Nos acompanhe

Paraíba

Prefeitura faz parceria com PMPB para garantir segurança aos moradores de residenciais

Publicado

em

Uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e do Governo do Estado vai reforçar a segurança para os moradores de conjuntos habitacionais da Capital. Os detalhes foram acertados durante reunião na manhã desta terça-feira (12) entre a secretária de Habitação, Socorro Gadelha; o secretário executivo, José Ildeberto de Lima Delfino; e o comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves.

“Um dos principais pontos debatidos nessa reunião foi a instalação de Unidades de Polícia Solidária nos conjuntos habitacionais mantidos pela Prefeitura de João Pessoa. Isso vai fazer com que os policiais tenham uma linha direta com os moradores, reforçando nosso compromisso social. Estamos bastante satisfeitos com a receptividade dessa parceria, onde o coronel Euller Chaves foi muito solícito conosco”, afirmou a secretária Socorro Gadelha.

A secretária ainda reforçou que a presença da polícia militar nessas áreas fará com que os moradores se sintam mais seguros. “Este foi um pedido do prefeito Cícero Lucena, que quer intensificar a segurança nos residenciais em parceria com o Governo do Estado. No residencial Vista Alegre, no Colinas do Sul, mais de oito mil pessoas estarão morando lá nos próximos dias e já existe um local específico para instalação do posto de polícia com todos os equipamentos necessários. Quem mais se beneficiará com esse investimento é a população”, destacou Socorro Gadelha.

“Essa parceria com a Prefeitura de João Pessoa, através da secretária Socorro Gadelha, que irá possibilitar espaços para instalações que facilitem nossa presença constante, vem somar esforços para trazer tranquilidade para essas famílias e gerar mais proximidade da Polícia Militar, numa atuação social também”, explicou o coronel Euller.

Continue Lendo

Paraíba

PL do líder do governo prevê restrições de direitos a quem não se vacinar contra a Covid 19 na PB

Publicado

em

Quem não se vacinar contra a Covid-19 na Paraíba poderá sofrer uma série de limitações, como a proibição de frequentar bares, restaurantes e boates e até receber os vencimentos, no caso de servidores estaduais ou de fundações, empresas, institutos e sociedades mantidas e subvencionadas pelo governo estadual ou que exerçam serviço público delegado. A recusa à vacinação só será aceita mediante justificativa plausível.

É o que prevê projeto de lei do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa, que institui a política de vacinação no Estado.

“Nossa preocupação é com o coletivo. As liberdades individuais não podem se sobrepor aos interesses coletivos, especialmente quando a vida está em jogo”, justifica Barbosa.

Ainda de acordo com o PL do deputado, quem não se vacinar não poderá inscrever-se em concurso ou prova para função pública, ser investido ou empossado em cargos na Administração Pública estadual direta e indireta e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial do Estado da Paraíba.

O projeto ainda depende de aprovação pelo plenário da ALPB, mas seu autor acredita na sua aprovação, em razão do grande interesse público, especialmente após o Supremo Tribunal Federal ter reconhecido que a importância da vacinação no contexto pandêmico é indiscutível. Ao analisar Ação Direta de Inconstitucionalidade
(6586/DF), o STF decidiu pela constitucionalidade da competência dos Estados e Municípios tomarem medidas acerca da imunização compulsória.

Segundo lembrou Ricardo Barbosa, a competência do Ministério da Saúde para coordenar o Programa Nacional de Imunizações e definir as vacinas integrantes do calendário nacional de imunização não exclui a dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios para estabelecer medidas profiláticas e terapêuticas destinadas a enfrentar a pandemia decorrente do novo coronavírus, em âmbito regional ou local, no exercício do poder-dever de cuidar da saúde e assistência pública, segundo prevê art. 23, II, da Constituição Federal.

A ordem de prioridade da vacinação será definida pelo Poder Executivo estadual, em consonância com o Plano Nacional de Imunização, levando em consideração a exposição ao agente etiológico e a vulnerabilidade imunológica dos grupos sociais, com base em evidências científicas e em análises sobre informações estratégicas embora saúde.

Continue Lendo

Paraíba

Marcílio do HBE visita bairro das Indústrias e assume compromisso de trabalhar valorização local

Publicado

em

O vereador Marcílio do HBE (Patriota) visitou o Bairro das Indústrias, localizado na Zona Sul de Joao Pessoa, Capital da Paraíba, ao lado do vereador suplente Paulo Ferreira (Patriota).

Na ocasião, o parlamentar foi apresentado à várias demandas dos moradores do bairro, que ainda sofrem, por exemplo, com ruas sem calçamento e escassez do ônibus destinados ao transporte público na região.

As demandas mais urgentes foram anotadas pelo vereador que assumiu compromisso de, enquanto vereador por João Pessoa, trabalhar pelo crescimento e valorização do bairro que apresenta relevantes potenciais econômicos e de qualidade de vida para os moradores, mas que, até o momento, foram mal aproveitados e quase nada desenvolvidos.

“Anotamos várias demandas para a região, que carece urgentemente, de um olhar mais preocupado da Prefeitura Municipal de João Pessoa”, afirmou Marcílio do HBE.

Continue Lendo

Paraíba

Covid-19: secretário de Saúde afirma que estrutura para início da vacinação em JPA está pronta

Publicado

em

O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, afirmou durante entrevista nesta segunda-feira (18), que a Capital paraibana contará com 66 ginásios para realização do plano de vacinação contra a Covid-19 nesta primeira fase da campanha.

Na ocasião, o prefeito Cícero Lucena (PP), que também estava presente, garantiu que não haverá quebra do critério estabelecido pelo Governo Federal acerca da distribuição das vacinas e que, ele próprio, só se vacinará quando o seu grupo prioritário for convocado.

Ainda segundo Cícero, a estrutura preparada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para vacinação contra a Covid-19 foi estrategicamente organizada para que haja eficiência, rapidez e o menor nível de aglomeração dentre os que irão ser vacinados.

Continue Lendo