Nos acompanhe

Negócios

PMJP interdita estabelecimentos por descumprimento de licença e protocolos de prevenção à covid-19

Publicado

em

Uma força-tarefa formada por secretarias da Prefeitura de João Pessoa, em parceria com o Governo do Estado, interditou e suspendeu dois estabelecimentos na Capital que estavam descumprindo os decretos que regulamentam a convivência durante o período de pandemia da covid-19. A ação aconteceu na noite deste sábado (21), após o recebimento de denúncias sobre as irregularidades.

A fiscalização encontrou superlotação, descumprimento de protocolos sanitários, como uso de máscara, distanciamento entre mesas e outras regras de funcionamento em um bar em Tambaú, que sofreu interdição de 15 dias da Vigilância Sanitária. O estabelecimento também recebeu, da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), um auto de infração por ausência de licença ambiental.

Um estabelecimento localizado em Manaíra também apresentou irregularidades no cumprimento dos decretos preventivos da covid-19 e estava recebendo mais gente do que os 50% permitidos. De imediato, o local recebeu suspensão das atividades e um auto de infração por falta de licença ambiental.

“Para voltar a funcionar, ambos precisam voltar ao orgão que lavrou o procedimento administrativo, para fazer a defesa do auto, entrar com o pedido de suspensão e se adequar aos protocolos previstos nos decretos”, explicou o chefe da divisão de Fiscalização da Semam, Jocélio Araújo dos Santos.

A força-tarefa é composta pela Semam, Vigilância Sanitária, Procon Estadual, Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros. Além do cumprimento dos protocolos preventivos da covid-19, cada órgão verifica suas respectivas atribuições de fiscalização, como licenças de funcionamento, segurança, saúde, entre outras.

“Vamos continuar com essa força-tarefa, realizando fiscalizações diárias nos estabelecimentos comerciais da cidade. Estamos diante de um aumento de casos da covid-19 e é preciso que as pessoas colaborem, cumpram os protocolos”, destacou Jocélio Araújo.

Continue Lendo

Negócios

Aumenta a procura de alunos pelo cursinho Over

Publicado

em

Para quem começa a entrar no ano decisivo para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), este momento é sempre de definição. Afinal, é necessário escolher o cursinho preparatório e, nesse contexto, o resultado de uma escola muito influencia  à sua procura. Com sede em João Pessoa, o cursinho de Over Colégio e Curso registra grande procura nesse início de ano por conta dos últimos resultados, além da estrutura e do time de professores.
O balanço do Over em 2020 foi bastante positivo, com 803 aprovados na primeira chamada do Sisu e 27 primeiros lugares. Em Medicina na Paraíba, o Over estampou 38 aprovados ano passado e outros 91 aprovados em Medicina no Rio Grande do Norte. “Estamos com uma grande expectativa para o resultado das notas do Enem. Pelo relato dos nossos alunos, teremos mais um Enem de espetáculo do talento Over”, destacou Carlos André, professor fundador e diretor de expansão do Over.
Ele lembrou que, mesmo com toda adversidade do ano de 2020 devido à pandemia da covid-19, o Over conseguiu oferecer uma preparação completa para seus alunos. “Tudo isso só foi possível graças aos recursos tecnológicos adotados pela nossa escola e a dedicação do nosso time campeão de professores. São mestres que mostraram muita resiliência para a realidade urgente que se colocou ano passado”, observou Carlos André.
Com o anúncio já feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, de que não acontecerá o adiamento das provas do Enem 2021, os estudantes já iniciam o ano com o calendário definido e a necessidade do foco nas provas. “O anúncio feito pela direção do Inep serviu até de alerta para os alunos. Muitos estudantes estavam apostando que neste ano teríamos adiamento, mas a organização já disse que iremos mesmo para prova em novembro ou dezembro. Com isso, os estudantes precisam começar o período de preparação muito focados. Nossa escola está atenta e vamos manter o ritmo de preparação que consagrou o Over”, disse o professor Carlos André.
Sobre o Over – Com mais de 20 anos de atividade, o Over Colégio e Curso tornou-se referência em educação inovadora e de alta qualidade no Rio Grande do Norte. Inaugurada no começo de 2020, a unidade em João Pessoa, lançou turmas de ensino fundamental e médio, para 2021. A escola, eleita como a melhor do Rio Grande do Norte, figura entre as dez melhores do Brasil, segundo o MEC – Ministério da Educação, além possuir mais de 800 aprovações na primeira chamada do SISU – Sistema de Seleção Unificada, referente ao ENEM de 2019.

O Over João Pessoa fica na Av. Senador Ruy Carneiro, 405, no Brisamar. Para mais informações, os telefones são (83) 3506-6221(83) 99386-1061 e (83) 99385-0373. O site é o www.overcolegioecurso.com.br. No instagram, @overjoaopessoa .

Continue Lendo

Negócios

AMDE capacita artesãos, artistas e produtores culturais visando fortalecer economia criativa

Publicado

em

Visando agregar um valor significativo para os artesãos, artistas e produtores culturais de Campina Grande, possibilitando a eles entender seu papel frente às mudanças n a economia e tecnologia, valorizando e potencializando seus negócios, a Prefeitura de Campina Grande, por meio da Agência Municipal de Desenvolvimento (AMDE), em parceria com o Sebrae, realizará no período de 15 de março até 07 de abril ações que abordarão conhecimentos teóricos e exercícios práticos.

O evento, em celebração ao Dia do Artesão, 19 de março, visa à capacitação desses profissionais para o desenvolvimento da economia criativa. Serão realizadas palestras, bate papo, cursos e oficinas. As inscrições são gratuitas e estão sendo realizadas na Vila do Artesão, das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, até o próximo dia 10, com vagas limitadas. Os participantes receberão certificado e material de apoio.

Alana Carvalho, presidente da AMDE, explicou que o evento será uma oportunidade para que os artesãos, artistas e produtores culturais do município possam trocar experiências, conhecer novas técnicas, desenvolver seus trabalhos, fazer network e abrir novos mercados, dando visibilidade aos seus produtos

“O profissional que se capacita se destaca. Eles vão receber orientações sobre como se apresentar e apresentar seus produtos, como lidar com o cliente. Essa capacitação agregará um valor significativo para os artesãos, artistas e produtores culturais da nossa cidade”, disse Alana Carvalho.

A presidente da AMDE explicou ainda, que o evento será o primeiro de muitos e essa união de esforços com parceiros, a exemplo do Sebrae, faz a diferença. “Capacit ar o nosso povo é um desafio que tem todo apoio e incentivo do prefeito Bruno Cunha Lima. Estamos em um período difícil, devido à pandemia, então com essa capacitação os profissionais passarão a avaliar as fases de seu negócio, fazer plano de reposicionamento e de vendas e e-commerce com a divulgação dos serviços e venda dos produtos em páginas nas redes sociais,”, explicou.

Os cursos serão ministrados das 14h às 18h, no auditório da Vila do Artesão, com 40 vagas cada um. As palestras e entrevistas acontecerão em março, sempre às 10h30, na rádio da Vila do Artesão, com transmissão pelo Instagram @viladoartesaocg. A programação completa pode ser conferida a seguir:

CURSOS:

1 – Orientação para elaboração de portfólio artístico, criação e manutenção de redes sociais para divulgação de artesanato. Dias: 15,16 e 22 de março;

2 – Prestação de contas para microempreendedor individual. Dias: 17, 18 e 23 de março;

3 – Elaboração de projetos para captação de recursos. Dias: 24, 25 e 29 de março;

4 – Comportamento pessoal à vitrine para atração de novos negócios. Dias: 30, 31 de março e 05 de abril;

5 – Associativismo. Dias: 06 a 07 de abril.

PALESTRAS / ENTREVISTAS

1 – Valorizando as oportunidades de negócio. Dia 15, com Erasmo Rafael, Gerente de Empreendimentos da AMDE e Diretor da Vila do Artesão;

2 – A importância da Vila do Artesão no Turismo de Campina Grande. Dia 16, com Miguel Ângelo, Coordenador de Turismo da PMCG;

3 – A importância do design junto ao artesanato. Dia 17, com Cleone Sousa, professora do Curso de Design da UFCG;

4 – Microempreendedor Individual: Novas oportunidades em tempo de crise. Dia 18, com Elton John Consultor Credenciado Sebrae

5 – Avaliação da Semana do Artesão e apresentação do Programa de Microcrédito da AMDE e E-commerce. Dia 19 de março, com Alana Carvalho, presidente d a AMDE, no auditório da Vila do Artesão.

Continue Lendo

Negócios

Terapia acelera cicatrização de feridas e proporciona mais conforto para os pacientes

Publicado

em

Cuidar do paciente sempre da melhor forma, fazendo com que ele tenha o melhor tratamento e volte para casa seguro. É assim que Unimed João Pessoa atende os clientes que procuram o Hospital Alberto Urquiza Wanderley e o Hospital Pediátrico.  Para isso, os dois hospitais contam com os mais bem preparados profissionais, equipamentos de ponta e técnicas modernas. Um dessas técnicas, usada na cicatrização de feridas, tem trazido conforto ao paciente e acelerado a alta hospitalar: trata-se da terapia por pressão negativa. Também conhecida como Terapia a Vácuo, é uma tecnologia não invasiva que favorece a cicatrização mais rápida das lesões do paciente.

 Vantagens – As vantagens para os pacientes que podem usar esse tipo de terapia são inúmeras. Quem recebe o “curativo” tem o seu processo de cicatrização acelerado, previne a infecção no local da ferida e controla a infecção se ela já estiver instalada.

A enfermeira Joseane Flor, da Comissão de Pele dos hospitais, explicou que essa terapia é feita com um “kit” que utiliza um equipamento e também curativos diferenciados. Ele é um curativo completamente estéril.  “Esse tipo de terapia evita que a ferida do paciente tenha manipulação diária, pois ele fica de três a cinco dias, acelera a cicatrização e facilita a desospitalização. O paciente que ficaria internado por causa da troca de curativos pode ir para casa com segurança e tranquilidade”, disse.

A enfermeira lembra o primeiro tratamento com esse tipo de curativo no hospital. “O paciente era um homem que tinha sofrido um acidente automobilístico e tinha a indicação de amputação, por causa da ferida. Nós fizemos a terapia por pressão negativa e salvamos o membro da paciente. É uma técnica muito boa e muito eficaz”, disse.

Indicação – A terapia por pressão negativa é indicada para diversos tipos de tratamento, como úlceras por pressão, feridas traumáticas, feridas cirúrgicas, queimaduras, prevenção de deiscência (abertura espontânea dos pontos cirúrgicos ou de cicatriz ao longo da linha de incisão cirúrgica) e de infecção de ferida operatória, feridas necrotizantes, feridas diabéticas, úlceras venosas, enxertos de pele e abdome aberto.

Sobre a Unimed JP – Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.
Outras informações:
Instagram: @unimedjoaopessoa
LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa
Facebook: /unimedjoaopessoa
Twitter: @unimed_jp

Continue Lendo