Nos acompanhe

Paraíba

CRM-PB confirma superlotação no hospital Edson Ramalho e sugere transferência de pacientes

Publicado

em

 O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) visitou e fiscalizou o Hospital da Polícia Militar Édson Ramalho, em João Pessoa, na manhã desta quarta-feira (16) e confirmou a denúncia de superlotação na unidade de saúde, relatada pelos médicos. Em oficio encaminhado ao CRM-PB, na última terça (15), a diretoria técnica do hospital informou que havia cerca de 50 pacientes internados aguardando vaga e que o número mensal de atendimentos subiu de 1,6 mil para 4 mil, no último mês.

               “Observamos que o hospital está superlotado, o que acarreta uma assistência deficitária e favorece o erro médico. Vimos que os médicos e a diretoria do hospital estão comprometidos com seu trabalho, mas é preciso que os gestores públicos organizem o fluxo de pacientes na Capital, para que a população seja melhor atendida. Conversamos com os diretores e sugerimos que o atendimento no hospital seja mantido e que os pacientes que puderem ter assistência em outra unidade, que sejam transferidos. Para isso, é necessário um esforço dos gestores e da Central de Regulação”, explicou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

O diretor de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, acrescentou que a regulação de pacientes em João Pessoa não está sendo feita adequadamente. “O Trauminha de Mangabeira está prestando assistência precária, o Hospital do Valentina é exclusivo para crianças, o Hospital Santa Isabel e as UPAs ficaram exclusivas para pacientes com Covid-19. Desta forma, os pacientes com outras doenças estão indo para o Edson Ramalho, causando a superlotação”, disse.

Ele ainda acrescentou que o relatório do CRM-PB sobre a fiscalização desta quarta (16) será enviado ao Ministério Público Estadual e que já está agendada uma reunião com os promotores de Justiça nesta quinta-feira (17). “Vamos passar todas as informações ao Ministério Público, que é o fiscal da sociedade, para que a população de João Pessoa tenha uma melhor assistência à saúde”, completou João Alberto.

Continue Lendo

Paraíba

Em debate na TV, Raoni Mendes mostra preparo e apresenta propostas para a cidade

Publicado

em

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Raoni Mendes (DEM), participou, na noite desta quinta-feira (17), do primeiro debate para as eleições deste ano realizado pela TV Arapuan. Durante o programa, Raoni apresentou propostas e ideias para a o desenvolvimento da Capital. O democrata debateu temas como obras, maior atenção à saúde básica, educação, segurança pública, investimentos na infraestrutura e na mobilidade urbana.

Raoni chegou ao local do debate acompanhado da esposa Millena Andrade Diniz Mendes. Ele mostrou preparo e disposição para assumir a gestão municipal, discutiu os problemas vivenciados pelos pessoenses e apresentou propostas para melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. “Nós queremos transformar esse modelo velho de gestão e fazer João Pessoa funcionar com transparência e excelência. Temos problemas que precisam ser devidamente resolvidos”, ressaltou.

O democrata disse que vai priorizar a Saúde. “Os pessoenses estão pagando impostos em troca de péssimos atendimentos. É um absurdo o que acontece na saúde de João Pessoa. A tecnologia precisa estar a serviço da saúde da população. São R$ 800 milhões de reais. Valor maior, inclusive, que todo o Orçamento da cidade de Campina Grande Na Saúde vamos ter uma otimização desse serviço”, disse.

Ele também apresentou proposta para a Barreira do Cabo Branco e criticou a atual gestão pelo descaso. “Nosso amado ponto histórico, geográfico e ambiental foi completamente negligenciado. Sem falar no abandono da Estação Ciência. Temos um grande projeto para a esquecida Barreira do Cabo Branco. É o Parque Extremo Oriental, que vai desde a barreira até o Centro de Convenções. Acredito que a saída econômica para a cidade é o turismo, e nós vamos cuidar”, destacou Raoni Mendes.

O pré-candidato ressaltou a importância em priorizar os bairros carentes da Capital. “Nos 68 bairros de João Pessoa, precisamos estar atentos a uma realidade: apesar da prefeitura ter o cadastro de todos os entes e CNPJ de cada comércio, não consegue chegar na ponta com recursos concretos. Nas comunidades de extrema pobreza, o básico não tem chegado”, afirmou Raoni.

Continue Lendo

Paraíba

Apresentação de propostas marca participação de Nilvan em debate na TV

Publicado

em

Em debate realizado na noite dessa quinta-feira, 17, na TV Arapuan, o candidato do MDB, Nilvan Ferreira, mostrou que seu plano de gestão João Pessoa – Capital das pessoas para a Prefeitura Municipal é abrangente e bastante concreto.

Em um nível bastante equilibrado, seguro e propositivo, Nilvan iniciou sua participação no debate afirmando que sua trajetória na comunicação serviu para conhecer de fato as dores da população pessoense e assim, levantar bandeiras cruciais para a verdadeira transformação de João Pessoa numa cidade boa para todos, da praia aos bairros.

Questionado sobre suas propostas para o combate à pobreza, além de parcerias com entidades religiosas nas comunidades e bolsões, Nilvan falou sobre o Banco da Retomada, uma linha de crédito específica e facilitada para pequenos comerciantes e empreendedores. Uma forma de turbinar recursos e fomentar a economia local.

A modernização da máquina pública também foi citada por Nilvan como parte de seu plano de gestão, assim como o fomento à ciência, tecnologia e inovação para transformação de João Pessoa num centro de desenvolvimento de start ups.

Por fim, Nilvan defendeu o combate à corrupção e a transparência na máquina pública, afirmando que essas serão marcas de sua futura gestão.

Continue Lendo

Paraíba

Debate na TV Arapuan é marcado por propostas de Ruy Carneiro

Publicado

em

A tônica do pré-candidato Ruy Carneiro foi de propostas durante o debate da TV Arapuan, nesta quinta-feira (17). Esse é o primeiro de uma série de debates, no qual os pessoenses tiveram a oportunidade de relembrar o trabalho realizado por Ruy Carneiro em sua trajetória e conhecer as propostas elaboradas para a cidade.

“João pessoa tem 38 mil jovens que nem trabalham nem estudam. Mas tem solução. A gente tem que acelerar o ritmo. Dá pra tirar as pessoas da pobreza com investimento forte no turismo e na geração de emprego”, resumiu Ruy Carneiro durante sua apresentação.

Entre as propostas apresentadas por Ruy Carneiro está a implantação do conceito de cidade inteligente, aproveitando os recursos que a cidade oferece para modernizar as atividades, como o uso da energia solar e uma gestão de resíduos sólidos eficiente para reciclar o lixo e otimizar o potencial bioenergético.

Ele lembrou que esse conceito se estende à educação e à saúde de João Pessoa, que precisa sair do papel e se informatizar, incluindo o uso do formulário eletrônico, que já é obrigatório no SUS e não foi implantado nas unidades de saúde do município. “O cidadão vai à unidade de saúde, é tudo no papel, não é informatizado. Na educação, 91% dos alunos saem do 9º ano sem saber matemática. A tecnologia não está na sala de aula. O formato é antigo. As crianças não têm interesse em estar na sala de aula com um caderno escrevendo. É preciso modernizar”, ressaltou.

Ruy também criticou a má gestão da prefeitura em relação a unidades de saúde como o Trauminha, fechado recentemente pelo CRM, e afirmou que pretende criar centros de especialidades médicas em todos os distritos sanitários, além de um moderno centro de imagem para oferecer à população a possibilidade de realizar exames como tomografias e ressonâncias.

“Falta gestão e celeridade na saúde. O Trauminha tem que ser reconstruído. A saúde não espera. As pessoas estão em dificuldade, estão morrendo. Vamos fazer pela saúde de João Pessoa como faço hoje pelo Laureano”, comentou a respeito da sua ação junto ao hospital, que teve sua capacidade de atendimento de quimioterapia duplicada graças a emendas do seu mandato como deputado federal.

Outro comentário de Ruy sobre a saúde foi sobre a necessidade de tornar o Hospital Santa Isabel uma unidade com atendimento de urgência e emergência aberto e fazer mutirões de saúde. Além disso, ele ressaltou que pretende valorizar os profissionais de saúde através de concurso público. “É preciso ter valorização das pessoas, dos profissionais de saúde, fazer concurso público. Vamos humanizar e fazer parcerias com hospitais que prestam relevantes serviços à sociedade. Essa responsabilidade é do município. Vamos ampliar e fazer parceria para fazer mais, melhor e em menos tempo”, resumiu.

Ruy concluiu sua participação no bloco de perguntas livre questionando a respeito de corrupção e lembrando que há anos os desvios da saúde vêm se perpetuando com o grupo representado pelo ex-governador Ricardo Coutinho. “Há anos a Calvário vem se perpetuando. Isso é muito grave e temos que ficar de olho se isso não vai se acontecer nessa eleição. Esse grupo que mais saqueou os cofres públicos vem falar em convenção sobre construir hospital. Isso é uma piada. Temos que dar resposta a tudo isso. Vamos virar essa página na Paraíba”, arrematou.

Continue Lendo