Nos acompanhe

Paraíba

Em live com Leonardo Gadelha, Lucas de Brito avalia necessidade de investir em e-Democracia

Publicado

em

No mês em que completa um ano desde que assumiu a direção da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o vereador Lucas de Brito (PV) prestou contas de sua atuação no órgão durante conversa com o coordenador geral do Programa Interlegis, Leonardo Gadelha. O bate-papo ocorreu na noite desta segunda-feira (01), em live do Instagram, na qual ambos puderam avaliar o atual cenário legislativo em meio à pandemia da Covid-19.

“A Escola do Legislativo é o braço acadêmico do nosso Parlamento, focando as suas atividades na capacitação dos servidores e na aproximação entre a Câmara Municipal e os estudantes pessoenses, bem como fazendo a interface com outras casas legislativas”, destacou Lucas. O vereador resgatou alguns dos projetos por ele iniciados e depois encampados pela Escola do Legislativo, a exemplo do Aprendiz de Vereador (estágio-visita de universitários iniciado em 2015 e institucionalizado em 2017), da Escola na Câmara (que leva alunos secundaristas para assistir às sessões ordinárias) e da Rede Intelicidades (que conecta a CMJP a pesquisadores dos programas de pós-graduação com o objetivo de desenvolver iniciativas tecnológicas que possam ser associadas às políticas públicas, dentro da lógica das cidades inteligentes – smart cities).

Lucas celebrou outras conquistas desse primeiro ano de direção da Escola do Legislativo. “Encerramos o ano legislativo de 2019 com o anúncio dos cursos de Ensino a Distância (EaD) que o Interlegis disponibiliza para o povo brasileiro e que passaram a ser hospedados no próprio portal da Câmara, depois de renovado Termo de Cooperação Técnica com o Insitituto Legislativo Brasileiro”, frisou o parlamentar, acrescentando que os cursos são gratuitos, com ou sem tutoria, disponibilizando-se, ao final, certificados.

Para Lucas de Brito, “as escolas do Legislativo, através de cursos como os ofertados, podem contribuir para a superação da crise econômica decorrente da pandemia, permitindo a pessoas que perderam seus empregos que procurem capacitar-se para os novos desafios do mercado de trabalho”. O parlamentar também recordou que “o ano legislativo de 2020 foi iniciado com a oficina do professor Luis Fernando Pires Machado sobre ‘Marcos Jurídicos’, prestigiada por mais de setenta pessoas presencialmente na CMJP, a qual serviu para auxiliar as duas comissões especiais existentes na Casa que trabalham em torno da atualização e da modernização da Lei Orgânica e do Regimento Interno”.

O professor Luis Fernando Pires Machado é quem assume a coordenação do Interlegis a partir desta semana, uma vez que Leonardo Gadelha, para disputar as eleições 2020 em Sousa, está desincompatibilizando-se da função no programa que faz a interface com as câmaras de vereadores e com as assembleias legislativas do Brasil inteiro no âmbito do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) – braço de capacitação do Senado Federal.

Leonardo Gadelha salientou que existe um vasto catálogo de cursos EaD no site do Senado e que eles estão abertos para todos. Para o ex-deputado paraibano, é necessária mais qualificação nos serviços públicos, para que sejam dadas as respostas que a sociedade precisa para um melhor funcionamento da democracia. “A gente entrega, por meio de ferramentas como essa, uma resposta humilde, mas importante, de qualificação dos agentes públicos, para que eles possam ofertar serviços de mais qualidade”.

O coordenador avaliou que o mundo passa por um momento difícil, em razão da pandemia, e que é necessária a utilização das novas tecnologias para atenuar as dificuldades. A fim de garantir o funcionamento das casas legislativas em tempos de isolamento social, Gadelha informou sobre as adaptações feitas em programas como o SAPL (Sistema de Apoio ao Processo Legislativo), plataforma que facilita a consulta de projetos por parte da sociedade, que se tornou o SAPL-R (Sistema de Apoio ao Processo Legislativo Remoto).

“Essa pequena alteração facultou a realização de sessões remotas para as casas legislativas, porque é uma ferramenta conjugada com alguns dos aplicativos à disposição da sociedade e que permite fazer o processo deliberativo e dar continuidade à votação de matérias que são de interesse da comunidade”, avaliou. Leonardo Gadelha também informou que no Senado existe o portal e-Cidadania, que facilita a realização de audiências públicas virtuais e do envio de propostas de projetos pela internet. Em João Pessoa, dentro do conceito de e-Democracia, o vereador Lucas de Brito resgatou a Lei n° 13.041/2015, de sua autoria, que permite a apresentação de projetos de iniciativa popular de forma online e que passou a ser viabilizada em 2017 a partir da adoção por parte da Câmara Municipal do aplicativo ‘Mudamos’.

Continue Lendo

Paraíba

Luciano Cartaxo flexibiliza comércio varejista, shoppings e atividades esportivas individuais

Publicado

em

Com indicadores que mostram a redução dos casos de coronavírus e da pressão hospitalar na Capital, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou, na tarde desta sexta-feira (10), a terceira fase do Plano Estratégico de Flexibilização, a iniciar na próxima segunda-feira (13). Com o estabelecimento de protocolos que visam garantir a segurança para toda a população, o gestor afirma que é o momento de dar mais um passo na retomada econômica da Capital, com o retorno das atividades de comércio varejista e shoppings centers. Durante a apresentação das novas medidas, o prefeito também anunciou o início da ‘Brigada Sanitária’, uma ação porta a porta de busca ativa de casos de covid-19, síndromes gripais e focos de mosquito da dengue, zica e chikungunya.

De acordo com as avaliações permanentes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizadas adotando os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Capital paraibana segue com queda na taxa de ocupação de leitos de UTI, em relação aos últimos 14 dias, quando a cidade ingressou na segunda etapa do Plano de Flexibilização. Esta taxa está atualmente em 63,6% nos hospitais públicos, o que aponta para uma redução no número de pacientes graves. Associado a isso, a transmissão de casos e os números de óbitos estão descendentes.

“A partir destes resultados positivos, verificamos que podemos dar sequência à flexibilização, seguindo para a terceira etapa conforme foi planejado que aconteceria de forma setorial e gradual. João Pessoa serve de referência para o País na transparência com que apresenta os dados das contratações emergenciais da pandemia, conforme atestou a primeira colocação com nota máxima no ranking da ONG Transparência Internacional e também é um exemplo pela cautela e planejamento com que avança na retomada e na prevenção à covid-19. O isolamento mantém-se como fundamental para que continuemos salvando vidas, mas estamos entrando em uma nova fase, que é fundamental para a recuperação da cidade”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

Na terceira etapa da flexibilização, os estabelecimentos de comércio varejista poderão funcionar no horário das 9h às 15h, atendendo apenas pessoas com máscaras, respeitando a limitação de uma pessoa a cada 10m² e disponibilizando álcool gel nos estabelecimentos. Os shopping centers terão horário de funcionamento autorizado de 12h às 20h, também admitindo apenas pessoas com máscaras, medição de temperatura dos clientes e respeitando o distanciamento de 10m². A PMJP determina ainda a retirada de todo mobiliário como bancos, sofás e poltronas. Segue vedada a abertura da praça de alimentação, que poderá continuar funcionando apenas com delivery ou drive thru. Também está vedado o funcionamento das áreas de lazer, como os cinemas e as academias.

Também fica autorizada a prática de atividade física individual no asfalto da Orla de João Pessoa no período das 5h às 8h, sendo vedado o acesso à faixa de areia e banho de mar. Ao longo do dia, poderá ser praticada atividade física individual na calçada, sendo vedado o uso de bancos e levar cadeiras. As praças estarão abertas para utilização também em esportes individuais, não sendo permitido o uso de bancos e equipamentos de ginástica ou de recreação, como playgrounds, pois suas superfícies consistem em meio de transmissão do coronavírus. Para evitar a possibilidade de aglomerações, os parques da Lagoa e Bica permanecerão fechados. Os jogos de futebol profissional também estão autorizados a retornar, no entanto, sem torcida.

*Portaria* – A portaria da Secretaria Municipal de Saúde (nº 26/06/2020) que dispõe sobre as medidas a serem adotadas nas atividades de escritórios de profissionais liberais também passará a ser adotada nesta segunda, nos escritórios de profissionais de eventos, de autoescolas, e de secretarias e tesourarias de escolas e universidades privadas. As aulas presenciais nas autoescolas seguem suspensas, devendo seguir com ensino remoto das aulas teóricas. Missas, cultos e demais cerimônias religiosas, seguem liberadas com 30% da capacidade das igrejas, mantendo os critérios da primeira fase.

Já no próximo dia 20, a Secretaria da Receita Municipal (Serem) retomará o atendimento presencial, com agendamento prévio e com a adoção de protocolos de distanciamento. Para o retorno das feiras livres, a Prefeitura já iniciou o diálogo com feirantes, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) para a definição dos protocolos e da data da retomada. Para todos os segmentos, devem ser observadas todas as demais exigências estabelecidas em normas complementares da Secretaria Municipal de Saúde, que serão disponibilizadas no portal da Prefeitura. A gestão municipal seguirá realizando fiscalização para conferir cumprimento às normas do decreto, feitas pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob), Guarda Municipal e Vigilância Sanitária.

*Brigada Sanitária* – A partir desta segunda-feira (13), a PMJP também dá início à Brigada Sanitária, ação educativa, de diagnóstico, busca ativa e também de tratamento sobre a covid-19, síndromes gripais, dengue, zica e chikungunya. A ação terá a participação de aproximadamente 80 profissionais como agentes de endemias, agentes comunitários de Saúde, profissionais da Atenção Básica, Vigilância Ambiental e Zoonoses. Eles estarão divididos em 40 equipes que visitarão as residências, porta a porta, para aplicar questionários e verificar a situação de saúde das pessoas. Casos suspeitos de covid-19 serão encaminhados à USF de referência da região para testagem e focos de Aedes aegypti serão combatidos com larvicidas. A ação terá início em Mangabeira.

Continue Lendo

Paraíba

Comissão de Administração da ALPB aprova abertura do Hospital das Clínicas de Campina Grande

Publicado

em

A Comissão de Administração, Serviço Público e Segurança aprovou, durante reunião remota nesta sexta-feira (10), a Medida Provisória 292/2020, que cria o Hospital das Clínicas de Campina Grande (HCCG). A unidade hospitalar contará novos leitos para tratamento da Covid-19 na segunda Macrorregião de Saúde do Estado.

A abertura do HCCG demandará uma abertura de Crédito Extraordinário no valor de cerca de R$ 24 milhões, além da inclusão da nova unidade hospitalar na estrutura organizacional da Secretaria de Estado da Saúde, que ficará responsável pela administração do hospital.

“O Hospital das Clínicas é de extrema importância no Plano de Ação de enfrentamento à pandemia. Estamos em meados de julho com a ocupação de 60 a 65% dos leitos. Isso mostra a importância da abertura dos leitos no Estado”, ressaltou o presidente da Comissão, o deputado Buba Germano.

Após a pandemia, a unidade hospitalar continuará em funcionamento, com atendimento especializado em Clínica Médica e Cirúrgica, de média e alta complexidades na área cardiológica, voltado aos cuidados ao infarto agudo do miocárdio e outras doenças cardiovasculares. O HCCG também prestará assistência na área materno-infantil.

O Hospital das Clínicas contará com 113 leitos iniciais, sendo quatro de Unidade de Tratamento Intensivo e 119 de enfermaria.

Continue Lendo

Paraíba

Deputada Pollyanna Dutra cobra operação de pavimentação tapa buracos nas PBs 313 e 366

Publicado

em

A deputada Pollyanna Dutra cobrou, por meio dos Requerimentos 10.046/2020 e 10.021/2020, reparos através da operação de pavimentação tapa buracos, assim como o serviço de poda da vegetação nas rodovias PB 313 e PB 366. As demandas da parlamentar já foram aprovadas na ALPB, por unanimidade, e se unem a outras iniciativas do seu mandato solicitando a recuperação de diversos trechos que ligam as cidades do Sertão do Estado, dentre essas demandas está, ainda, a PB 293, que já está em fase de licitação.

A PB 313 liga os municípios de São José do Brejo do Cruz e Brejo do Cruz; já a PB 366 compreende os municípios de Coremas, Cajazeirinhas e São Bentinho. Conforme Pollyanna, todos esses trechos são de extrema importância para a movimentação econômica da região, que está sofrendo pela falta de infraestrutura, problema que é agravado no período de chuvas.

“A economia do Sertão depende das suas estradas. Temos fortes arranjos produtivos no nosso Sertão que abastecem não só a Paraíba, mas diversos estados, e até o exterior, com produtos que vão do ramo têxtil ao ramo de alumínio. Tudo isso fica prejudicado tendo em vista o acesso cada vez mais difícil a essas localidades. Sem falar nos riscos de acidentes para os moradores das redondezas. É preciso fazer algo e nosso mandato vem cobrar, mais uma vez, a resolução desse problema”, explicou.

Esses não são os primeiros requerimentos da parlamentar nesse sentido. Durante todo o ano de 2019, e no primeiro semestre de 2020, Pollyanna enviou requerimentos, ofícios e realizou reuniões cobrando a recuperação, em especial, desses trechos. “Nosso povo espera respostas e nosso mandato continuará sendo essa voz na Assembleia, essa ponte do povo com os poderes, para que possamos levar desenvolvimento para o nosso povo sertanejo”, finalizou.

Continue Lendo