Nos acompanhe

Paraíba

Números não param de crescer e Paraíba confirma 1059 novos casos de Covid e 43 óbitos nesta segunda

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta segunda-feira (5), 1.059 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 33 (3,11%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.026 (96,88%) são leves. Agora, a Paraíba totaliza 264.640 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 757.012 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Também foram confirmados 43 novos óbitos desde a última atualização, sendo 27 nas últimas 24h.

Os óbitos ocorreram entre os dias 01 e 05 de abril de 2021, sendo 16 deles em hospitais privados, 01 em residência e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 5.949 mortes. O boletim registra ainda um total de 186.670 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 511 novos casos, o que corresponde a 48,25% dos casos registrados nesta segunda. São eles: João Pessoa, com 240 novos casos, totalizando 71.672; Campina Grande, com 91 novos casos, totalizando 24.242; Solânea, com 86 novos casos, totalizando 2.493; Santa Rita, com 52 novos casos, totalizando 6.518; Cabedelo, com 42 novos casos, totalizando 6.729.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 05/04/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até esta segunda, 214 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 43 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Amparo (1), Araçagi(1), Cabedelo (1), Caiçara (1), Campina Grande (3), Caraúbas (1), João Pessoa (20), Lagoa Seca (1), Matureia (1), Olho d’Água (1), Patos (1), Pedra Lavrada (1), Piancó (1), Pocinhos (1), Santa Rita (1), São Bento (1), São João do Rio do Peixe (1), Serra Grande (1), Solânea (1), Soledade (1), Taperoá (1) e Triunfo (1).

As vítimas são 21 homens e 22 mulheres, com idades entre 35 e 98 anos. Hipertensão e diabetes foram as comorbidades mais frequentes e 12 não tinham comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 78%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 86%. Em Campina Grande estão ocupados 66% dos leitos de UTI adulto e no sertão 90% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 70 pacientes foram internados nas últimas 24h. Ao todo, 856 pacientes estão internados nas unidades de referência.

Cobertura Vacinal

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 532.477 doses. Até o momento, 432.168 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 100.309 com a segunda dose da vacina. Um total de 656.630 doses já foram distribuídas.

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

Continue Lendo

Paraíba

Notas de empenho do Governo Federal atestam que PB adquiriu testes para Covid com preços de mercado

Publicado

em

As compras de testes para Covid-19 feitas pela Secretaria de Saúde do Estado no ano passado, ao contrário do que se informou em alguns blogs de notícias locais, estão rigorosamente dentro dos valores praticados à época em todo Brasil, inclusive pelo Governo Federal, que adquiriu o mesmo produto para diversos órgãos da administração, conforme se pode comprovar nas notas de empenho dos sistemas de transparência das contas públicas do Ministério da Saúde.

Enquanto o valor do teste adquirido pela Secretaria da Saúde em abril de 2020 custou R$ 102,00, o Governo Federal adquiriu, através de diferentes órgãos, o mesmo produto em alguns casos a preços superiores, conforme os dados abaixo obtidos nos sistemas de transparência das contas públicas do Ministério da Economia:
* Polícia Rodoviária Federal/DF- R$ 110,00
* Ministério da Defesa- R$ 95,00.
* Centro De Intendência da Marinha/Niteroi – R$ 99,99
* Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Hospital Escola U. Federal de Pelotas) – R$ 117,00
* Hospital Militar de Área de Recife – R$ 118,00
* Ministério da Educação (Universidade Federal de São Paulo/SP) – R$ 120,00
* Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (HU Lauro Wanderley) – R$ 125,00
* Companhia Brasileira de Trens Urbanos – R$ 129,90
* Comando do Exército (Hospital de Guarnição de Natal) – R$ 148,00.

Em nenhuma plataforma de transparência pública do Governo Federal aparece compra de testes de Covid no ano passado no valor de R$ 20,04, como foi ventilado, portanto os valores praticados pela Secretaria de Saúde do Estado estão em perfeita consonância com o verificado no mercado à época, em muitas vezes estando ainda abaixo do adquirido pelo Governo Federal. Este fato, inclusive, já foi atestado pelo Ministério Público da Paraíba, em janeiro de 2021, ao analisar o contrato de aquisição do produto, constatando que a Paraíba adquiriu o insumo com valor inferior 12,7% ao preço médio das plataformas de cotação.

Continue Lendo

Paraíba

Presidente do PT na Paraíba diz que Lula acertou em procurar Kassab para aliança em 2022

Publicado

em

O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, afirmou nesta quinta-feira (6), que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) acertou em procurar o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab para tentar uma aliança com vistas às Eleições de 2022. (Clique aqui para conferir detalhes)

Nesta quinta-feira, ao ser perguntado sobre o encontro entre Kassab e Lula, o ex-prefeito de Campina Grande e atual presidente do PSD na Paraíba, Romero Rodrigues, disse que para 2022 quer o partido voltado para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Já o atual prefeito de Campina, Bruno Cunha Lima (PSD), disse ser contrário a articulação de Kassab para aliança entre PSD e PT em 2022.

Clique no player abaixo e confira a íntegra da fala de Jackson Macedo:

Continue Lendo

Negócios

O Antagonista: hospital da família de Queiroga é reativado com recursos públicos e colocado à venda

Publicado

em

Fundado pela família da esposa do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o Hospital Santa Paula, em João Pessoa (PB), fechou as portas em 2012 por problemas financeiros. No ano passado, porém, a unidade hospitalar foi reativada para ampliar a capacidade do estado no enfrentamento à Covid, ao custo de R$ 2,5 milhões.

Curiosamente, depois de reformado com verba pública, o hospital foi posto à venda por R$ 47 milhões. Quando Queiroga assumiu o Ministério da Saúde, porém, o anúncio publicado em sites de imobiliárias foi retirado do ar, destaca publicação exclusiva do site O Antagonista.

Em junho, ao fazer a entrega simbólica do hospital, o governador João Azevêdo disse que o objetivo da reforma era “salvar vidas”. “O hospital está totalmente reformado para atender pacientes com Covid, e posteriormente, abrigará a maternidade Frei Damião, com toda estrutura necessária para prestar um atendimento digno a todas as pacientes, oferecendo também um espaço de trabalho adequado para todos os servidores.”

Dois meses depois, porém, o imóvel foi posto à venda em imobiliárias por R$ 47 milhões. Não houve interessados.

Só após a posse do cardiologista Marcelo Queiroga como ministro da Saúde, o anúncio foi desativado.

Queiroga já foi diretor do antigo Hospital Santa Paula, que passou a integrar o espólio de Antônio Cristóvão de Araújo Silva, seu sogro, falecido em 2018. Entre os herdeiros que poderiam ser beneficiados pela venda do imóvel, estariam a esposa do próprio ministro, a médica Simone Teotônio de Araújo Queiroga Lopes, e a cunhada Maria do Socorro Teotônio Araújo da Cunha Lima, que é quem assina o contrato de locação com o governo de Azevêdo. Ela é casada com o também cardiologista João Alfredo Falcão da Cunha Lima, que vem a ser sócio de Queiroga no Cardiocenter Centro de Diagnóstico.

O espaço permanece aberto para esclarecimentos, que também poderão ser feitos diretamente à CPI da Covid.

Continue Lendo