Nos acompanhe

Paraíba

Coleta seletiva aumenta 50% em Cabedelo a partir da parceria com o SustentaMundoBr-Parahyba

Publicado

em

Nos últimos cinco meses, o volume resultante da coleta de materiais recicláveis aumentou em pelo menos 50% no município de Cabedelo, segundo informações da Associação dos Trabalhadores de Materiais Recicláveis de Cabedelo (Astrec). O dado positivo, mesmo em um ano de desafios por conta da pandemia de Covid-19, foi obtido a partir da parceria firmada com o programa SustentaMundoBR-Parahyba, cujo foco está na promoção de objetivos de desenvolvimento sustentável definidos na Agenda 2030 da ONU.

O programa surgiu para incentivar e orientar a coleta seletiva em condomínios residenciais e foi implantado no município localizado na Região Metropolitana de João Pessoa a partir de uma experiência piloto. “Escolhemos a cidade por ser menor e muito interessante para um trabalho de conscientização ambiental”, explica a coordenadora Operacional do programa, Aparecida Queiroz.

Para a gestão municipal, a parceria mostrou-se “extremamente favorável para minimizar os efeitos da pandemia sobre a comunidade dos profissionais da reciclagem”. “Ela possibilitou a realização de ações de educação ambiental em condomínios residenciais do nosso município, resultando no aumento do volume de resíduos direcionados ao galpão de triagem de resíduos recicláveis recém-construído pela Prefeitura de Cabedelo”, avaliou o coordenador da Coleta Seletiva na Secretaria de Meio Ambiente, Pesca e Aquicultura (Semapa), Marcelo Lima.

Mestre em Engenharia Urbana e Ambiental, Marcelo é muito consciente e sabe da importância em investir em práticas sustentáveis para o bom desenvolvimento do município. O especialista salienta, por exemplo, a ação do programa junto aos catadores da região.  “O SustentaMundoBR proporcionou um curso de capacitação para os profissionais da Astrec visando à melhoria de sua organização, de forma a trabalhar com mais eficiência e segurança”, acrescenta.

No mês de setembro de 2020 foi oferecida aos profissionais de reciclagem da associação uma semana de capacitação, conduzida de forma prática pelo ex-catador e especialista em Gestão de Projetos, Telines Basílio (Carioca), fundador e presidente da Coopercaps – Cooperativa da Capela do Socorro -, um expoente no cenário da coleta seletiva e reciclagem no Brasil.

A presidente da Astrec, Larissa Rodrigues, não só concorda com a avaliação como também reforça o ganho para seus associados. “Ao aumentar o volume de materiais recicláveis, nossa renda aumentou em 50% e deu visibilidade à Astrec entre os condomínios e empresas. O treinamento que fizemos foi muito oportuno para a associação, porque nos ensinou a separar materiais que os sócios ainda não conheciam. Ajudou a valorizar nossos recicláveis”, salienta.

Além disso, o SustentaMundoBR-Parahyba investiu forte em comunicação, tanto nas redes sociais, como nos condomínios residenciais cadastrados, disponibilizando informações relevantes sobre o descarte correto e o valor econômico da reciclagem. “A parceria só tende a ser ampliada de forma que a educação ambiental desperte cada vez mais a consciência da população sobre a destinação ambientalmente correta dos resíduos gerados pelos munícipes”, reforça o coordenador da Coleta Seletiva, Marcelo Lima.

Para Sônia Manastan, presidente do Instituto Brasileiro do Ambiente Sustentável (IBAS e Coordenadora de Relações Governamentais e Cooperativas de Reciclagem do SustentaMundoBR-Parahyba, o programa atingiu seu objetivo ao cadastrar condomínios e empresas num período em que as famílias estavam preocupadas com questões sanitárias. “Sabemos que a pandemia interferiu no dia a dia das pessoas e que muitas delas passaram a enxergar a natureza de outra maneira. Esperamos ter plantado uma semente em algumas famílias para que, num futuro próximo, tenhamos mais cidadãos engajados na sustentabilidade do nosso planeta”.

Sobre o ‘SustentaMundoBR – Parahyba’  O programa foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar em parceria com o Instituto Brasileiro do Ambiente Sustentável (IBAS) – www.ibasbrasil.org.br – para incentivar a coleta seletiva em municípios a partir de condomínios residenciais. Foram estabelecidos os processos para que a destinação correta dos recicláveis aconteça e chegue a uma central de triagem operada por cooperativas que comercializam o material de forma a gerar trabalho e renda para catadores e suas famílias.

Siga no Instagram: @sustentamundobr

Acesse: www.sustentamundobr.com.br

Contato: contato@sustentamundobr.com.br

Continue Lendo

Paraíba

Justiça rejeita ação que pedia fim do ‘toque de recolher’ como medida contra avanço da Covid na PB

Publicado

em

A Justiça paraibana, através do juiz Gutemberg Cardoso Pereira, da 3ª Vara da Fazenda da Capital, decidiu rejeitar uma ação impetrada pelo deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL) que pedia o fim do ‘toque de recolher’ como medida contra o avanço do número de infectados pela Covid-19 no Estado.

A proibição de circulação de pessoas em horário determinado pelo Governo Estadual foi uma medida emergencial expressa no Decreto publicado no dia 23 de fevereiro com validade entre os dias 24 de fevereiro de 2021 a 10 de março de 2021, durante o horário compreendido entre as 22h e as 05h do dia seguinte, para os municípios que estejam classificados nas bandeiras vermelha e laranja, de acordo com o Plano Novo Normal, estabelecido pelo Decreto Estadual 40.304/2020. (Clique aqui para conferir detalhes)

O parlamentar argumentava que o ‘toque de recolher’ “cria um verdadeiro estado de exceção, pois permite a redução de direitos garantidos pela Constituição” como, por exemplo, a “livre locomoção no território nacional em tempo de paz”.

Na petição encaminhada à Justiça o parlamentar ainda afirmava que a proibição da circulação de pessoas geraria na população “sentimentos de pânico, angústia, sofrimento, ódio e dentre outras patologias psicológicas”.

 

Continue Lendo

Paraíba

CMJP aprova PL que torna atividade religiosa serviço essencial em João Pessoa

Publicado

em

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou na sessão desta quinta-feira (4), um Projeto de Lei (PL), de autoria do vereador Carlão (Patriota), que torna atividade religiosa serviço essencial na Capital.

Uma emenda providenciada pelo vereador Bispo José Luiz (Republicanos) abriu caminho para que as igrejas sigam com suas atividades mesmo em meio à pandemia.

O autor do projeto, o vereador Carlão, comemorou a aprovação e se disse esperançoso quanto a aprovação do PL pelo prefeito Cícero Lucena (PP).

“Na prática esse projeto traz uma lição, que se deve existir uma harmonia entre as atividades civis e as atividades religiosas. Um Decreto partindo de só uma pessoa sem se quer ter ouvido as casas legislativas, não pode fechar instituições tão importantes quanto as igrejas”, afirmou Carlão.

O vereador Marcos Henriques foi o único a votar contra o PL e justificou o seu voto dizendo se manter contra a realização de cultos durante o período de contágios crescentes pelo vírus da Covid-19.

“A única coisa que eu fui contra é a realização de cultos nesse período de pandemia, que eu espero que passe logo. Espero que a vacina venha e possa vacina todos os irmão e irmãs”, disse Henriques.

Continue Lendo

Paraíba

CMJP derruba veto ao PL de Bruno Farias e exercício físico passa a ser atividade essencial

Publicado

em

A Câmara Municipal derrubou, na manhã desta quinta-feira (4), o veto 348/20 que impedia que as atividades físicas fossem reconhecidas como serviço essencial em João Pessoa.

O Projeto de lei nº 2020/2020, de autoria do vereador Bruno Farias, que havia sido vetado pelo então prefeito Luciano Cartaxo, segue agora para promulgação e será convertido em lei, e, assim, a prática do exercício físico, orientada por profissional legalmente habilitado, foi alçada à condição de atividade essencial.

“Aproveito o momento para agradecer o empenho e o compromisso do Vereador Tarcísio Jardim, relator da matéria no âmbito da CCJ, para que pudéssemos votar essa matéria na urgência que a causa necessitava”, diz Bruno

Para o parlamentar, “a prática do exercício físico é, a um só tempo, um ato fisiológico de cuidados com a saúde e um ato de amor de preservação da vida”.

Confira abaixo um vídeo distribuído pelo vereador comemorando a decisão:

Continue Lendo