Nos acompanhe

Paraíba

Assembleia Legislativa rejeita título de cidadão paraibano ao comunicador Sikêra Júnior

Publicado

em

Por 14 votos contrários e 02 favoráveis, a Assembleia Legislativa da Paraíba rejeitou, na sessão da quarta-feira (13), título de cidadão paraibano ao comunicador Sikêra Jr, proposto pelo deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL).

Os deputados Estela Bezerra, Cida Ramos, Camila Toscano, Jeová Campos, Buba Germano, Edmilson Soares e Doutora Jane foram contrários, alegando falas depreciativas do comunicador contra as mulheres. Em junho do ano passado, Sikêra disse que mulher que não pinta a unha é “sebosa”. O líder da oposição, Raniery Paulino (MDB), disse que o apresentador merecia votos de aplauso pelo jornalismo investigativo exercido enquanto estava na TV Arapuan, entre fevereiro de 2018 e junho deste ano.

Os deputados Cabo Gilberto e Wallber Virgolino foram os únicos que se posicionaram à favor do título e justificaram que o apresentador denunciou o “governo do PSB”. Cabo Gilberto afirmou que Sikêra Jr. tem um jeito brincalhão e que discordou da fala dele sobre as mulheres, mas todo mundo erra.

Confira o vídeo:

Continue Lendo

Paraíba

Prefeitura de João Pessoa vai reativar Ronda Maria da Penha

Publicado

em

A Prefeitura Municipal de João Pessoa vai reativar a Ronda Maria da Penha para proteger mulheres vítimas de violência doméstica e familiar que possuem medida protetiva, concedida pela Justiça. A retomada foi definida nesta quinta-feira (21), em reunião entre a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM), Nena Martins, e o secretário de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb), João Almeida.

“Juntamente com a Secretaria de Segurança Urbana, estamos revendo alguns problemas estruturais e operacionais da Ronda Maria da Penha para viabilizar ajustes e assim as mulheres vítimas de violência voltem rapidamente a serem assistidas pelo projeto, da melhor forma possível”, afirmou Nena Martins.

A Ronda Maria da Penha era feita pela Guarda Civil Municipal. Conforme o secretário da Segurança, João Almeida, a equipe operacional já foi acionada e, em breve, haverá uma equipe permanente de ronda. “É de fundamental importância que essas mulheres vítimas sejam atendidas por mulheres e, na nossa equipe de servidores, 40% dos guardas são mulheres”, comentou João Almeida.

Também estiveram presentes na reunião a secretária executiva de Políticas Públicas para as Mulheres, Cristiana Furtado, e as coordenadoras Liliane de Oliveira, do Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra, e Ana Gondim, do Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, ambas da Secretaria das Mulheres.

O projeto Ronda Maria da Penha foi criado em 2016 e começou a funcionar em março de 2017. Com a pandemia, ele foi desativado em março de 2020. Segundo a coordenadora do Centro de Referência da Mulher, nesse período, 2.535 mulheres foram atendidas pelo programa, que foi transformado em lei em julho de 2019 (Lei nº. 13.772).

Continue Lendo

Paraíba

Governo inicia primeira obra do Programa Parceiros da Habitação

Publicado

em

O Governo do Estado, por meio da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap), iniciou a primeira obra realizada por meio do Programa Parceiros da Habitação, que tem o objetivo de promover a construção de unidades habitacionais para a população de baixa renda, por meio de parcerias com municípios, movimentos de moradia, entidades públicas ou privadas e mutuários. Serão construídas 92 casas no bairro Cidade Verde, em João Pessoa, com investimentos superiores a R$ 2,4 milhões.

O ente parceiro desse projeto inicial é o Movimento SOS Rio Cuiá, que vai participar do Programa com a disponibilização de materiais e mão de obra. Já o Estado participa com a oferta da área, o auxílio econômico e a disponibilização de assistência técnica e fiscalização do trabalho.

O Termo de Colaboração tem prazo para execução de 12 meses e o valor total, incluindo o custo das contrapartidas do Estado, de R$ 2.423.384,69. As casas seguirão o padrão com aproximadamente 42m², compostas por sala, dois quartos, cozinha, área de serviço e banheiro. O projeto é destinado a atender, prioritariamente, as famílias com renda de até cinco salários mínimos.

O Programa Parceiros da Habitação, tem por finalidade fomentar a construção de unidades habitacionais para a população de baixa renda, instituindo parcerias do Governo do Estado da Paraíba, através da Cehap, com municípios, movimentos de moradia, entidades públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos. O programa prevê a construção de mil unidades habitacionais, totalizando R$ 15 milhões de investimentos do Governo do Estado.

O edital e seus anexos, com a documentação técnica, jurídica e social para participar do Parceiros da Habitação estão disponíveis no site www.cehap.pb.gov.br

Continue Lendo

Paraíba

Funjope recebe Fórum de teatro, dança e artistas pretas e pretos

Publicado

em

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) iniciou na manhã desta quinta-feira (21), na sede da instituição, diálogo com os representantes dos Fóruns de Cultura de Dança, Teatro e dos Artistas Pretas e Pretos de João Pessoa. O diretor-executivo da Funjope, Marcus Alves, explicou que este foi o primeiro encontro com os representantes de três áreas importantes da cultura e que está intensificando a conversa com todos os fóruns de cultura da cidade, a exemplo do que já foi feito com representantes da literatura, culturas populares, ciranda e coco de roda.

“Estamos avançando no sentido de garantir um espaço de diálogo e democratização da Funjope, colocando todos atores sociais, produtores e artistas. Estamos reestruturando a nossa fundação para isto”, descreve Marcus Alves.

O processo de atualização acontecerá sempre escutando e conversando com os vários segmentos culturais da cidade. A reunião desta quinta-feira (21) teve também a presença do vereador Marcos Henrique.

O encontro com os representantes foi pautado em três linhas de trabalho, a questão do eixo conceitual das culturas, seus territórios e por onde ela circula desde o Centro Histórico, praças, bairros da Capital até as praias e periferias. Na ocasião, também foi conversado sobre o Sistema Municipal de Cultura, a Lei Aldir Blanc.

“Também foi destacado o papel e valor das culturas populares. Sobre os estímulos aos movimentos de cultura da cidade, a exemplo do hip hop e da dança. A Funjope vive um novo momento e vai estar sempre de portas abertas para os artistas, os produtores de culturas e todos os atores sociais que participam dessa ampla rede de pensamento e formulação de políticas de cultura na cidade”, finalizou o diretor-executivo da Funjope, Marcus Alves.

Continue Lendo