Nos acompanhe

Paraíba

Covid-19: Dinheiro recuperado pelo Gaeco na Operação Calvário é usado para comprar 15 respiradores

Publicado

em

Órgãos integrantes do Sistema de Justiça entregaram 15 respiradores pulmonares à rede de saúde pública, no Estado, que está se preparando para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Os equipamentos — fruto dos esforços investigativos da força-tarefa e de decisões do Poder Judiciário — foram destinados a hospitais do Estado (no total de 10), dos municípios de João Pessoa e Campina Grande (dois para cada cidade) e ao Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW).

O procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, explicou que todos os esforços possíveis estão sendo feitos, neste momento, para que a rede de saúde da Paraíba possa ser fortalecida. “As autoridades de saúde têm feito projeções de aumento de casos graves da covid-19 e estamos nos mobilizando em várias frentes para garantir que os efeitos sejam minimizados e que a rede de saúde tenha condições para atender aos pacientes com complicações graves advindas da doença”, disse o chefe do Ministério Público da Paraíba.

Os equipamentos, avaliados em R$ 825 mil, já foram disponibilizados aos gestores de saúde. Os recursos foram obtidos no âmbito da Operação Calvário, deflagrada em dezembro de 2018. A investigação está sendo realizada por uma força-tarefa, composta pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), com o apoio da Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (Ccrimp/MPPB), Polícia Federal, Controladoria-Geral da União e Ministério público Federal.

O objetivo é investigar e desarticular uma organização criminosa que foi responsável pelo desvio de recursos das áreas de saúde e educação. Através dessa ação, que recebe a participação do Poder Judiciário, por meio do desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator do processo, parte desses recursos desviados estão voltando à saúde.

Continue Lendo

Paraíba

Aprovado o descongelamento adicional de insalubridade e risco de vida aos profissionais de saúde

Publicado

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou nesta quarta-feira (8) o Requerimento 8.115/2020 de autoria da deputada Camila Toscano (PSDB) que pede ao Governo do Estado que sejam adotadas as medidas para o descongelamento do adicional de insalubridade e risco de vida aos profissionais de saúde que atendem pacientes com a Covid-19, causada pelo coronavírus. Também foram aprovados requerimentos que tratam sobre a violência contra mulher e saúde mental.

No Requerimento 8.116/2020, a deputada solicita ao Estado que sejam adotadas as providências visando a divulgação ampla e irrestrita dos serviços existentes na Paraíba de prevenção e combate da violência contra a mulher, notadamente nas mídias sociais, televisivas, radiofônicas, em eventos realizados pelo Governo durante o período de isolamento social em decorrência da pandemia causada pela propagação da Covid-19. Também foi solicitada, por meio do Requerimento 8.117/2020, a criação de mecanismos para subsistência alimentar e assistência social especializada às mulheres vítimas de violência doméstica durante o período de isolamento social.

Para o Secretário de Segurança e da Defesa Social do Estado, a deputada Camila Toscano pediu por meio do Requerimento 8.119/2020 que sejam adotadas as providências para disponibilização de dados informativos sobre os casos de violência física e virtual contra a mulher. Os deputados aprovaram ainda o Requerimento 8.121/2020, onde Camila pede a Secretria da Mulher e da Diversidade Humana, a instituição de campanha que repercuta a prevenção e a repressão à violência virtual contra a mulher, além de indicadores de avaliação e monitoramento das políticas públicas de enfrentamento à violência contra mulheres, esse último pelo Requerimento 8.122/2020.

Saúde Mental – Dentro das matérias aprovadas está também o Requerimento 8.118/2020 em que a deputada pede que sejam firmadas parcerias entre a rede de saúde mental da Paraíba e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) dos municípios paraibanos, visando a implantação, neste período de isolamento social, de um serviço especializado para atendimento das situações de crises em saúde mental no contexto psicossocial, com núcleos móveis de atendimento com equipe multidisciplinar in loco. Já no 8.120/2020, Camila requer a transferência dos pacientes do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira acometidos pela Covid-19 para hospitais especializados no tratamento desta doença respiratória.

Continue Lendo

Paraíba

Covid-19: Além de Campina, outras 23 cidades cancelam ou suspendem as festas de São João na Paraíba

Publicado

em

O São João, maior festa popular do Nordeste, que ocorre em junho, foi cancelado em vários estados. Em alguns casos, pela primeira vez terá sua versão fora de época no final deste ano.

É para quando está previsto ocorrer o intitulado “O Maior São João do Mundo 2020”, em Campina Grande, na Paraíba, e que reúne cerca de 2 milhões de pessoas no Parque do Povo. Este ano, o festejo seria entre 5 de junho e 5 de julho, mas, devido à epidemia do novo coronavírus, foi adiado para entre 9 de outubro e 8 de novembro.

Adiar a 37ª edição do evento para o final do ano foi o jeito que a Prefeitura de Campina Grande encontrou para atender tanto as recomendações de saúde, de evitar aglomerações, quanto aos grupos econômicos que lucram com o festejo (sobretudo o setor turístico), que movimenta cerca de R$ 250 milhões, destaca reportagem da Folha.

Em comunicado, a prefeitura declarou que a decisão buscou ouvir também o setor que envolve hotéis, restaurantes e agências de viagens e que o momento é de cuidados com a pandemia. “No tempo oportuno, haverá readequação da programação e da grade de atrações.”

Com o adiamento dos festejos, o Parque do Povo poderá ser adaptado e, se preciso, transformado em hospital para abrigar infectados com o vírus.

No estado, são 35 casos e quatro óbitos, segundo o Ministério da Saúde. Com o avanço da doença na Paraíba, outras 23 cidades do estado decidiram cancelar ou suspender as festas locais de São João.

Clique AQUI e confira a reportagem completa

Continue Lendo

Paraíba

Debandada: Prefeito de Santa Rita, Emerson Panta deixa o PSDB e se filia ao Progressista

Publicado

em

O PSDB paraibano foi um dos partidos que mais sentiu a debandada de filiados na última janela partidária que se encerrou no sábado (04). A desfiliação de nomes como o ex-prefeito Cícero Lucena, o vereador e ex-presidente da Câmara de João Pessoa, Marcos Vinícius, o vereador de Campina Grande, Nelson Gomes Filho, e os suplentes Ivan Batista e Marcos Raia, foram anunciadas pela imprensa no final de semana.

Ainda no levantamento de desfiliações do ninho tucano, o RádioBlog destaca nesta quarta-feira o nome do prefeito do município de Santa Rita, Emerson Panta, que ao deixar a legenda se filiou ao Progressista, da família Ribeiro.

Boas vindas

A senadora Daniella Ribeiro deu as boas-vindas aos novos filiados do Progressistas que chegam para fortalecer ainda mais o partido. Além de Emerson Panta, os ex-prefeitos Cícero Lucena e Chico Franca, e o atual presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador João Corujinha, ingressaram na legenda.

De acordo com a senadora, o momento é de celebrar os nomes que se somam ao Progressistas, partido que vem mudando a história de paraibanos através de ações e muito trabalho em toda a Paraíba, além do repasse de recursos aplicados em obras de fundamental importância para o desenvolvimento social e econômico das cidades.

“Recebemos no Progressistas nomes importantes que têm história com a Paraíba, e isso é importante para que possamos fortalecer não apenas o partido, como o trabalho que realizamos para a Paraíba. O partido ganhou novos reforços nas principais cidades”, declarou Daniella, primeira senadora eleita pelo Estado. Daniella chegou ao Senado como líder do partido na Casa.

Continue Lendo