Nos acompanhe

Negócios

Energisa inicia projeto Movimento Energia do Bem com ações na Paraíba

Publicado

em

As primeiras ações do movimento Energia do Bem, criado pela Energisa para ajudar no combate à pandemia de Covid-19, já estão acontecendo na Paraíba. A empresa reuniu um time de especialistas, entre técnicos, eletricistas, supervisores e coordenadores para apoiarem a prefeitura de João Pessoa na reabertura do HTOP e Hospital Treze de Maio.

Essa foi a primeira iniciativa do movimento no estado.  As equipes da Energisa vêm ajudando acelerar as obras, viabilizando e promovendo melhorias em toda parte elétrica interna e externa dos prédios, que serão destinados a pacientes que busquem tratamento para o coronavírus. “Mais do que o nosso papel com prestadora de serviço público, é nosso papel como cidadão. O que pudermos fazer para ajudar a sociedade, faremos”, declara Ricardo Charbel, diretor-presidente da Energisa na Paraíba.

Além disso, a Energisa Paraíba vai doar 12 ventiladores pulmonares para o Governo do Estado, os quais serão destinados ao Hospital Universitário Lauro Wanderley (HU), em João Pessoa.

A iniciativa, realizada com recursos próprios da distribuidora, tem como objetivo aumentar os leitos hospitalares do Estado e prestar um melhor e mais ágil atendimento àqueles que venham precisar.

O Grupo Energisa criou o Energia do Bem para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença. Trata-se de uma rede de atuação orgânica, que já reúne 13 parceiros, envolvidos em iniciativas que incluem doação e manutenção de ventiladores pulmonares, obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos. Também foi criado o portal Energia do Bem, com informações confiáveis sobre a doença e conteúdo para reduzir os impactos do isolamento social.

O Grupo Energisa investirá R$ 5 milhões no movimento em todos os estados onde atua. Os recursos serão aplicados em diversas frentes mapeadas junto ao poder público local. Na Paraíba, ainda estão previstas outras atividades para acontecer, todas no âmbito da saúde, contribuição social e cultura local.

“O foco é sempre em ações orgânicas e dinâmicas, mas articuladas com as necessidades do poder público em cada localidade”, afirma a Vice-Presidente de Gente e Gestão do Grupo Energisa, Daniele Salomão.

Entre os parceiros envolvidos no movimento estão Confederação Nacional da Indústria (CNI), IEL – Instituto Euvaldo Lodi, Sesi/Senai e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata (MG) e Evoé. A Unesco fará uma curadoria de conteúdos educativos para o portal.

“Assim como fazemos todos os dias, estamos com equipes em campo, todos tomando as devidas precauções, mas atuando, 24h por dia, para levar conforto e segurança aos paraibanos. E o que pudermos fazer para ajudar o estado, faremos”, conclui Charbel.

Sobre a Energisa

Com 115 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 16,9 bilhões (ano 2019), o Grupo atende a 7,8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de quase 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar aproximadamente 19 mil empregos diretos e indiretos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e soluções em energias renováveis (Alsol).

Continue Lendo

Negócios

Nui 360 encanta clientes ao som de clássicos nacionais e internacionais

Publicado

em

Um setlist especial e agradável para um espaço gastronômico sofisticado e um público de bom gosto. É desta forma que o Nui 360, primeiro restaurante com Chef Michelin da Paraíba e com menu assinado por Erick Jacquin, também busca encantar os clientes. No local, a mistura do Brasil com a França vai além da cozinha. O Nui 360 traz atrações musicais ao vivo de terça a domingo para proporcionar uma noite ainda mais exclusiva.

A partir das 17h, o saxofonista Arnno Neto apresenta ao público grandes clássicos da música francesa no rooftop do restaurante, localizado no primeiro andar. “O local é um convite para prestigiar um lindo pôr-do-sol nas alturas. Por isso, preparamos uma apresentação especial. Iniciamos o repertório com um musical que produzi chamado ‘Suíte Franco -Nordestina’, que traz uma viagem musical entre a cultura francesa, que é o DNA do Nui 360. Os clientes podem conferir verdadeiros hinos das duas culturas, como ‘Asa Branca’, do Luiz Gonzaga, e ‘La Vie En Rose’, da Edith Piaf, além de referências ao Bolero de Ravel com a música ‘Paraíba Masculina’”, adianta o músico.

Com uma proposta mais descontraída, a partir das 20h30, o DJ Vinny Santos dá início a um setlist com house music. “A ideia é fazer uma conexão das músicas francesas e brasileiras e a receptividade do público está surpreendente”, conta o DJ.

O Nui 360 fica localizado no Green Tower, na Av. Senador Ruy Carneiro, 303. O restaurante funciona todos os dias das 12h às 15h e das 19h às 00h, e o rooftop a partir das 16h30 a 00h. As reservas podem ser realizadas via whatsapp no (83) 99104.7897. Para conferir as novidades, o site é o https://www.nui360.com.br/ e no instagram, @nui_360.

Continue Lendo

Negócios

Lucas Ribeiro propõe estímulo à economia criativa em Campina Grande

Publicado

em

Berço de talentos criativos, seja na base cultural, com a quadrilha, o São João, ou na economia digital, com as inovações tecnológicas, Campina Grande atrai olhares do mundo inteiro. E isso tende a ficar ainda mais em evidência a partir de agora, com a elaboração de um programa municipal para estimular a economia criativa na cidade.

O assunto foi tema de uma reunião na manhã desta quinta-feira (21), que contou com a participação do vice-prefeito Lucas Ribeiro, além de diretores do Sebrae Paraíba e da Fundação Parque Tecnológico, consultores e representantes de outras instituições ligadas ao setor.

“Criatividade, empreendedorismo e desenvolvimento caminham de mãos dadas e reconhecer isso é fundamental para uma cidade que tem o potencial inovador que Campina Grande tem. É uma prova, também, de que o setor é uma alternativa viável e importante na geração de trabalho e renda para o nosso povo, principalmente agora que o mundo inteiro vivencia a necessidade de se reinventar”, destacou o vice-prefeito.

Segundo Lucas, um dos objetivos do Programa Municipal de Economia Criativa seria habilitar Campina como candidata a integrante da Rede Mundial de Cidades Criativas da UNESCO, na categoria Artes Midiáticas, que se refere à produção de artistas que criaram suas obras com novas tecnologias de mídia, incluindo arte digital, computação gráfica, arte virtual, games, robótica, impressão 3D, dentre outras.

No Brasil, atualmente apenas 10 municípios integram a Rede, dentre eles João Pessoa, na categoria Artesanato e Arte Popular. Conforme o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim, o selo de cidade criativa da Unesco é um reconhecimento e estímulo às cidades que buscam promover a inovação e a criatividade como motores essenciais para um desenvolvimento urbano mais sustentável e inclusivo.

Impacto econômico

Dados mais recentes divulgados pela FIRJAN (Federação da Indústria do Rio de Janeiro), mostram que o mercado de trabalho criativo no Brasil reúne 245 mil estabelecimentos e 837,2 mil profissionais, representando uma fatia de 2,61%, ou seja, cerca de R$ 171,5 bilhões do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Continue Lendo

Negócios

Construtoras paraibanas se reúnem para feirão imobiliário on-line

Publicado

em

Grandes construtoras, corretores de imóveis e imobiliárias de João Pessoa estão participando da primeira edição o Digimoveis e gerado contatos com ótimas perspectivas de fechamento de negócios para os clientes. O evento está sendo bem recebido pelo público e acontece até o dia 31 de janeiro com o objetivo de oferecer as melhores opções de imóveis, valores de investimento mais acessíveis que eventos presenciais, evitando deslocamentos e desperdício de tempo com atendimentos virtuais.
Para oferecer o imóvel adequado para cada cliente, seja para moradia ou investimento, a equipe do DigimoveisJP realiza uma curadoria detalhada, permitindo o acesso às melhores opções do mercado com características direcionadas de acordo com o perfil e necessidade. Idealizado para democratizar as chances de vendas, o evento realiza o primeiro atendimento por videochamada e encaminha o usuário tem a experiência no mundo virtual, direcionando o cliente para um corretor credenciado pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI).
A iniciativa é da Ofir Consultoria, encabeçada pelo administrador de empresas, consultor empresarial e especialista em marketing digital e vendas, Fabrício Marsicano; tem como agência de publicidade a Antares Comunicação e a agência de tráfego a Adlabs, responsável por eventos digitais com transmissão ao vivo. Também conta com a participação das construtoras FCK Engenharia, Sylar, Neobac, N Holanda e Atlantis. As imobiliárias participantes são PS Imóveis, Ágile, VR Móveis, Roberto Carlos e Claudia Fernanda; além dos corretores autônomos: Matilde, Walter Júnior e Bruno Dias.
Para conferir as opções de imóveis disponíveis, basta acessar o site https://digimoveisjp.com.br/ . No instagram, o perfil é @digimoveisjp .

Continue Lendo