Nos acompanhe

Paraíba

Ademir Morais culpa ex-prefeito já falecido por paralisação de obra na sede da prefeitura

Publicado

em

O ex-prefeito de Santa Luzia, Ademir Morais (Democratas), em entrevista esta semana, ao tentar justificar a paralisação na obra de reforma e ampliação da sede da prefeitura daquele município, durante os oito anos de suas últimas administrações, entre 2009 e 2016, acabou impondo a culpa diretamente no ex-prefeito, o médico já falecido Antonio Ivo de Medeiros. Segundo o democrata, a obra iniciada na gestão de Ivo (2005-2008) tinha erros de planejamento e ausência de recursos financeiros para sua execução e conclusão.

“A vida de Antonio Ivo era no hospital. A maior felicidade que ele tinha era quando operava 10 ou 12 pessoas, nessa parte de projeto, de obras, de administração propriamente dita, nunca foi o forte dele”, disse Ademir Morais na TV Sol, no município de Patos.

De acordo com Ademir, Antonio Ivo resolveu fazer a obra com apenas R$ 340 mil de recursos nos cofres públicos. O dinheiro era fruto de parceria entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado, na época administrado pelo ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB).

“Na época estava sendo reformado o Fórum de Santa Luzia. Lá tinha a placa ‘Reforma do Fórum, R$ 1 milhão e cem (sic) [para a reforma]’, aí tinha a placa da Prefeitura, R$ 340 mil, eu chamei ele, como amigo, e disse ‘como é que você faz um projeto, quem foi que fez esse projeto de R$ 340 mil? Não há menor hipótese de se fazer’. Ele disse que iria terminar e inaugurar no dia do aniversário da cidade”, relembrou Ademir

“Antonio Ivo era muito amigo de Cássio, do Governo da época, e acho que fizeram uma avaliação que conseguiria os recursos depois de outro convênio. Os recursos que tinha, não deu para fazer e a prefeitura não tinha como ‘aditivar’ e fazer a obra”, complementou.

Confira, na íntegra trecho da entrevista na TV Sol:

Continue Lendo

Paraíba

Camila quer minimizar problema de mulheres que querem demissão por não conciliar trabalho e filhos

Publicado

em

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus e diante do retorno das atividades e do trabalho de forma presencial, muitas mulheres enfrentam sérios problemas para deixar as crianças em casa. Um levantamento realizado nos Estados Unidos pela consultoria McKinsey e a Fundação Lean In apontou que uma em cada quatro mães com emprego, o que representa 25% das entrevistadas, pensam em reduzir a jornada de trabalho ou pedir demissão. Tantas dificuldades fizeram com que a participação das mulheres no mercado de trabalho alcançasse o patamar mais baixo dos últimos 30 anos (46,3%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para evitar a elevação do alto índice de desemprego na Paraíba e a redução do numero de mulheres no mercado de trabalho, a deputada estadual e presidente da Comissão dos Direitos da Mulher na Assembleia Legislativa (ALPB), Camila Toscano (PSDB), fez um apelo às empresas e ao poder público estadual e municipais, no sentido de compreender os desafios enfrentados no dia a dia dessas mães que precisam trabalhar.

“É preciso, mais do que nunca, que haja sensibilidade por parte dos empresários e do Poder Público no sentido de serem mais flexíveis em relação às necessidades dessas mulheres, que precisam trabalhar, mas que precisam compartilhar o trabalho com o cuidado das crianças, já que as escolas e creches não voltaram as suas atividades”, destacou a deputada.

De acordo com a pesquisa McKinsey e a Fundação Lean In, em se tratando de homens/pais o percentual cai para 11%. A pesquisa mostra também que 76% das mulheres com crianças com menos de 10 anos afirmam que o cuidado com os filhos está entre os três maiores desafios enfrentados ao longo da pandemia, se comparado com 54% dos pais que compartilham de situação similar.

O relatório mostra também que as mulheres têm uma probabilidade 50% maior que os homens de se dedicarem, no mínimo, três horas diárias às atividades do lar e aos cuidados com os pequenos, o que representa 20 horas por semana, o mesmo que meia jornada de trabalho.

“Sempre foi evidente que a jornada de trabalho para as mulheres é maior devido a essa demanda dupla com o trabalho externo e as atividades do lar. Porém, diante da pandemia, precisamos mais do que nunca rever essa realidade para que mulheres sigam tendo tantas oportunidades quanto os homens junto ao mercado de trabalho. O apelo se estende também aos homens, que assim, como estas mulheres que são maioria, possam ser vistos com sensibilidade”, afirmou Camila.

Dupla jornada – De acordo com o levantamento ‘Outras Formas de Trabalho’, realizado anualmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e divulgado em 2019, as mulheres dedicaram quase o dobro de horas semanais (21,4) aos afazeres domésticos ou ao cuidado de pessoas, especialmente crianças, em relação aos homens (11 horas semanais). A pesquisa ainda revela que essa dedicação, que deveria ser chamada apenas de trabalho não remunerado, só vem aumentando mais a sobrecarga das mulheres. De 2016 para 2019, essa diferença entre as médias masculina e feminina aumentou de 9,9 para 10,4 horas semanais.

Continue Lendo

Paraíba

Cidade Segura: Wallber Virgolino diz que Segurança será uma das suas prioridades na PMJP

Publicado

em

O candidato à Prefeitura de João Pessoa, Wallber Virgolino (Patriota) garantiu que a Segurança Pública será uma das suas prioridades, caso seja eleito, a partir de janeiro.
“João Pessoa é uma das cidades mais violentas do Brasil. Com a pandemia, todo mundo ficou preso, mas o medo de sair já existia por falta de segurança nas nossas ruas”, salientou o “Delegado”.
“A Guarda Civil Municipal não pode ser subutilizada como vigia de prédios públicos, ela pode ter também um papel fundamental na prevenção de crimes como arrombamentos, furtos e roubos, como os de aparelhos celulares. E como vamos agir? Vamos treinar e dar dignidade aos guardas civis para agir contra esses crimes. A Guarda Civil terá um papel estratégico essencial no reforço a Polícia Militar para reduzir os assaltos em nossa Capital. Nosso programa Cidade Segura vai qualificar e treinar periodicamente a Guarda Civil para o manuseio de armas longas. Nós queremos que a guarda de João Pessoa seja modelo de eficiência para o Brasil. Teremos rondas nas escolas que tem sido foco de violência juvenil e em pontos estratégicos da cidade. Vamos instalar também as escolas cívico-militares, fortalecendo a Educação como política de prevenç&atil de;o à criminalidade. Faremos a união de todos os setores da sociedade civil, promovendo a paz e a segurança”, ressaltou o candidato do Patriota.

Continue Lendo

Paraíba

Pocinhos: João Azevêdo faz visita técnica às obras de pavimentação do acesso ao distrito de Nazaré

Publicado

em

O governador João Azevêdo realizou, nesta sexta-feira (30), uma visita técnica às obras de pavimentação do acesso ao distrito de Nazaré, no município de Pocinhos. Com uma extensão de 5,5 km, a obra representa um investimento superior a R$ 3,1 milhões, oriundos de recursos próprios do Estado, beneficiando diretamente 19 mil paraibanos.

Durante a inspeção técnica, o chefe do Executivo estadual destacou a importância da obra para a economia local. “Essa é uma região que tem uma produção muito grande de frango e outros produtos e queremos fortalecer a economia, e essa estrada vai ser fundamental para isso. Essa obra se tornou realidade em função do programa do Estado em que estamos ligando grandes distritos da Paraíba à malha rodoviária estadual e que já deve ser entregue no dia 10 de janeiro, oferecendo uma estrada segura, asfaltada e que vai trazer um crescimento muito grande para a região”, frisou.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Adriano Galdino, elogiou a obra realizada pelo Governo do Estado no município. “Nós agradecemos ao governador pelo seu compromisso e sensibilidade com o nosso povo e com esse investimento no distrito que é muito produtivo, e essa obra deve duplicar a quantidade de avicultores, gerando emprego, renda, o que é muito importante para a economia local e da Paraíba”, disse.

O secretário de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga, e o chefe de Gabinete do Governador, Ronaldo Guerra, acompanharam a visita.

A pavimentação da rodovia PB-141, que ligará o entroncamento da BR-230 a Nazaré, irá modernizar e ampliar a infraestrutura rodoviária, facilitar o escoamento da produção econômica local, reduzir os custos de transportes e melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes.

No local, estão sendo realizados serviços de terraplenagem em cortes e aterros, pavimentação asfáltica em Tratamento Superficial Duplo (TSD), bueiros, drenagem profunda e superficial, cercas delimitadoras da faixa de domínio e sinalização horizontal e vertical.

Continue Lendo