Nos acompanhe

Paraíba

Candidato Diego do Kipreço é denunciado como funcionário fantasma da Prefeitura Municipal de Bayeux

Publicado

em

O empresário ‘Diego do Kipreço’, deve ser investigado pelo Ministério Público da Paraíba, através da Promotoria de Bayeux, após denúncia de que ele seria um funcionário fantasma da prefeitura do município , entre os anos de 2013 e 2016.

Além de Diego, a gerente de um dos seus supermercados também deve ser alvo da investigação, após denúncia protocolada na Promotoria, através do denunciante José Carlos da Silva, que teve como base o Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), onde constariam os nomes de Diego e de Silvana Silva de Lima, como  supostos assessores da Secretaria de Articulação Política do Município.

De acordo com a denúncia, os indícios seriam de que a participação como servidor público de ambos nunca tenha ocorrido. O prejuízo aos cofres municipais seria de aproximadamente  R$ 160 mil.

“Ou seja, o beneficiado além de usurpar as verbas públicas, infla-se como individuo e acredita estar acima das leis e dos órgãos de controle interno e externo. Quando os tais servidores receberam a remuneração, deixaram de cumprir a carga horária exigida, praticaram atos de improbidade administrativa”, diz um trecho da denúncia.

Clique AQUI e confira o documento

O RadioBlog tentou, sem sucesso contato com os citados na matéria, e deixa aberto espaço para eventual manifestação e/ou direito de resposta.

Continue Lendo

Paraíba

Coronavac: Paraíba receberá mais 16.600 doses da vacina na tarde desta segunda-feira

Publicado

em

O Estado da Paraíba receberá mais 16.600 doses da vacina Coronavac na tarde desta segunda-feira (25) para dar continuidade à campanha de imunização contra a Covid-19. As doses chegarão no Aeroporto Castro Pinto por vota das 15h20.

De acordo com o secretário Estadual da Saúde, Geraldo Medeiros, o público-alvo ainda será definido para que haja maior eficiência na formação do campo de imunização.

Nesta segunda-feira, o Governo do Estado iniciou a redistribuição das 36 mil doses da Astrazeneca, vacina da Oxford, que foi produzida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para dar continuidade à imunização dos profissionais da Saúde paraibana.

Continue Lendo

Brasil

Daniella Ribeiro dá entrada em projeto para punir quem furar fila de vacina contra covid-19

Publicado

em

Com o objetivo de garantir a ordem de vacinação contra a covid-19 nos estados e municípios brasileiros, a senadora Daniella Ribeiro deu entrada em um projeto de lei na última sexta-feira para coibir a prática que está sendo chamada de ‘fura-fila’. Devido à pouca quantidade de vacinas, a orientação é que os estados, através de suas secretarias de saúde, sigam a ordem dos grupos prioritários. O primeiro contempla profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a covid-19, indígenas aldeados e idosos institucionalizados.

Em linhas gerais, o projeto da senadora pede que a pessoa que, de alguma forma seja vacinado antes do momento correto, definido pelo calendário de vacinação, seja responsabilizado pelo seu ato. Uma das sanções é o ressarcimento ao erário do valor da vacina acrescido de R$ 1,1 mil.

Conforme o projeto, também deve ser responsabilizado quem permitir, facilitar ou aplicar a vacina em quem sabidamente não deve tomá-la naquele momento, conforme a lista de prioridades. O projeto prevê ainda detenção de um mês a um ano, além da proibição de investidura do agente em cargo, emprego ou função pública pelo prazo de dois anos. Daniella já está conversando com colegas senadores no intuito de dar celeridade à tramitação da matéria dada a urgência.

“Infelizmente o que vimos na primeira semana de vacinação no país foi um total descontrole no que diz respeito a quem recebeu a primeira dose da coronavac. O que queremos unicamente é que a fila de prioridades seja respeitada. Não podemos admitir, por exemplo, que um médico, enfermeiro ou outro profissional de saúde que atue na linha de frente, cuidando, tendo contato direto com o paciente não receba a vacina porque essa foi dada a outra pessoa fora desse grupo prioritário”, explicou Daniella.

A senadora lamentou os diversos casos de possíveis irregularidades de pessoas que tomaram a vacina contra a covid-19 ao longo da semana, conforme denúncias feitas pela imprensa local e nacional.

“É lamentável que tenhamos famílias devastadas pelas perdas causadas pela covid-19, enquanto outras pessoas se beneficiam de um direito que não é delas. Precisamos de investigação, lei, mas principalmente de conscientização. Defendemos a vacina para todos, mas respeitando a ordem de vacinação. Os mais expostos e vulneráveis devem receber primeiro”, pontuou.

Continue Lendo

Paraíba

Covid: Galdino defende imunização prioritária de profissionais das redes pública e privada de Saúde

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, defendeu, no domingo (24), a imunização prioritária para trabalhadores da área de saúde, das redes pública e privada, que atuam na linha de frente nas ações de combate a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Estado.

Adriano Galdino disse entender ser extremamente justa a inclusão dos profissionais da rede privada que atuam na linha de frente de combate ao COVID-19 nesse primeiro plano de prioridade da vacina contra o coronavírus.

“Assim com já acontece com os profissionais da rede pública, defendo a inclusão os trabalhadores da rede privada que estão atuando na linha de frente do combate ao coronavírus no grupo prioritário, porque eles também contribuem para combater a doença no Estado e colocam em risco suas vidas e de seus familiares no exercício diário da profissão”, observou.

Neste domingo, a Paraíba recebeu mais 36 mil doses da vacina contra a Covid. Desta vez, os imunizantes são fabricados pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. A distribuição para os municípios acontece nesta segunda-feira (25). No início da semana, o estado havia recebido 114.800 mil doses da vacina Coronavac/Butantan.

A vacina do Butantam foi destinada a quatro públicos: indígenas aldeados (100%), idosos em asilos e abrigos (100%), pessoas com deficiência em abrigos (100%) e profissionais de saúde (34%) e mais 36 mil doses da Vacina de Oxford/Astrazenica (dose 1) destinadas aos profissionais de saúde (27%).

Adriano mais uma vez elogiou o Governo do Estado, através da gestão do governador João Azevêdo (Cidadania), por ter um plano de vacinação pronto para poder levar esperança e vitória sobre a pandemia para todos os municípios. “Estou feliz em saber que nosso estado está executando bem o plano de vacinação”, afirmou.

Continue Lendo