Nos acompanhe

Paraíba

Covid: secretário Estadual da Saúde descarta possibilidade de desobrigar uso de máscaras na Paraíba

Publicado

em

O secretário Estadual da Saúde, Geraldo Medeiros, descartou na tarde desta quinta-feira (10) a possibilidade de aplicar na Paraíba a desobrigação do uso de máscaras para quem já foi vacinado ou já teve Covid-19.

Para o secretário recomendar o abandono do uso de máscaras em plena pandemia é não acreditar na Ciência e que, portanto, não há a menor possibilidade disso acontecer em território paraibano.

Geraldo Medeiros falou sobre o assunto ao Correio Debate, da 98 FM. Ouça:

 

O assunto veio à tona após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informar que havia conversado com o ministro da Saúde, paraibano Marcelo Queiroga que, por sua vez, iria publicar um parecer desobrigando o uso de máscaras para pessoas vacinadas que já tinham contraído o vírus.

O tema preocupou especialistas de todo o país, uma vez que o próprio Queiroga afirmou trabalhar com Bolsonaro em “absoluta sintonia”.

Casos de terceira reinfecção por Covid-19

Na Paraíba, já houve registro do caso de uma mesma pessoa ser infectada pelo vírus da Covid-19 mais de duas vezes em intervalos superiores a 90 dias, o fato aconteceu com uma adolescente de 14 anos, em João Pessoa. Os três testes para detecção da doença foram realizados em laboratórios particulares da Capital paraibana, nos dias 17 de junho e 17 de novembro de 2020 e 26 de fevereiro de 2021.

Já uma aposentada de 66 anos, que mora em Goiânia, testou positivo três vezes para a Covid-19. Todos os diagnósticos de Lázara Soares foram obtidos por meio de exames RT-PCR. O primeiro diagnóstico foi em agosto de 2020. O segundo, em março deste ano. E, na última segunda-feira (7), a aposentada, que já havia tomado a primeira dose da vacina contra o vírus em abril, recebeu seu terceiro diagnóstico e está se tratando em casa.

Na última semana, uma técnica de enfermagem do município de Araraquara, localizado no interior do Estado de São Paulo, foi diagnosticada pela terceira vez com Covid-19. Angélica Moreira de Lima, de 31 anos, trabalha na linha de frente de combate ao coronavírus e testou positivo para a doença pela primeira vez logo no início da pandemia, em 2020. Depois, pela segunda vez, em 16 de abril de 2021 e, por fim, confirmou uma terceira reinfecção no último dia 14 de maio.

Recomendações

Diante das situações já registradas na Paraíba e em outras localidades do Brasil e do mundo, os infectologistas seguem recomendando que todos adiram aos protocolos de prevenção que são: uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social.

De acordo com os especialistas, todas essas medidas simples devem ser tomadas até que o nível de transmissão comunitária esteja baixa, uma vez que não é impossível que uma mesma pessoa seja reinfectada várias vezes pelo coronavírus, mesmo os que já tiveram a doença ou que ela já esteja vacinada.

Continue Lendo

Paraíba

Ruy diz que é bom ter nome lembrado para disputa do Governo, mas destaca empenho na pandemia

Publicado

em

Após ser citado pelo governador de São Paulo, João Doria, como bom nome do PSDB para disputar o Governo da Paraíba, o deputado federal Ruy Carneiro agradeceu a lembrança, mas disse que o momento é de trabalhar pela Saúde e dedicar esforços na solução da pandemia.

Ruy apontou que o momento de falar sobre política é no próximo ano. “É sempre bom ter nosso nome para a chapa majoritária. No momento não estamos priorizando questão política, estamos deixando todos esses temas para o ano que vem.” disse.

O parlamentar lembrou que o Brasil registra autos números de mortes e disse que dedicação deve ser para salvar vidas. “Estamos num país que ainda milhões de pessoas morrendo todos os dias, então estamos priorizando vacina, saúde e fortalecer os hospitais e o sistema de saúde da Paraíba.”, concluiu.

Continue Lendo

Negócios

Abrasel-PB admite frustração com fechamento de bares e restaurantes no período junino

Publicado

em

O representante da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes na Paraíba (Abrasel-PB), Arthur Lira, admitiu que a expectativa de não flexibilizar o comércio durante o período de junino não é positiva para os empresários.

Arthur Lira disse lamentar que estabelecimentos continuem sendo penalizados em decorrência da pandemia provocada pelo vírus da Covid-19 e também pela falta de sensibilidade do Governo do Estado em trabalhar em prol do setor. Ouça:

Continue Lendo

Paraíba

CFO da Câmara de João Pessoa aprova remanejamento de R$ 23 mil

Publicado

em

A Comissão de Finanças, Orçamento, Obras e Administração Pública (CFO) da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) foi favorável a dois projetos de lei do Executivo para o remanejamento de R$ 23.074.000,00 entre secretarias do governo municipal. Os parlamentares se reuniram nesta manhã de terça-feira (15) para apreciar, em regime de urgência, ambas as matérias.

O primeiro a receber parecer favorável foi o Projeto de Lei 453/2021. Trata-se do remanejamento ou transferência de recursos, por meio de dotações orçamentárias de uma categoria de programação para outra, de R$ 21.674.000,00 referente à cobertura de programas e despesas de caráter continuado na Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam), Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e no Fundo Municipal de Saúde (FMS). Desse total, R$ 80.000,00 serão empregados na manutenção e modernização da Semam e o restante será investido em atividades e ações da SMS e FMS, inclusive em atividades relacionadas ao combate ao novo coronavírus (Covid-19).

Também teve parecer aprovado pela CFO o Projeto de Lei 413/2021, a respeito da realocação de dotações orçamentárias, também pelo remanejamento de recursos de uma categoria de programação para outra, na ordem de R$ 1.400.000,00. Esse será o valor remanejado da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). O montante será investido em ações de segurança alimentar desenvolvidos na Capital, a exemplo de cozinhas comunitárias e restaurantes populares.

“É próprio do trabalho do Legislativo acompanhar esses remanejamentos e ajudar a máquina administrativa a realizar suas ações, adequando seu orçamento”, enfatizou Carlão (Patriota). “No que se trata da Semam, os R$ 80 mil serão realocados para a própria Secretaria. Já os recursos que serão empregados na Saúde, servirão para ações de reforma, aquisição de equipamentos, fortalecimento de ações de vigilância do Zoonoses, atividades do complexo regulador, além de manter e implementar iniciativas referentes ao combate da Covid-19”, complementou o presidente da CFO, Bruno Farias (Cidadania).a

Continue Lendo