Nos acompanhe

Negócios

Salão do Artesanato: profissionais de saúde no combate ao coronavírus inspiram trabalho de artesã

Publicado

em

Unir retalhos e conectar vidas de alguma forma. Com essa premissa, a artesã Rosângela da Rocha construiu uma manta de patchwork para homenagear os profissionais de saúde que perderam suas vidas durante a pandemia. A inspiração do trabalho veio das declarações do secretário executivo de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, sobre as medidas de proteção e distanciamento social por conta da Covid-19. A obra estará exposta nesta sexta-feira (8), durante a live de abertura oficial do 32° Salão do Artesanato Paraibano, a partir das 10h, nas redes sociais do Governo do Estado.

“Na verdade, eu acho que eu não tive uma ideia, eu tive um desejo”, reflete Rosângela, quando tenta explicar porque resolveu fazer o trabalho. A obra consiste em uma manta feita de retalhos, com 49 blocos e 164 corações. Em cada coração, o nome de um profissional de saúde que perdeu a vida por Covid-19 escrito à mão pela artesã. Rosângela já escreveu 50 nomes entre médicos, enfermeiros e técnicos.

Ela afirma que, ao ver uma das reportagens da Secretaria de Estado da Saúde (SES) sobre as formas de prevenção para o novo coronavírus, se sentiu inspirada para ajudar repassar a informação. “Tem algum tempo que eu vi uma matéria na TV com o Daniel Beltrammi. Eu moro sozinha, e a fala dele me deu impressão de que a gente está sendo cuidada, que temos uma secretaria vigilante e atenta. Na matéria ele pedia que as pessoas se cuidassem e respeitassem as recomendações e orientações da secretaria. De repente as coisas foram se construindo. Como trabalho com retalhos, acredito na analogia que eles conectam vidas e isso contribuiu para que eu tomasse a iniciativa de fazer a manta”, contou.

Foram três dias de confecção, incluindo a noite da virada do ano. Para Rosângela, esta foi a forma que ela encontrou para reverenciar os profissionais e se solidarizar com a dor das famílias. A partir da memória de retalhos, com algumas poesias que falam “se a vida te der um retalho, faça alguma coisa”, ela construiu a manta. “A vida me deu retalhos, a sorte de não perder ninguém, a saúde que eu tenho nesse momento. Como não sou profissional de saúde e não posso ir pra linha de frente, vou mostrar o que eu sei fazer e tentar de alguma forma tocar o coração das pessoas. Se conseguir tocar pelo menos uma pessoa, já está valendo”, ressaltou.

Sobre o destino da obra após o Salão de Artesanato, Rosângela afirma que vai seguir exposta. “Ela vai fazer parte desse momento e depois vai seguir. Espero que ela alcance todos os corações de alguma forma”, completa.

Para Daniel Beltrammi, o trabalho da artesã representa um ato corajoso de tomar a decisão de cuidar do outro. Ele reforça que cuidado é quando alguém consegue, mesmo sem tocar, alcançar outros e levar bem-estar para as pessoas. “Nesse momento, todo mundo precisa de cuidado. Essa é uma homenagem importante. Acho que algumas coisas no Brasil a gente não constrói narrativa, mas construir essa é muito importante. A gente deixou um aprendizado histórico do que vivemos e estamos vivendo. E isso precisa ser material para que a gente, como brasileiro, siga evoluindo. O Brasil precisa evoluir muito. E talvez precise começar com coisas básicas. Conseguir se importar singularmente com o outro é fundamental”, pontuou.

Salão do Artesanato Paraibano – A manta será exposta durante a live de abertura da 32ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba, que acontece a partir das 10h desta sexta-feira (8). A peça e outros trabalhos cerca de 250 artesãos permanecerão expostos até o dia 7 de março, no site www.salaodoartesanatoparaibano.com.br, plataforma desenvolvida por meio de uma parceria entre o Governo do Estado e o Sebrae, que vai oferecer ainda consultorias de vendas on-line aos artesãos que participam do evento. Este ano, por conta da pandemia, a realização do evento será totalmente virtual.

Os artesãos expositores vão oferecer toda a riqueza do segmento nas mais variadas tipologias, como cerâmica, madeira, brinquedos populares, fuxico e patchwork, estas duas últimas homenageadas nesta edição do Salão, que tem como temas “Retalhos que conectam vidas”.

Continue Lendo

Negócios

Com cadastro simplificado, MEIs podem participar de licitações do Governo Federal

Publicado

em

Todos os microempreendedores individuais (MEIs) do país passaram a contar, desde o último dia 23 de dezembro, com uma facilidade para participar dos processos licitatórios do governo federal. Para se cadastrar como prestador de serviços, o MEI não será mais obrigado a fornecer os dados da certificação digital no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf). A simplificação do cadastro tem como objetivo estimular a maior participação dos empreendedores no mercado de compras públicas governamentais que, por ano, movimenta R$ 50 bilhões com mais de 100 mil contratações no país.

“A dispensa da certificação digital no Sicaf certamente facilita bastante. Muitos MEIs não têm essa certificação porque é um custo a mais. Dessa forma, com a sua dispensa, é possível o microempreendedor individual efetuar seu cadastro junto ao Sicaf e ser fornecedor do governo federal. É uma iniciativa importante e esperamos que possa ser ampliada. No estado, já temos MEIs participando de licitações em prefeituras”, analisou a analista técnica do Sebrae Paraíba, Nelijane Ricarte.

De acordo com o coordenador-geral de Empreendedorismo e Artesanato do Ministério da Economia, Fábio Silva, um dos gargalos no cadastramento era justamente a exigência do certificado digital, que não é obrigatório para o segmento. “Percebemos que o sistema exigia algumas informações que não fazem parte do contexto empresarial dos microempreendedores individuais e isso acabava dificultando o acesso deles às compras públicas. A partir de agora não será mais exigido o certificado digital para os MEI. Apenas com a autenticação digital da conta dele no portal Gov.br já é possível se cadastrar como fornecedor de compras públicas”, explicou.

Dados dos Painel de Compras do governo federal apontam que, até outubro de 2020, as micro e pequenas empresas (MPE) venceram 65,5% das licitações realizadas, movimentando em torno de R$ 15 bilhões em contratações públicas. Ao todo, foram realizados mais de 95 mil processos de compras, no total de R$ 49,5 bilhões.

Como se cadastrar – Ao entrar no Portal de Compras Governamentais no endereço eletrônico: http://gov.br/compras/pt-br/, o empreendedor deve acessar o Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf) por meio dos dados de acesso em conta cadastrada no portal gov.br. Dentro do Sicaf, o MEI deve selecionar a opção “Cadastro” e selecionar o nível de credenciamento, onde, por meio do CPF, poderá incluir suas informações pessoais. Ao finalizar o cadastro, deverá clicar no botão “Credenciar” e, automaticamente, o sistema informará que ele já pode participar de licitações, em diversas modalidades, como pregão eletrônico, RDC e cotações eletrônicos.

Continue Lendo

Negócios

Campanha Janeiro Branco procura desmistificar preconceito com a saúde mental

Publicado

em

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o segundo país das Américas com maior número de pessoas depressivas, o que corresponde a 5,8% da população. A depressão é uma doença que afeta 4,4% da população mundial e o Brasil é o país com maior prevalência de ansiedade no mundo (9,3%).

Com a virada do ano, é comum estabelecer metas e objetivos para alcançar sonhos, cuidar da saúde e melhorar a qualidade de vida. É neste sentido que a campanha Janeiro Branco, criada em 2014 por psicólogos de Minas Gerais, convida as pessoas a refletirem sobre a saúde mental e coloca o tema em evidência para alertar a população e desmistificar o preconceito a respeito do assunto. Este ano, a iniciativa celebra a oitava edição com o tema “Todo Cuidado Conta”, que destaca a saúde mental em meio à pandemia da covid-19.

“A campanha incentiva a autorreflexão sobre a própria vida, seus sentidos e propósitos, trazendo os benefícios e a importância de se cuidar, principalmente no cenário em que vivemos hoje”, diz o psiquiatra Rivando Rodrigues, médico cooperado da Unimed João Pessoa e professor de psiquiatria. “Além disso, o Janeiro Branco tem o propósito de alertar as pessoas a conhecerem as doenças atreladas aos problemas da saúde mental e como elas podem agir. É imprescindível investir na prevenção e na assistência primária”, destaca.

Diagnóstico – De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o segundo país das Américas com maior número de pessoas depressivas, o que corresponde a 5,8% da população. A depressão é uma doença que afeta 4,4% da população mundial e o Brasil é o país com maior prevalência de ansiedade no mundo (9,3%). “É importante discutir o assunto e alertar o quanto essas doenças atingem a população. Quanto mais atentas e esclarecidas as pessoas estão, mais elas tomam consciência dos riscos que correm ao não tratar um problema mental”, explica.

Neste cenário, buscar um profissional da área para o diagnóstico correto e ter acompanhamento contínuo é indispensável para a qualidade de vida. “Monitorar e levar a sério os sinais são atitudes importantes para o diagnóstico precoce e um tratamento satisfatório”, afirma Rivando.

Segundo ele, a atenção da família e dos amigos mais próximos em relação às mudanças de comportamento é fundamental. “Caso alguém esteja mais choroso, isolado, inquieto ou não consiga dormir com facilidade é preciso encaminhar essa pessoa para uma análise médica o mais rápido possível”, alerta o psiquiatra. Ele explica que os sintomas não se manifestam apenas um dia. “É preocupante quando a depressão dura mais de 15 dias e a ansiedade mais de um mês, por exemplo”, alerta.

Prevenção – Para o especialista, a mudança de hábitos pode gerar ganhos de qualidade de vida, evitando os problemas emocionais e fazendo com que as pessoas lidem com eles de forma mais leve, com apoio profissional e familiar. “Há práticas capazes de manter a boa saúde da mente e que ajudam na prevenção de doenças. Atividades físicas, alimentação saudável, acupuntura, meditação, jogos para divertimento que não levem à dependência e uma boa relação com familiares, em que haja conversas claras sobre a situação, sem esconder os problemas, são algumas das atitudes que podem ser praticadas”, comenta.

Oficina em Saúde — Com a missão de auxiliar os clientes a alinharem os propósitos e começarem 2021 com metas definidas, a Unimed João Pessoa realiza a oficina “Como encarar os desafios e as mudanças para o ano novo?”. O evento ocorrerá de forma on-line no dia 20 de janeiro, das 14h30 às 16h.

Para garantir a vaga, basta acessar o Portal Unimed João Pessoa (www.unimedjp.com.br/viver-melhor/agenda), escolher a oficina “Como encarar os desafios e as mudanças para o ano novo?”. Ao se inscrever, o cliente vai ser inserido em um grupo de WhatsApp, onde receberá todas as instruções para participar.

Sobre a Unimed JP – Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.

Outras informações:

Instagram: @unimedjoaopessoa

LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa

Facebook: /unimedjoaopessoa

Twitter: @unimed_jp

Continue Lendo

Negócios

Psiu oferece descontos exclusivos para clientes em empresas parceiras

Publicado

em

A partir de agora, os clientes do Psiu podem contar com vantagens especiais. Por meio do Clube do Psiu, plataforma de benefícios exclusivos para clientes do aplicativo, é possível conferir promoções em empresas parceiras. Uma delas é a Depilis Estética e Depilação, casa especializada em estética facial e corporal que atua em João Pessoa há 11 anos.
Com a parceria, os clientes têm direito a 20% de desconto em todos os serviços de depilação, podendo escolher cera elástica, linha ou fotodepilação. Em João Pessoa, a Depilis conta com unidades em Manaíra, Bancários e Expedicionários.
Para participar, é necessário baixar o aplicativo e ir na opção “Clube do Psiu”. Em seguida, basta solicitar o voucher da campanha que deseja e apresentá-lo no dia da realização do serviço na empresa.
Sobre o Psiu – A plataforma gratuita reúne pessoas que buscam serviços de diversas áreas com profissionais capacitados para realizar as demandas rotineiras com eficiência. O Psiu já conta com mais de mil autônomos cadastrados em mais de 150 especialidades, desde diaristas, passeadores de cães, mecânicos, churrasqueiros, maridos de aluguel, cuidador de idosos, montador de móveis, veterinários e eletricistas.
Como acessar – Só baixar o aplicativo na App Store ou Play Store e realizar o cadastro, o usuário, poderá escolher o serviço e terá a opção de agendar o dia e horário. Em caso de urgência, o profissional mais próximo ao local é automaticamente acionado. O contato é feito diretamente pelo chat e, em poucos cliques, é possível finalizar a contratação. Após a realização do trabalho, o pagamento só é confirmado depois da avaliação do cliente.
Há facilidades de pagamento em espécie por meio do Psiu Cash – créditos comprados antecipadamente – e no cartão de crédito, sendo possível parcelar em até 6x. O atendimento contratado e pago conta com uma garantia de até R$5.000 – uma iniciativa para garantir que todos os serviços realizados pelo Psiu sigam um padrão de qualidade.
O Psiu atua na nas localidades da Grande João Pessoa.

Continue Lendo