Nos acompanhe

Brasil

Covid-19: “Toque de recolher” adotado na Paraíba para salvar vidas é destaque na imprensa nacional

Publicado

em

O “Toque de Recolher” anunciado pelo Governo da Paraíba como medida imediata de combate ao avanço do vírus da Covid-19 em território paraibano virou destaque na imprensa nacional nesta terça-feira (23).

A matéria, postada originalmente na Agência Brasil, por exemplo, revela as novas restrições que serão aplicadas à circulação de pessoas e aos funcionamentos de serviços em todo o Estado ao mesmo tempo em que deixa claro que, segundo o próprio governador João Azevêdo (Cidadania), a intenção primeira é a de salvar vidas.

Confira abaixo a íntegra da matéria:

O governo da Paraíba deve publicar ainda hoje (23) decreto com o objetivo de estabelecer novas restrições à circulação de pessoas e ao funcionamento de serviços em todo o estado.

Segundo a assessoria do governo, o ato administrativo deve ser publicado até o início desta tarde, em edição extra do Diário Oficial do estado, passando a valer a partir de amanhã (24).

De acordo com o governador João Azevêdo, o objetivo é conter o recente avanço da covid-19 no estado. Ontem (22), após reunião com membros da equipe de governo e técnicos da secretaria estadual de Saúde, informou que a taxa de ocupação dos leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da capital, João Pessoa, chegou a 84% e que no interior há cidades onde o percentual atingiu 88%.

Até ontem, 138 municípios apresentavam bandeira laranja, ou seja, uma situação preocupante, e seis já haviam entrado na bandeira vermelha do chamado Plano Novo Normal.

Azevêdo antecipou algumas das medidas a serem adotadas pelos próximos 15 dias. Entre elas, o toque de recolher das 22h às 5h, em cidades com bandeiras vermelha e laranja. Nas localidades, durante o período, apenas pessoas que trabalham em setores essenciais ou autorizadas poderão circular livremente pelas ruas.

Missas, cultos e eventos artísticos e esportivos serão suspensas por 15 dias a partir da entrada em vigor do decreto. Bares e restaurantes só poderão funcionar das 6h às 16h, e apenas para entregas em domicílio ou retirada dos produtos pelos clientes. Previstas para começar no próximo dia 1° de março com, no máximo, 30% de atividades presenciais, as aulas da rede pública estadual serão integralmente à distância, via online.

Vida

“São medidas para preservar a vida dos paraibanos. Não podemos aceitar que o sistema de saúde entre em colapso”, disse o governador à Rádio Tabajara, da Empresa Paraibana de Comunicação (EPC), que é vinculada à Secretaria de Comunicação estadual.

“O chamado Plano Novo Normal trata cada segmento econômico em função dos riscos de contaminação e transmissão [da covid-19], estabelecendo a forma de funcionamento de cada setor”, disse Azevêdo. “Estamos adotando novas medidas, mais restritivas, visando à redução da mobilidade urbana para que possamos enfrentar e vencer este momento tão difícil de pandemia.”

O governador também fez um apelo para que a população siga recomendações das autoridades sanitárias, procurando evitar aglomerações, sempre usar máscaras e higienizar as mãos e objetos sempre que possível.

“As medidas serão implementadas, mas sabemos das limitações do Poder Público. Não temos condições de abrir leitos indefinidamente. Porque não se trata só de [adquirir e instalar] equipamentos [hospitalares, mas também de ter pessoal, uma equipe médica muito grande, mas é preciso que as pessoas entendam: só quem pode evitar que o sistema entre em colapso é a própria população”, destacou o governador. Ele criticou quem sai às ruas sem máscara ou se junta a outras pessoas para atividades coletivas sem maiores cuidados.

“Virou quase que incomum você encontrar as pessoas usando máscaras nas ruas. É um absurdo. Enquanto em outros países as pessoas utilizam a máscara em locais públicos, aqui, a nossa consciência coletiva está a ponto de, simplesmente, relegar o uso da máscara a segundo plano, quando sabemos que é exatamente a falta dela que está provocando uma quantidade tão grande de contágios.

Continue Lendo

Brasil

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Publicado

em

Chegaram na manhã de hoje (4) os insumos para que o Instituto Butantan fabrique mais 14 milhões de doses da vacina contra o coronavírus CoronaVac. A carga, vinda da China, desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos. É a maior remessa de matéria-prima recebida até o momento.

De acordo com a matéria publicada originalmente pela Agência Brasil, o lote enviado pelo laboratório Sinovac tem 8,2 mil litros de insumo farmacêutico ativo (IFA). No dia 10, o Butantan havia recebido 5,6 mil litros de IFA e no dia 3, uma remessa de 5,4 mil litros.

Desde o dia 17 de janeiro, o Butantan entregou 14,4 milhões de doses de vacina que foram distribuídas para todo o país pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A previsão é que até o final deste mês, o instituto forneça mais 21 milhões de doses e que até o final de abril tenha sido entregue um total de 46 milhões de doses.

Continue Lendo

Brasil

Julian Lemos confirma verbas para Lucena e convoca populares para luta contra Pedofilia no país

Publicado

em

O deputado federal Julian Lemos (PSL) recebeu, em Brasília, a visita do prefeito Leo Bandeira (Solidariedade), de Lucena, município localizado no Litoral Norte paraibano.

Na ocasião, o parlamentar recebeu vários pleitos do gestor e confirmou que juntos já estão trabalhando para que a vida da população de Lucena mude para melhor e que, para tanto, já está enviando recursos para a construção de mercado central, para pavimentação de ruas e para o setor da Saúde.

O prefeito Leo, por sua vez, agradeceu a parceria do deputado para o desenvolvimento de obras impactantes para o desenvolvimento do município.

Pedofilia

Em outra publicação, Julian Lemos, que é relator do Projeto de Lei (PL) 4749A que propõe o endurecimento das penas para punição dos que cometem abuso sexual infantil, informou que já pediu ao presidente da Câmara dos Deputados, deputado Arthur Lira (DEM-AL), que paute, com urgência a votação do referido PL.

O parlamentar ainda aproveitou a ocasião para conclamar a sociedade organizada para fazer coro ao seu pedido junto ao presidente Lira para que providências mais severas possam ser tomadas para erradicação de crimes sexuais contra crianças e adolescentes no Brasil.

“Não podemos mais esperar! Apenas em 2019, foram mais de 63 mil crianças estupradas no Brasil. Enfrentamos outro grande problema que é a subnotificação por meio de fraude religiosa. Sim, temos sacerdotes dos mais diversos credos estuprando crianças no Brasil, e se escondendo atrás de uma falsa religiosidade”,afirmou Julian Lemos.

Clique no player abaixo e confira a íntegra do vídeo gravado ao lado do prefeito Leo Bandeira e publicado pelo parlamentar:

 

Continue Lendo

Brasil

Líder da maioria pede que Câmara vote nesta quarta-feira proposta de auxílio ao setor de eventos

Publicado

em

O deputado federal e líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) solicitou na manhã desta quarta-feira (03) que a votação do Projeto que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos seja realizada ainda na sessão de hoje.

De acordo com o parlamentar paraibano a intenção é que o socorro chegue o quanto antes para os trabalhadores do setor que foi um dos mais prejudicados por conta da pandemia da covid-19.

“Solicitamos que seja votado ainda hoje o PL que trata sobre o setor de eventos e Turismo, setor que foi tão prejudicado durante toda a pandemia, então esperamos que ainda hoje esse o projeto possa ser votado para que possa ao menos amenizar a gravidade com que esse setor tem sido afetado” disse Aguinaldo.

O referido projeto prevê o parcelamento de débitos de empresas do setor de eventos com o Fisco federal, além de outras medidas como isenção de tributos e linhas de crédito com juros de 3,5% mais a taxa Selic.

O objetivo é auxiliar o setor a reduzir perdas em razão da pandemia do novo coronavírus.

Continue Lendo