Brasil. “Quando o meio ambiente é ameaçado, quem barra é o MP; quando as crianças, as mulheres, os negros, os índios, a população LGBTQIA+ e pessoas em situação de vulnerabilidade são ameaçados, quem barra é o MP; quando a democracia é vilipendiada quem barra é o MP; quando colocam a mão nos recursos públicos, quem barra é o Ministério Público. E eu pergunto: A quem interessa barrar o MP? Que interesses são esses que pretendem colocar freios numa instituição reconhecidamente respeitada por todo povo brasileiro e que se põe como protagonista no combate à corrupção em nosso País?” questiona.

O vereador finaliza afirmando que não é possível que o Congresso Nacional indique quem vá fiscalizar o MP. “Essa é uma tentativa clara de cerceamento, de querer intimidar a autonomia dos representantes do Parquet. A todos eles, a minha solidariedade e a minha luta”.

Continue Lendo