Nos acompanhe

Paraíba

Cabo Gilberto Silva volta a denunciar situação desumana vivida pela força militar na Paraíba

Publicado

em

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL) voltou a utilizar suas redes sociais para denunciar sobre a grave situação que vivem os integrantes das forças militares paraibanas.

De acordo com o parlamentar, a sociedade paraibana, atualmente, dispõe de um efetivo com pouco mais de oito mil policiais, enfrentando um déficit de 10 mil policiais militares. Situação similar, segundo Cabo Gilberto, é percebida também nos âmbitos das polícias Civil e Penal.

Ainda segundo o deputado, que é líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), os policiais, já sobrecarregados pelo número insuficiente do efetivo, ainda se veem, muitas vezes, obrigados a fazer hora extra ganhando R$ 6,00 (seis reais) por hora trabalhada.

“Digo e repito: segurança pública não se faz dessa forma, senhor governador! Fiz todas as solicitações possíveis ao Governo para resolver esse grave problema. Infelizmente, até o momento, as solicitações não foram atendidas. Só quem perde com isso é o povo da Paraíba, pois não são minhas solicitações que o governo não atende, mas sim as necessidades do povo do nosso Estado”, afirma Cabo Gilberto.

Clique no player abaixo e confira a íntegra do vídeo publicado por ele:

 

Continue Lendo

Paraíba

Karla Pimentel envia representantes de sua gestão para reunião com membros do Governo Federal

Publicado

em

A prefeita de Conde, Karla Pimentel (PROS), confirmou que o secretário de Educação, Cultura e Esportes de Conde, Thalles Albuquerque, e a assessora da Secretaria de Planejamento de Conde, Maria Érica de Lira Santos, participaram de uma reunião em Brasília com Carlos Felipe Said Pires, coordenador-geral de Políticas Temáticas.

De acordo com a gestora, durante a reunião foi apresentado o projeto ‘Agentes da Educação’ idealizado por técnicos da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (Semec) do município. E, como resultado do encontro, o Governo Federal garantiu apoio ao projeto com recursos e incentivo para que a equipe da Semec seja multiplicadora da iniciativa também em outros municípios.

Ainda segundo Karla Pimentel, na quarta (12) o secretário Thalles ainda participou de reuniões em Brasília para angariar recursos a serem investidos na rede municipal de ensino.

Na ocasião, juntamente com o assessor técnico Anderson Sampaio, foram discutidas as obras inacabadas da gestão anterior, como as restrições do PAR, buscando uma solução para viabilizar novos recursos e Termos de Compromissos para cidade de Conde.

Já no encontro com Gabriel Medeiros Vilar, diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais (DIGAP), Adauto Marcolino Fernandes Júnior e o secretário-Executivo de Representação Institucional, foram debatidas ações para a rede de ensino municipal de Conde, onde o DIGAP se colocou à disposição para incentivo de recursos para os projetos a serem desenvolvidos.

Continue Lendo

Brasil

Gervásio diz que Bolsonaro precisa ser responsabilizado por recusar 100 milhões de vacinas Pfizer

Publicado

em

O vice-líder da oposição na Câmara, Gervásio Maia (PSB), criticou a omissão do governo Jair Bolsonaro, que de acordo com o gerente-geral da farmacêutica Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, teria rejeitado três ofertas de 70 milhões de doses da vacina Pfizer/BioNTech. A declaração do executivo aconteceu durante depoimento aos senadores na CPI que investiga ações e omissões do governo durante a pandemia.

“Negligência criminosa. O governo precisa ser responsabilizado. Quantas vidas poderiam ter sido salvas? É absurdo pensar que o presidente, em plena pandemia, ignorou a oferta de 70 milhões de vacinas. Hoje padecemos com o saldo trágico dessa omissão. Famílias dizimadas, milhares de órfãos, o país em uma profunda crise sanitária e econômica”, lamentou Gervásio.

Sobre as negativas do governo

Segundo o executivo, que era presidente da Pfizer no Brasil em 2020, a primeira oferta de 70 milhões de doses, em 14 agosto, tinha prazo para resposta de 15 dias — governo ignorou o prazo e a oferta expirou.

A segunda e terceira ofertas de 70 milhões de doses foram feitas em 18 e 26 de agosto, e também não foram aceitas pelo governo, segundo Carlos Murillo.
Todas as ofertas tinham cronograma de início da entrega em 2020. A terceira oferta, em 26 de agosto, previa a entrega de 1,5 milhão de doses ainda em dezembro do ano passado e mais 3 milhões no primeiro trimestre de 2021 — o resto seria entregue ao longo do ano.

Continue Lendo

Paraíba

Marcílio do HBE apresenta ‘Voto de Repúdio’ à Lei de autoria do deputado estadual Chió

Publicado

em

O vereador Marcílio do HBE (Patriota) apresentou ‘Voto de Repúdio’ à Lei de autoria do deputado estadual Chió (REDE), publicada no diário Diário Oficial do Estado (DOE) na última terça-feira (11), que obriga as instituições da rede privada de ensino infantil, fundamental, médio e superior a capacitar os seus professores com cursos sobre tecnologias digitais para ensino remoto.

Segundo o vereador, a Lei prejudica as escolas de pequeno porte que não tem condições de pagar o curso para todos os seus professores.

“Na minha opinião é um projeto muito insano. As escolas maiores já cumprem pois já tem seus sistemas de ensino que fornece esse curso, mas a escolinha pequena não tem essa condição” afirmou o parlamentar.

Marcílio também falou sobre a penalidade para as instituições que não cumprirem a Lei que, segundo a publicação no DOE, prevê uma advertência, com prazo de 15 dias para a regularização do problema e, caso não haja cumprimento, aplicação de multa ou até suspensão do alvará de funcionamento.

“Gostaria de pedir que o deputado que desse uma revisada nessa Lei, pois ele não está prejudicando a escola grande, está prejudicando a escolinha do bairro e a escolinha da periferia” finalizou o vereador.

Continue Lendo