Nos acompanhe

Negócios

Sem a certeza de receber salários de maio, servidores estaduais passam Páscoa aflitos na Paraíba

Publicado

em

Diante da pandemia provocada pelo novo coronavírus, para pressionar a liberação de recursos oriundos do Governo Federal, o governador João Azevedo, através do secretário estadual da Fazenda, Marialvo Laureano, ameaçou não pagar o salário do mês de maio dos servidores públicos estaduais.

Leia também:

Mesmo com quarentena, arrecadação na Paraíba apresentou alta em março e ultrapassa R$ 468 milhões

Em entrevista ao radiofônico Arapuan Verdade, comandado pelos comunicadores Luís Tôrres, Gutemberg Cardoso, Clilson Júnior e Fernando Braz, Marialvo assegurou o pagamento dos salários referentes ao mês de abril, mas colocou em dúvida o pagamento referente ao mês de maio. A declaração, em pleno período de Páscoa, deixou os servidores públicos estaduais em clima de aflição.

Segundo o secretário, para cumprir compromissos com os servidores estaduais, o Governo do Estado necessitaria da aprovação de Projeto de Lei apresentado pelo Congresso Nacional, que facilitaria o envio para os estados de recursos do Governo Federal.

Confira a entrevista:

 

Fontes da Fazenda Estadual ouvidas pelo RádioBlog garantem que mesmo diante da quarentena e isolamento social decorrentes da pandemia, no último mês de março a arrecadação estadual apresentou crescimento, em relação ao mesmo período do ano passado.

Quanto ao mês de abril, a fonte ouvida pela reportagem acredita que haverá queda da arrecadação estadual, puxada, sobretudo, pela baixa no consumo de combustíveis derivados do petróleo, mas alerta que os principais contribuintes de ICMS na Paraíba mantêm as atividades aceleradas, gerando recursos suficientes para que o Governo do Estado faça os investimentos necessários e também cumpra com o pagamento da folha de pessoal.

Continue Lendo

Negócios

Descubra o que são normas de desempenho e porque é importante conhece-las antes de adquirir imóveis

Publicado

em

Para a servidora pública aposentada, Maria da Conceição Gomes, 65 anos, o sonho da casa própria se concretizou em dezembro de 2015. O imóvel de dois pavimentos, em um bairro tranquilo de Campina Grande e com espaço suficiente para ela, as duas filhas e seus quatro cachorros, finalmente estava pronto. Mas o sonho se transformou em pesadelo tão logo veio a primeira chuva, três meses depois da mudança. “Bastou chover e comecei a notar as paredes molhadas. Chamei um pedreiro para consertar. Veio outra chuva e o problema estava lá, novamente. Desde então, venho tentando me livrar das infiltrações”, contou.

Dona Maria da Conceição poderia ter evitado o problema, caso tivesse se certificado que a empresa que escolheu para construir sua casa, seguia a NBR 15575. A maioria das pessoas não sabe, mas essas siglas se referem a um esse conjunto de medidas para as normas de desempenho, estabelecidas desde julho de 2013 e com vigência nacional.

Convidado para uma live promovida pela Construtora Massai, uma das cem maiores do Brasil, o engenheiro Pedro Freitas Gois, especialista no assunto, revelou que as construções são planejadas para durar, em média, 50 anos. Para que consigam atingir o tempo máximo de durabilidade, sem apresentar problemas, são necessários alguns cuidados, na hora da construção. Mas a Norma de Desempenho não tem a ver apenas com a construtora. O cliente e/ ou o inquilino também têm responsabilidade sobre a durabilidade e manutenção do imóvel. “A norma se torna muito importante porque, na verdade, ela faz essa relação entre o usuário, a construtora e todos os agentes envolvidos na construção. É uma norma que tem uma ligação muito direta , inclusive, com a questão de Defesa do Consumidor. Por isso que ela tem uma relevância muito grande”, alerta.

A Norma de Desempenho divide as responsabilidades entre os agentes que fazem parte da construção, que são o projetista, o incorporador, o construtor, o fornecedor e o morador. Quem adquire um imóvel, por exemplo, é responsável por fazer as manutenções nos dispositivos previstos no Manual de Uso e Operações da Edificação, entregue pela construtora.

Prevenção- A Norma de Desempenho foi criada, entre outros fins, para garantir que as construções sejam confortáveis e tenham durabilidade. Graças a ela, também, é possível evitar gastos desnecessários. Em resumo, a Norma de Desempenho estabelece critérios para que uma edificação tenha durabilidade e se aplica a imóveis habitacionais, construídos a partir de 2013. Embora não determine a marca, referências e modelos dos produtos a serem utilizados em determinada obra, a NBR 15575 estabelece padrões que garantem sua durabilidade. São eles, padrões de sustentabilidade, habitabilidade e de segurança, que vão garantir a qualidade e durabilidade do imóvel. Garantir que a construção tenha segurança estrutural e que as edificações sejam erguidas obedecendo as normas de segurança contra incêndios, por exemplo, também são funções da NBR 15575. “A primeira coisa que a gente pensa quando vai adquirir uma casa, é a segurança. A gente espera que ela não caia. O conceito de desempenho é justamente esse. É tentar trazer critérios e requisitos objetivos, para traduzir o que o usuário espera de um imóvel”, resumiu Freitas.

Na Paraíba, a Massai, desde 2003, mantém a cada ano a certificação no nível “A” do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat, o PBQP-H. Para a construtora adquirir a certificação de sistema de gestão da qualidade em execução de obras, o regimento do SIAC – Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras – determina os níveis “A” e “B”. Para obter o nível “A” é preciso atender a 100% dos requisitos exigidos pelo regimento. As certificações são concedidas por organismos certificadores acreditados internacionalmente, as organizações que aplicam práticas de gestão de alto nível.

Este e outros assuntos de interesse são abordados toda sexta-feira, às 8h, no perfil do Instagram da Massai, o @massaioficial

Continue Lendo

Negócios

Demonstrativo para Imposto de Renda dos clientes Unimed JP já está disponível na internet

Publicado

em

O demonstrativo de gastos com o plano de saúde dos clientes da Unimed João Pessoa já pode ser acessado no portal da Cooperativa. O comprovante é necessário para a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2021, ano-base 2020. Para obter o documento, basta o cliente entrar no Portal Unimed JP (www.unimedjp.com.br/cliente), clicar no banner no topo da página ou em “Sou Cliente”, depois em “Declaração”, na opção “Imposto de Renda”.

O demonstrativo disponível contempla o somatório dos valores pagos no ano de 2020 pelos clientes. O documento é, exclusivamente, para os beneficiários com contratos individuais e familiares ou aqueles que têm plano empresarial com pagamento em boleto individual. Quem paga o plano com desconto em folha deve solicitar o informe ao departamento de recursos humanos da empresa onde trabalha.

Atualização cadastral- Os clientes, sejam titulares ou dependentes, de qualquer idade, precisam ter o CPF cadastrado na base de dados da Unimed João Pessoa. Essa informação é uma exigência da Receita Federal e, somente com esse dado, a Operadora poderá gerar o comprovante de gastos com saúde, necessário para declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

Para atualizar os dados cadastrais e ter acesso ao demonstrativo de gastos com saúde, é muito simples. O beneficiário deve acessar a área de cliente, clicar em “Atualização Cadastral”, anexar uma imagem dos documentos em JPG ou PNG e enviar. Também é possível atualizar o cadastro, ligando para o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). O telefone é 0800-725-1200.

Sobre a Unimed JP – Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.

Outras informações:
Instagram: @unimedjoaopessoa
LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa
Facebook: /unimedjoaopessoa
Twitter: @unimed_jp

Continue Lendo

Negócios

AMDE e ACCG se reúnem para firmar parcerias que fortalecerão economia de Campina Grande

Publicado

em

A presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento (AMDE), Alana Carvalho, recebeu em seu gabinete na manhã desta segunda-feira, 01 de março, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande (ACCG), Antônio Andrade.

O encontro entre os gestores teve o objetivo de firmar parcerias que permitirão à cidade superar a crise e também incrementar o fortalecimento do comércio local.
Para a presidente da AMDE, Alana Carvalho, firmar parcerias é algo essencial para garantir os melhores resultados para população.

“Por orientação do prefeito Bruno Cunha Lima, estamos sempre abertos e buscando parcerias que somem forças para o bem da população. Acreditamos que toda parceria é bem-vinda e estamos muito honrados com a presença do presidente da AACG. Certamente avançaremos de maneira ainda mais assertiva”, frisou a gestora.

Ainda conforme Alana Carvalho, muitas outras parcerias deverão ser firmadas, sempre com o objetivo de desenvolver ainda mais a Rainha da Borborema e tentar minimizar a crise econômica que o país atravessa em virtude da Pandemia causada pela Covid-19.

Continue Lendo