Nos acompanhe

Negócios

ONU pede que bancos públicos de desenvolvimento deixem de financiar projetos de combustível fóssil

Publicado

em

Os negócios ao redor do mundo tendem a retomada da rotina nesta pandemia, aderindo às ações que tenham viés na sustentabilidade, e essa semana, em defesa da causa, o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres fez pronunciamento solicitando aos bancos de desenvolvimento que interrompam o apoio a projetos de combustíveis fósseis.

A pressão aos credores públicos mundiais prepara o caminho para a primeira reunião global sobre a mudança climática com os bancos de desenvolvimento no evento, “Finance in Common Summit”, no dia 12 de novembro deste ano, na França.

Guterres pediu uma reunião virtual de uma coalizão de ministros da Economia e formuladores de políticas econômicas de dezenas de países para garantir que os bancos de desenvolvimento eliminem os investimentos em combustíveis fósseis, aumentem rapidamente o suporte à energia renovável e apoiem projetos para ajudar os mais expostos aos impactos das mudanças climáticas.

Para a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema) e vice coordenadora do Laboratório de Combustíveis e Materiais da Universidade Federal da Paraíba, Nataly Albuquerque, a matriz energética mundial é composta principalmente por combustíveis fósseis, como o carvão, petróleo e gás natural.

De acordo ainda com Nataly, dados da Agência Internacional de Energia (IEA) reportam que, em 2018, 80% da matriz energética mundial é composta por fontes não renováveis.

Segundo ainda a coordenadora do Prodema, a queima de combustíveis fósseis por automóveis e indústrias impactam ao meio ambiente com a liberação de gases poluentes e material particulado, e como consequências ambientais decorrem o aquecimento global e a chuva ácida. “Outro efeito negativo está relacionado aos danos à saúde da população, podendo causar doenças respiratórias e cardiovasculares”, lembrou.

Nataly destacou que a geração de energia por fontes alternativas, renováveis e menos poluentes em relação aos combustíveis fósseis tem sido prioridade de vários países, e no Brasil, por exemplo, observa-se o aumento da geração de energia eólica e energia solar na matriz elétrica, como também o uso dos biocombustíveis na matriz veicular.

Ela disse ainda que as publicações da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) reportam o aumento, em 2019, no consumo final de biodiesel de 9,3% e o consumo final de etanol em 11,1%. No entanto, a EPE indicou que em 2019, do total de emissões antrópicas associadas à matriz energética brasileira, a maior parte é gerada no setor de transportes. “Portanto, é importante incentivar ainda mais a utilização dos biocombustíveis e avançar com as políticas públicas, como o RenovaBio”, destacou.

O presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool na Paraíba (Sindalcool), Edmundo Barbosa adiantou que os produtores de etanol da Paraíba saúdam com esperança a iniciativa do secretário-geral da ONU, Antônio Guterres, de realizar uma primeira reunião global de todos os bancos públicos de desenvolvimento para restringir os financiamentos aos investimentos nos combustíveis fósseis, altamente poluidores.

“Defendemos o meio ambiente em que produzimos. Defendemos a ética e a lealdade diante das evidências das causas e das consequências da poluição”, destacou Edmundo.

Sindalcool com Agência Brasil

Continue Lendo

Negócios

Pesquisa aponta que 87% dos clientes recomendam hospital da Unimed João Pessoa

Publicado

em

Em um dos períodos mais desafiadores da história da saúde mundial, o Hospital Alberto Urquiza Wanderley conseguiu superar as dificuldades e atender as expectativas dos clientes. É o que aponta uma pesquisa realizada de janeiro a setembro deste ano com 7,2 mil pessoas que foram atendidas na unidade. De todos os entrevistados, 87% informaram que recomendariam o hospital a familiares e amigos.

A pesquisa foi realizada por telefone, mensagem de texto para celular e presencialmente utilizando a metodologia NPS, que mede o grau de lealdade dos consumidores a uma empresa. Ela foi aplicada em todas as áreas do Alberto Urquiza durante a internação e no pós-alta.

Outro levantamento, realizado no mesmo período com base nas manifestações dos clientes nos diversos canais de contato com a Unimed João Pessoa, apontou que a satisfação também está em alta. Em um total de 10.572 manifestações, 77% foram de elogios. As equipes assistenciais e os médicos se destacam como as mais citadas positivamente.

Equipe e estrutura – Reforçando que atualmente o Hospital Alberto Urquiza Wanderley já retomou a realização de todos os tipos de procedimentos e que todas as áreas estão funcionando normalmente, o gestor de Serviços Hospitalares da Unimed João Pessoa, Cleiton Moradillo, afirmou que a pandemia trouxe engajamento e aumentou o senso de união da equipe. “Cada um abraçou a sua atividade com brilho nos olhos”, declarou.

Ele também atribui a satisfação à estruturação do Hospital Alberto Urquiza para atender aos clientes nos momentos mais críticos da pandemia de covid-19. “Adotamos fluxos e protocolos garantindo a segurança”, disse Cleiton, destacando que o fato de a unidade ter, ao mesmo tempo, certificações nacional e internacional de qualidade – as Acreditações – ajudou bastante nesse trabalho.

Para o diretor clínico e técnico do Hospital Alberto Urquiza, José Calixto, além da estrutura, da realização de procedimentos pioneiros e do investimento em equipamentos e tecnologia, o treinamento das equipes se destacou. “Houve período em que havia treinamento todo dia no Alberto Urquiza, do médico ao maqueiro”, lembrou. “Os nossos funcionários são vistos como capacitados lá fora, como referência. Muita coisa que fizemos foi copiada”, comentou. “Nossas taxas são idênticas e até melhores do que muitos hospitais no Brasil e no mundo. A gente salvou muitas vidas”, afirmou.

Alta complexidade – Referência em procedimentos de alta complexidade, o Hospital Alberto Urquiza integra a rede própria de atendimento da Unimed João Pessoa. Em 21 anos de história, a unidade tornou possível a realização de procedimentos inéditos na história da medicina da Paraíba, como os primeiros transplantes de coração e de fígado e o nascimento de quíntuplos. Em setembro, o hospital voltou a chamar a atenção pelo sucesso na realização do parto de quadrigêmeos.

Sobre a Unimed JP – Com 48 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,7 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição dos mais de 147 mil clientes. Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br

Continue Lendo

Negócios

Over Colégio e Curso chega em João Pessoa com turmas de ensino fundamental e médio

Publicado

em

om mais de 20 anos de atividade, o Over Colégio e Curso tornou-se referência em educação inovadora e de alta qualidade no Rio Grande do Norte. Inaugurada no começo deste ano, a unidade em João pessoa, lança turmas de ensino fundamental e médio, para 2021. A escola, eleita como a melhor do Rio Grande do Norte, figura entre as dez melhores do Brasil, segundo o MEC – Ministério da Educação, além possuir mais de 800 aprovações na primeira chamada do SISU – Sistema de Seleção Unificada, referente ao ENEM de 2019.
No começo de 2020, a escola chegou à capital paraibana apenas com turmas de cursinho e uma promessa de expansão. A partir de 2021, o Over João Pessoa, contará com ensino a partir do 9º ano do ensino médio, até a aprovação. Com a campanha “Aqui nascem os protagonistas”, colégio reforça o compromisso de oferecer as melhores oportunidades a partir de uma estrutura de qualidade e ensino de excelência, com os melhores professores da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. “O Over, que como sempre falo, começou na cozinha da minha mãe e se tornou o maior cursinho de Natal – RN, hoje é uma das dez melhores escolas do país, e isso traz uma alegria imensa para nós que fazemos parte dessa história”, conta o professor fundador e coordenador de expansão Carlos André.
Segundo ele, a ideia de fundar uma escola partiu do pedido de muitos pais para um ensino aprofundado desde as primeiras fases, além da percepção de que muitos alunos concluíam a escola sem uma boa base. Para o professor de Geografia Carlos Campos, a proposta do Over para a Paraíba veio preencher um nicho de inovação. “Eu percebo que João Pessoa precisava de um novo projeto de educação, algo inovador. O Over tem esse projeto. Eu tenho 33 anos de sala de aula, aqui na cidade, em Campina Grande e em Natal, e me vi encantado com o que a escola busca oferecer. Ela tem muito o que trazer para a educação na Paraíba”, relatou o professor de Geografia Carlos Campos, diretor da unidade.
O colégio atualmente passa por uma reforma de expansão para atender a demanda que cresce com conforto para todos os alunos. “Estamos desenvolvendo um projeto de ampliação da edificação para maior conforto dos alunos, com amplas salas de aula e acessibilidade completa. A ideia é tornar a escola em um ambiente inovador e aconchegante, com espaços externos de vivência entre os alunos, salas climatizadas, iluminação natural”, explicou Giovanni Alencar, arquiteto e urbanista responsável pelo projeto.
Vestibulinho Over – Antecipando as matrículas para 2021, a rede oferece bolsas de desconto de até 50% na mensalidade, por meio do Vestibulinho Over 2021, projeto que acontece no dia 7 de novembro, para a unidade de João Pessoa, de forma on-line, e abrange turmas do nono ano, ensino médio e cursinho. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas de forma online (https://docs.google.com/forms/d/1VpQRBZd__2Hu9YFF0Box5do7Hm-7M_VyAgFnDs7KN3w/viewform?edit_requested=true) .

Continue Lendo

Negócios

Móveis planejados são alternativas eficientes para economizar e otimizar espaços

Publicado

em

Durante a quarentena, com o isolamento social e as medidas de prevenção contra a covid-19, empresas e comércios trabalharam em sistema home office. Ao passar mais tempo em casa, muitas pessoas sentiram necessidade de um mudar de imóvel, reformas para adaptar-se à nova rotina e móveis mais funcionais e confortáveis para atender as novas demandas do dia a dia. Atenta as tendências do mercado, a Casa Brasileira João Pessoa, inaugurada este mês na cidade, conta com uma equipe de designs de interiores, arquitetas e montadores exclusivos preparados para proporcionar a melhor experiência de compra ao cliente.

Segundo a arquiteta Rachel Coitinho, responsável pelo atendimento desde a solicitação, conferência e montagem, a maior busca na loja, atualmente, é pela adequação dos móveis à espaços pequenos. “Com a tendência cada dia maior por apartamentos compactos, devido a diminuição de pessoas nas famílias, os apartamentos também tiveram seus tamanhos reduzidos. É neste sentido que ajudamos o cliente na escolha correta dos móveis, adaptando-os no espaço disponível”, explicou.

Um espaço confortável e funcional, cozinhas maiores e práticas com armários, e varanda gourmet para receber amigos e familiares. Essas são as demandas mais solicitadas pelos clientes, de acordo com Leticia Formiga, design de interiores, técnica em edificações e projetista da marca. “Além do aproveitamento do espaço, valorizamos a questão estética do móvel, desenvolvendo projetos adequados às necessidades do cliente. A busca pela qualidade e o conforto no lar é a mesma, porém, após a quarentena, as demandas mudaram. A partir de agora, as pessoas querem aproveitar os espaços, tornando-os mais funcionais”, detalha. Outra característica predominante dos atuais compradores é uma busca bem informada. “Os clientes costumam chegar decididos. É muito comum pesquisarem antes de vir até a loja e, muitas vezes, já trazem referências, fotos e vídeos de como querem cada cômodo”, conta a design.

Para garantir segurança e transparência ao cliente, a marca oferece um sistema de consulta e acompanhamento de pedidos on-line. “Algumas das maiores queixas dos clientes são demora nos prazos de entrega, problemas com montagem e danificação nas peças devido ao transporte. Para evitar esses problemas, todas as nossas peças possuem garantia junto a fábrica e prazos reduzidos na entrega e montagem. Desta forma, o cliente acompanha a implantação e expedição de seu pedido diretamente na indústria”, explicou a arquiteta Tatiana Barbosa, design de produto, especialista em design de interiores e projetista da marca.

Casa Brasileira – Com 35 anos a marca, que é uma das franquias da Unicasa, única empresa de móveis planejados do Brasil a figurar na Bolsa de Valores e que está entre as maiores e mais modernas indústrias do segmento no país, tem como objetivo tornar possível o sonho do móvel planejado, atendendo desde o público mais crítico, até o público acostumado com moveis de pronta entrega. Conta com conceito inspirado na brasilidade, nos elementos de nossa cultura e com opções de móveis para a casa toda.

Em João Pessoa, a Casa Brasileira fica na Avenida Edson Ramalho, 44, em Manaíra. Para mais informações, os telefones são (83) 3507-2822 e (83) 99182-0069. No instagram, @casabrasileira.joaopessoa . O site é https://www.casabrasileiraparaiba.com.br

Continue Lendo