Nos acompanhe

Negócios

Viúva de autor do hino popular do Botafogo-PB processa clube e cobra R$ 500 mil de indenização

Publicado

em

A viúva de Jader Pordeus, autor do hino popular, o mais famoso do Botafogo-PB, entrou com uma ação judicial contra o clube por uso indevido da obra do seu marido na apresentação oficial do elenco do Belo em um shopping de João Pessoa em dezembro de 2019. No processo movido por danos morais e materiais, a senhora Estelita dos Santos Pordeus, pede uma indenização de R$ 500 mil ao alvinegro da estrela vermelha.

De acordo com o processo, dado entrada em dezembro de 2019, a diretoria do Botafogo utilizou sem qualquer autorização do herdeiros do autor do hino uma versão modificada da marchinha que ficou popularmente conhecida como hino do Belo.

“Em recente apresentação do Clube, ocorrido em um shopping desta capital, no dia 09/12/2019, fora apresentado este hino com severas modificações, sem que existisse qualquer autorização por parte da família do Sr. Jader, vez que estes agora são os detentores do direito do hino por ele criado. O clube, por livre vontade, substituiu onde consta ‘tricolor’ por ‘alvinegro’, frise-se, sem qualquer autorização da viúva/autora. Esta mudança veio a abalar profundamente o psicológico da Autora, que sempre prezou pela honra e memória do seu esposo, que tanto tinha orgulho por ter elaborado tal hino”, afirma no processo os advogados da família do autor.

Ainda de acordo com a ação judicial, tanto a viúva de Jader Pordeus, quanto os demais herdeiros, estão recebendo várias ligações, insistentemente sendo procurado por atuais dirigentes do clube para que autorize a mudança, sofrendo, inclusive, pressões psicológicas, que caso não autorize, vão mudar o hino oficial.

“A requerente é pessoa idosa, que busca honrar e guardar o legado deixado por seu marido, apaixonado pelo clube paraibano, que deixou como maior herança um belíssimo hino ao time que torcia, e a autora não cederá às constantes investidas feitas pelos dirigentes que não zelam pela história do clube”, enuncia a ação.

No processo, a família de Jader Pordeus pede uma indenização por danos morais de R$ 500 mil e uma outra por danos materiais, por terem se apropriado, modificado e veiculado uma versão do hino feito por ele sem autorização dos detentores dos direitos autorais, mas essa indenização a ser definida pelo juiz.

A diretoria do Botafogo-PB tem conhecimento da ação desde o início deste ano, mas permaneceu em silêncio sobre o caso. Inclusive, o fato do presidente Sérgio Meira ter autorizado que torcedores falassem em nome do clube, em mais uma episódio de amadorismo, prejudicou ainda mais o clube nessa aventura jurídica.

A audiência foi marcada para ser realizada no dia 30 de março, porém, por conta da pandemia, a Justiça da Paraíba decidiu proceder com o adiamento, e ainda não foi definida nova data.

O Botafogo Futebol Clube, que vive situação financeira delicada, tendo que assumir com custos variados dos erros administrativo, decisões falhas no departamento de futebol, pode ter que arcar com mais uma dívida por puro amadorismo e falta de experiência da diretoria executiva.

Continue Lendo

Negócios

Construção civil vislumbra recuperação em meio à crise

Publicado

em

Investimentos em tecnologia, foco no relacionamento com o cliente e a informatização do setor são algumas das estratégias responsáveis por driblar a alta nos preços da construção civil e possibilitar uma recuperação acelerada em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Índice de Confiança do Empresário da Construção subiu 7,7 pontos entre julho e agosto, ultrapassando a marca que indica o início de um cenário confiante. A disposição para investir também aumentou. Neste aspecto, o índice alcançou 39,5 pontos e remeteu aos níveis pré-pandemia, época na qual registrava valores superiores a 40.

Os resultados positivos são animadores para profissionais da área que se mostra como um dos pilares para o desenvolvimento socioeconômico do país –  responsável por cerca de 7% do PIB brasileiro e pela geração de milhares de empregos anualmente. Mais do que apenas garantir a sobrevivência do setor durante a crise, a rápida adoção de medidas de contenção foi capaz de proporcionar resultados ainda superiores ao mesmo período do ano anterior.

Um dos maiores aprendizados que a pandemia trouxe para a construção civil foi o da importância do investimento em tecnologia e comunicação. Por meio do big data, por exemplo, é possível mapear obras e identificar qual região está mais aquecida e qual é o produto mais procurado para ajustar os estoques e controlar a inflação.

Entre as medidas preventivas que possibilitaram a continuidade das obras estão a adoção do distanciamento social e o uso de equipamentos de proteção, como a máscara. A rápida recuperação também se deve a adesão de práticas sustentáveis. Além de minimizar os grandes impactos ambientais, essas alternativas são importantes para a redução de gastos e aumento da produtividade, não só na construção civil, mas em diversos segmentos.

Afinal, pensar em novas maneiras de oferecer serviços e produtos é essencial, especialmente, quando as necessidades e o perfil de consumidor estão em constante mudança. “Entre as novas apostas, a lean construction chama a atenção pela capacidade de aumentar a produtividade, enquanto evita desperdícios de matéria-prima, tempo e dinheiro O mais importante, porém, são as inúmeras vantagens que essa técnica proporciona ao meio ambiente, um fato que merece ainda mais destaque no contexto atual.

Continue Lendo

Negócios

Saiba como contratar serviços e preparar a empresa para retomada das atividades pós-quarentena

Publicado

em

Durante o período de isolamento social, em virtude da pandemia do novo coronavírus, muitas empresas tiveram as atividades presenciais suspensas. Com a flexibilização e o processo de retomada, as empresas devem estar preparadas para o retorno presencial, seguindo novos protocolos de segurança. Neste cenário, as empresas de João Pessoa podem contar com uma alternativa rápida e segura para ter acesso a profissionais capacitados de diversas áreas. Por meio do “Psiu”, aplicativo gratuito que conecta prestadores e clientes, o contratante poderá solicitar serviços de diversas especialidades, como técnico de TI, faxina, manutenções elétricas e hidráulicas, consultorias, técnicos de ar condicionado e dedetização.

“Após algum tempo fechado, é comum que os ambientes apresentem alguns problemas que vão desde a limpeza, até alguma questão elétrica ou hidráulica, ou até problemas com climatização. É neste sentido que o Psiu traz a solução, conectando o usuário ao profissional que realiza o serviço que ele está precisando”, explicou Kleber Brandão, coordenador de marketing do aplicativo. “O Psiu é a alternativa para que as empresas contratem serviços com profissionais qualificados de acordo com a necessidade delas”, garante Kleber. A plataforma é gratuita e atua na grande João Pessoa, pode ser encontrado na Apple Store e na Play Store, e conta com mais de 150 especialidades e mais de 1500 profissionais.

O agendamento pode ser realizado para serviços no mesmo dia, ou em dias posteriores, e o pagamento pode ser realizado de forma online ou em dinheiro. Há facilidades de pagamento em espécie por meio do Psiu Cash – créditos comprados antecipadamente – e no cartão de crédito, sendo possível parcelar em até 6x. O atendimento contratado e pago conta com uma garantia de até R$5.000 – uma iniciativa para garantir que todos os serviços realizados pelo Psiu sigam um padrão de qualidade, o contratante não precisa pagar nenhuma taxa para o aplicativo. “Outro facilitador para pessoa jurídica presente no Psiu são os registros e recibos dos atendimentos para prestação de conta dos gastos, tornando o processo organizado e eficaz”, acrescentou.

Como acessar – Só baixar o aplicativo na App Store ou Play Store e realizar o cadastro, o usuário, poderá escolher o serviço e terá a opção de agendar o dia e horário. Em caso de urgência, o profissional mais próximo ao local é automaticamente acionado. O contato é feito diretamente pelo chat e, em poucos cliques, é possível finalizar a contratação. Após a realização do trabalho, o pagamento só é confirmado depois da avaliação do cliente.

Continue Lendo

Negócios

Unimed João Pessoa monta estande de vendas no Mangabeira Shopping

Publicado

em

Até o dia 30 deste mês, a Unimed João Pessoa está com um espaço exclusivo no Mangabeira Shopping para atender o público e apresentar os planos de saúde da Cooperativa. No estande, uma equipe de vendas está disponível para esclarecer todas as dúvidas e ajudar na escolha do plano que melhor se adequa às necessidades do cliente. O estande fica no 1ª andar do Mangabeira Shopping e funciona todos os dias, das 10h às 20h.

Este mês, a Unimed João Pessoa está oferecendo condições especiais em planos para pessoa jurídica (empresa) ou física (individual e familiar). No plano para pequenas e médias empresas, a partir de dois colaboradores é possível fechar contrato com mensalidade a partir de R$ 136, na faixa etária de zero a 18 anos.

Já no caso dos planos individuais e familiares, um dos destaques da campanha promocional é o Viva Saúde, lançado no mês passado em comemoração ao aniversário da cidade de João Pessoa. Até o próximo dia 30, é possível adquirir o Viva Saúde com mensalidade a partir de R$149 na primeira faixa (zero a 18 anos).

Como contratar – Todas as informações sobre as condições especiais podem ser conseguidas no estande de vendas, no Mangabeira Shopping. Além disso, é possível contratar os planos de saúde da Unimed JP diretamente na Central de Vendas, que fica na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 401, na Torre. Outra opção é agendar uma visita por telefone: 2106-0440 ou 2106-0645. No caso dos planos individuais e familiares, ainda é possível utilizar o sistema de vendas on line no Portal Unimed JP (www.unimedjp.com.br/sejacliente), que é prático e fácil de usar.

Outras informações: 

Instagram: @unimedjoaopessoa

LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa

Facebook: /unimedjoaopessoa

Twitter: @unimed_jp

Continue Lendo