Nos acompanhe

Artigos

Artigo: As perdas de Nelma, Lena e Eraldo, pelas lentes de Gilvan Freire

Publicado

em

Gilvan Freire

Por razões diversas e caminhos diferentes, os dois de repente sumiram: Lena Guimarães e Eraldo Nóbrega. Aonde foram que não dizem?

Ano passado, no mesmo silêncio atormentador e sem respostas, foi Nelma Figueiredo, como Lena deusa da mídia e das telas, ambas ainda muito jovens, bonitas e talentosas. Não deixaram despedidas nem falaram sobre os rumos do novo destino não sabido. Mas que destino?

O destino se cumpre apenas onde e quando se vive, ou também aonde se vai depois da vida ? Ou há dois destinos, um antes e outro depois da morte?

A morte é o final da linha – parou a locomotiva no tempo e esvaziou, para não ir mais a lugar nenhum. Somente o que você deixou, se deixou, ficou, e não mais para você, nada para você mais. Não há mais estradas, nem curvas, nem voltas.

De fato, a vida é um caminho acidentado, cheio de abismos por todos os lados, que leva a um lugar final e fatal, cedo ou tarde, mas invariavelmente terminal.

Uns, como Eraldo, se atiram ao abismo, encurtam a estrada, desistem da vida quando ela perde o sentido ou quando se converte em sofrimento insuportável, antes da parada final. Quando viver não basta nem retribui nem minimamente compensa ou física ou espiritualmente.

É deserção, é fuga, covardia, ou é uma simples incapacidade congênita para suportar dores e provações de muitos tons?

Mas, como compreender a cabeça de cada um nos momentos que antecedem a morte antes do que seria o tempo previsível? Especialmente dessas pessoas com grande capacidade de discernimento, racionais, maduras, conscientes? Como elas viram o seu próprio fim, como reagiram à beira do abismo fatal, o que disseram e a quem?

Qual a reação dos que sabem que estão morrendo em tempo abreviado, cumprindo um desígnio imposto, sem direito de escolher saídas?

De Eraldo se sabe que era a morte e não a vida que comandava seus impulsos existenciais. De tantas ideias bacanas que povoavam seu cérebro, quase todas cediam lugar para uma intrusa, invasora, que predominava sobre as demais: a ideia recorrente da morte, com força dominadora: uma anomalia congênita de sua cabeça privilegiada, benigna, dócil e altruísta.

À doutora Lúcia Ramalho, uma dos amigos mais solidários que encontrou pela estrada, confidenciava com constância, mais ainda nesse últimos tempos de escuridão solitária, que pela sua cabeça a ideia da morte estava minando e dominando a sua autodeterminação. O abismo era psíquico, mas com força para ejetar um corpo das alturas.

De Nelma e Lena, sabe-se que morreram resignadas, apegadas a um sentimento de Fé que já cultivavam antes, na crença de estavam indo ao encontro com Deus, um ponto além da reta final, onde não transita mais a locomotiva do tempo, simplesmente porque não há mais tempo, e sim a eternidade. Lugar dos filhos do Pai, para onde certamente deverá ter ido também Eraldo.

De qualquer forma, todos queremos que eles tenham, ao menos imaginariamente, um lugar de bom descanso, ainda que invisível e improvável, porque a estrada da vida terminou para eles, sem curvas e sem retornos. Mas é certo que viverão nas boas lembranças dos que ficam e que os admiravam e os amavam por razões merecidas.

Continue Lendo

Artigos

A merecida nomeação de Octávio Paulo Neto na PGR é um prêmio para todos do GAECO

Publicado

em

Alan Kardec – Polítika

Não conheço pessoalmente o procurador Octávio Paulo Neto, coordenador do Gaeco. No máximo trocamos algumas mensagens de interesse jornalístico. Logo, o reconhecimento que farei a seguir é desprovido de qualquer relação pessoal.

A nomeação de Octávio Paulo Neto para atuar na Secretaria de Perícia, Pesquisa e Análise, da Procuradoria Geral da República, é antes de tudo o reconhecimento ao excelente trabalho realizado por todos servidores que atuam no GAECO, grupo do Ministério Público que combate a corrupção.

Acredito que Octávio possui o mesmo sentimento de coletividade.

É preciso ressaltar que a Operação Calvário é uma Lava Jato melhorada. Aprendeu com a irmã mais velha e não tem rasgado a Constituição, muito menos o CPP, como estava fazendo a República de Curitiba.

A Calvário é mais cautelosa e Octávio Paulo Neto parece não ter vontade de virar herói. Seu comedimento é perceptível e a falta de vaidade é o seu ponto forte e ajuda na manutenção da neutralidade.

Diferente de Deltan Dinheirol e companhia, Octávio Paulo Neto não quer aparecer com Power Point’s nem lucrar com palestras, quer apenas cumprir seu dever e combater a corrupção, mesmo que isso atinja poderosos como Ricardo Coutinho e membros do judiciário.

Mesmo sem desejar holofotes, Octávio Paulo Neto está escrevendo o seu nome na história, e ao lado do desembargador Ricardo Vital, ficará reconhecido por acabar com umas das maiores organizações criminosas do Brasil.

Continue Lendo

Artigos

RádioBlog antecipa retorno do recesso e retoma atividades nesta quinta-feira

Publicado

em

Diante das inúmeras informações que tomaram conta do noticiário paraibano na reta final de 2019 e início do ano de 2020, o RádioBlog antecipou o fim do recesso e retoma nesta quinta-feira (09) as atividades previstas para terem inicio apenas na próxima segunda-feira (13).

A iniciativa reafirma o compromisso do RádioBlog com a boa informação aos seus leitores, tanto aqueles que enviaram mensagens e fizeram contato telefônico, quanto os que simplesmente aguardavam pelos primeiros posts de 2020.

A todos, meu muito obrigado e um próspero ano.

Continue Lendo

Artigos

Boas Festas: RádioBlog inicia período de recesso e retoma atividades no dia 13 de janeiro

Publicado

em

Após um ano intenso, pautado em matérias jornalísticas que trouxeram os mais inúmeros escândalos de corrupção por todo o estado da Paraíba, o dia a dia da política local e nacional, o RádioBlog inicia nesta terça-feira (24) período de recesso.  Retomaremos as atividades a partir do dia 13 de janeiro de 2020, eventualmente, caso acontecimentos importantes ocorram, faremos a publicação no sentido de manter nossos leitores sempre bem informados.

Boas Festas

Continue Lendo