Nos acompanhe

Paraíba

PSB nacional rejeita apoio do PT em João Pessoa e descarta aliança em 2022

Publicado

em

A decisão do PT nacional de intervir na eleição à Prefeitura de João Pessoa e determinar ontem a retirada da candidatura do petista Anísio Maia para apoiar o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) gerou contestações não só do PT local, mas também do PSB nacional.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, rejeitou nesta sexta-feira o apoio do PT na capital paraibana e descartou a possibilidade de os dois partidos estarem juntos para disputar a eleição presidencial de 2022.

“Não pedimos o apoio do PT. Se o PT deu com a intenção de uma aliança em 2022, que retire esse apoio e respeite a decisão do diretório municipal petista”, afirmou o presidente nacional do PSB ao Valor. Siqueira disse que o PSB “não precisa do PT” nestas eleições.

Ontem, a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), anunciou a intervenção no diretório petista de João Pessoa, que horas antes havia oficializado a candidatura do deputado estadual Anísio Maia durante convenção municipal, na noite de quarta-feira, informa reportagem do Valor Econômico.

Gleisi afirmou que o partido deveria apoiar Ricardo Coutinho por conta da relevância dele “no processo político local e nacional” e para construir “um bloco que proporcione a unidade da esquerda”. Segundo o PT, a aliança com o candidato do PSB poderá ajudar na construção de uma frente de esquerda contra o presidente Jair Bolsonaro.

“A aliança para a disputa eleitoral de 2020 retoma a unidade programática no campo das esquerdas e a disposição de reconstruirmos a democracia brasileira, sob ataque do governo Bolsonaro, num compromisso que tem como referência os interesses populares”, disse Gleisi, em nota.
O presidente nacional do PSB criticou a dirigente petista e reforçou que “rechaça 100%” o apoio do PT.
“É uma violência do PT tirar a candidatura para apoiar Coutinho com vistas a 2022. Se for assim, que o PT retire esse apoio”, afirmou Siqueira.

O dirigente do PSB disse ter ficado “estressado” com as declarações de Gleisi, que poderiam sinalizar um eventual acordo em 2022. “É impertinente. O PT já rompeu com o PSB nestas eleições, ao impor candidaturas. Rompeu desde que Lula saiu da cadeia e disse que o PT teria candidaturas em todas as capitais. O PT não quer o apoio de ninguém e não quer apoiar ninguém”, reclamou Siqueira. “Não nos interessa esse apoio. Que retire”, reiterou.

Siqueira classificou o PT como incoerente ao rejeitar uma aliança com o PSB em Recife e, ao mesmo tempo, intervir para impor um acordo com o partido em João Pessoa. No Recife, os diretórios municipal e estadual petistas queriam apoiar a candidatura de João Campos (PSB), mas o comando nacional do PT decidiu pela candidatura própria, com a petista Marília Arraes.

A intervenção do PT nacional gerou forte descontentamento também no diretório petista de João Pessoa, que decidiu manter a candidatura de Anísio Maia. Ontem, o diretório registrou na Justiça Eleitoral a candidatura e promete levar o embate à Justiça, contra a decisão do diretório nacional. A chapa petista tem um nome do PCdoB, Percival Henriques, como vice.

Como demonstração de que não pretende desistir, Anísio Maia participou ontem de debate com os candidatos à Prefeitura de João Pessoa, promovido pela TV Arapuan Rede TV, e hoje tem agenda de campanha. Em nota, o candidato afirmou que resistirá.

“Não aceitamos um candidato que foi imposto, um candidato dele mesmo, através de uma candidatura que foi feita nas sombras. Nós aceitaríamos se juntassem os três diretórios para trocar ideias e propostas, mas dessa forma não nos submeteremos”, disse Maia.

Continue Lendo

Paraíba

Deputado Raniery Paulino aciona MP e pede providências contra fechamento de escolas em Guarabira

Publicado

em

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) enviou ofício endereçado à promotora de Justiça Adriana Bezerra Pequeno Alustau, do Ministério Público da Paraíba (MPPB), pedindo providências contra o fechamento de escolas na cidade de Guarabira.

De acordo com o documento, o fato apresentado ao Estado através de reportagem veiculada pela TV Cabo Branco, afiliada Globo em João Pessoa, demonstra a clara situação de negligência aplicada pela atual gestão municipal guarabirense acerca do setor da Educação local.

No documento, o parlamentar faz referência “as equivocadas medidas de fechamento das escolas em Guarabira; o abandono dos prédios públicos e a negligência para com o patrimônio neles existente“.

O deputado ainda afirmou que teria ficado “evidente que a gestão municipal tem dificultado o acesso à escola na medida em que impõem as crianças e aos adolescentes muitos sacrifícios: atrasos de chegada e partida do transporte escolar; dificuldade de acesso ao ponto de encontro do transporte (especialmente em período chuvoso), além de outras dificuldades relatadas pelas mães dos alunos que, invariavelmente, resulta em faltas injustificadas, repetência ou evasão escolar“.

Clique aqui e confira a íntegra do documento encaminhado pelo parlamentar ao MPPB.

Continue Lendo

Negócios

Feiras livres podem ser tornar patrimônio histórico cultural imaterial na Paraíba

Publicado

em

O projeto de Lei 2.108/20 declara as feiras livres do Estado da Paraíba como patrimônio histórico cultural imaterial e institui o Dia Estadual do Feirante. A propositura está tramitando na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e é de autoria do deputado Tovar Correia Lima (PSDB). “A proposta visa transformar toda essa diversidade e o encanto das feiras livres em Patrimônio Cultural Imaterial, devendo, o poder público, preservar essas práticas em nosso Estado”, disse Tovar.

O projeto considera feiras livres aquelas que comercializem produtos hortifrutigranjeiros, peixes, carnes, pastéis, artigos artesanais, regionais, antiguidades, objetos de arte e afins, desde que reconhecidas e regulamentadas pelo Poder Executivo dos municípios paraibanos em que instaladas.

As feiras livres que forem criadas e regulamentadas após a entrada em vigor desta lei também serão por ela recepcionadas e passarão a fazer parte do acervo cultural imaterial do Estado da Paraíba. Como patrimônio histórico cultural imaterial do Estado da Paraíba, as feiras livres devem ser preservadas e as decisões relacionadas às modificações de organização, horário e local das feiras livres dependerão de prévia anuência dos feirantes e dos moradores do local.

Dia do Feirante – A propositura também cria o Dia do Feirante. As comemorações devem acontecer anualmente na data de 25 de Agosto. O Governo do Estado da Paraíba poderá promover ações de incentivo e homenagens aos feirantes.

Continue Lendo

Paraíba

Wallber Virgolino se reúne com Juventude 51 e dialoga sobre o futuro de João Pessoa

Publicado

em

O candidato a prefeito de João Pessoa, Wallber Virgolino (Patriota) participou de encontro com dezenas de jovens que integram a Juventude 51 na noite desta sexta-feira (23) para interagir sobre o cenário político atual e discutir propostas para o futuro da Capital.
Mostrando bastante afinidade com o público, Wallber expôs várias propostas para criação de estágios em diversos setores da economia, qualificação para o mercado de trabalho, estímulos vocacionais e incentivos ao Esporte, a Cultura e as Artes, em ações conectadas com a redução da criminalidade juvenil.
“Estou na luta com essa juventude, que precisa ser ouvida. Esse bate-papo me traz um imenso aprendizado, na medida em que os jovens arejam as nossas ideias. Completei 42 anos, mas o meu espírito é jovem, é idealista, é sonhador e jamais perde a esperança. Sei que os jovens querem ver alguém igual a eles, com coragem e ousadia para enfrentar esse sistema corrupto que provoca tantas injustiças”, declarou.
“Acredito muito no potencial da juventude para mudar a realidade. Esse sentimento de ousadia dos jovens me inspira. E juntos nós somos muito mais fortes. Os jovens vão virar essa eleição”, conclamou Wallber Virgolino.

Continue Lendo