Nos acompanhe

Notícias

Vice-prefeito de Cuité passa por exame e descarta contaminação por vírus da Covid-19

Publicado

em

O vice-prefeito Renan Furtado (PROS), do município de Cuité, município localizado na Região do Curimataú paraibano, através de sua equipe de Comunicação, divulgou uma Nota Informativa confirmando que o exame para detectar uma possível contaminação pelo vírus da Covid-19 deu negativo.

A informação foi divulgada na noite desta terça-feira (13) através de suas redes sociais.

Confira abaixo a íntegra da Nota:

O vice-prefeito Renan Furtado, como informado em nota anterior, foi acometido desde a última sexta-feira (8) de um quadro gripal. Em decorrência da pandemia que vivenciamos, fez de início exame PCR para detectar uma possível COVID-19, a qual foi descartada conforme exame a seguir.

O vice-prefeito apresenta, nesse momento, bom estado de saúde, dentro das possibilidades, e como paciente asmático crônico, foi detectada uma CRISE ASMÁTICA AGUDA, que está sendo tratada e deverá ser acompanhada através de exames e possível fisioterapia respiratória. Por recomendações médicas Renan Furtado permanece em repouso absoluto“.

Confira abaixo a imagem do resultado do exame com resultado negativo para Covid-19:

 

Continue Lendo

Paraíba

“Mais de 50”, diz Aguinaldo Ribeiro sobre número de pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro

Publicado

em

O deputado federal e líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), comentou nesta sexta-feira (22) acerca da possibilidade de um impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O parlamentar afirmou que já existem muitos pedidos protocolados no Congresso, segundo ele, mais de 50, porém, para ele, este é um assunto que não pode se artificializar por se tratar de um processo, por si só, muito traumático.

Ribeiro ainda lembrou que quem decide um processo desse nível é o povo, uma vez que o Congresso, de fato, é apenas um instrumento do ato.

“Quando houve o impeachment de Collor de Melo foi o povo quem ‘impichou’ não foi a Câmara. O Congresso Nacional é apenas um instrumento disso. Quando houve com Dilma, foi também o povo quem decidiu. O povo foi pra rua pressionar pra que o Congresso fizesse. Eu pessoalmente acho que todo o processo como esse é muito traumático”, comentou Ribeiro.

Pedidos

De acordo com informações do Estadão, já existem 56 pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro, mas, em âmbito geral, o número de denúncias não parou na casa das cinco dezenas, uma vez que, desde 2019, pelo menos 61 denúncias foram protocoladas contra o presidente a respeito de crimes de responsabilidade. Desse total, 54 foram apresentadas depois de março de 2020, quando começou a pandemia no Brasil.

Ainda segundo o Estadão, dos 61 pedidos de impeachment apresentados desde janeiro de 2019, apenas 5 foram arquivados, por descumprimento de requisitos formais que impediam a continuidade dos respectivos processos.

A maioria das denúncias contra o presidente da República, por crime de responsabilidade, ocorreu precisamente, em função de sua conduta no enfrentamento da crise sanitária.

Clique no player abaixo e confira a íntegra da fala de Aguinaldo Ribeiro:

Continue Lendo

Paraíba

Prefeitura de João Pessoa já vacinou quase dez mil pessoas contra o vírus da Covid-19

Publicado

em

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) já vacinou quase dez mil pessoas na Capital paraibana até a quinta-feira (21). Os dados estão no site “Vacinômetro Covid-19” lançado pela atual gestão para que os cidadãos possam acompanhar com total transparência o avanço da campanha de vacinação contra o vírus na cidade.

No site, o cidadão pode acompanhar o detalhamento por dia, o total de vacinações por unidade de saúde, além de informações sobre o Plano Operacional de Vacinação, baseado no Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Governo Federal, cuja meta é vacinar 95% dos grupos prioritários. Nesta primeira fase da vacinação contra a Covid-19 serão imunizados trabalhadores da saúde que estão na linha de frente.

Em João Pessoa, a campanha de vacinação contra a Covid-19 começou na terça-feira (19). O município recebeu, neste primeiro lote, 15.191 doses do imunizante, que é resultado da parceria do Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac.

Confira abaixo o print da tela principal do site:

Continue Lendo

Negócios

Asplan repudia propaganda do MPT que associa trabalho infantil ao setor canavieiro

Publicado

em

Circula em redes sociais, um banner de uma propaganda do Ministério Público do Trabalho (MPT) que associa o trabalho infantil ao setor canavieiro. A publicidade, inclusive, coloca uma foto de um feixe de cana-de-açúcar ilustrando a comunicação que recebeu nesta quinta-feira (21), uma nota de repúdio da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). O presidente da entidade, José Inácio de Morais, ficou indignado ao tomar conhecimento da peça publicitária. “Nós não somos empregadores de mão de obra infantil e há muito tempo que os trabalhadores canavieiros ganharam melhores condições de trabalho n o campo, portanto, associar nosso segmento a práticas ilegais é um absurdo, é descabido e inaceitável. A Paraíba, no que tange nosso setor, não tem mão de obra infantil”, afirmou o dirigente canavieiro.

José Inácio lembra que várias empresas ligadas ao segmento no estado, a exemplo da Monte Alegre, Miriri, Tabu e Japungu são, inclusive, reconhecidas como empresas amigas das crianças por iniciativas que ajudam as crianças a terem mais oportunidades, a exemplo da manutenção de creches, escolas, bibliotecas, espaços de lazer, etc. “As empresas paraibanas também são fiscalizadas frequentemente pelo MPT e têm reconhecido seu compromisso social”, reitera o dirigente canavieiro.

Outra pessoa que se mostrou indignado sobre a propaganda do MPT foi o especialista em agronegócio, Marcos Fava Neves. Em seu perfil nas redes sociais ele escreveu: “O MPT deve se comunicar com a sociedade, mas não deve em suas comunicações usar os recursos públicos para atacar agentes da economia que não servem de exemplo para suas mensagens e estão justamente entre os que provém o orçamento do MPT. Errou ao atacar o setor de cana-de-açúcar , que caminha a largos passos para a sustentabilidade nos pilares ambiental, social e econômico. Há vastas literatura com esses números”, destacou Neves.

Para José Inácio iniciativas como essa só desconstroem a imagem de um setor vital para a economia do país, inclusive, na geração de emprego e renda no campo. “Nós somos quem mais empregamos no campo, respeitamos as regras de sustentabilidade, geramos renda e não empregamos mão de obra infantil. Essa campanha do MPT deveria ser retirada imediatamente e o segmento deveria receber um pedido de desculpa formal pelo constrangimento causado por essa falsa e equivocada associação com o trabalho infantil”, finaliza José Inácio.

Sobre a propaganda

No banner, o MPT associa o trabalho infantil a uma vaga de emprego para crianças e utiliza uma foto de cana com a frase “Fazenda infância destruída’ e ainda tem os dizeres: Procura-se profissional mirim com agilidade para cortar cana e colher café…. Mais em baixo, o banner destaca: Essa vaga não existe, mas o trabalho infantil continua sendo realidade na vida de muitas crianças”.

Confira abaixo a íntegra da postagem feita por Marcos Favas Neves:

 

Continue Lendo