Nos acompanhe

Paraíba

Primeira-dama participa de encerramento de oficinas com Ronaldo Fraga para rendeiras do Cariri

Publicado

em

A primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), Ana Maria Lins, participou nesta sexta-feira (8), em Monteiro, no Cariri paraibano, da solenidade de encerramento das oficinas ministradas pelo estilista Ronaldo Fraga para artesãs que trabalham com a renda renascença. As oficinas fazem parte de um conjunto de ações do Governo do Estado para fortalecer a comercialização da renda renascença, símbolo da região do Cariri.

Na ocasião, a primeira-dama agradeceu a participação das artesãs nas oficinas e destacou as ações do Governo do Estado para fortalecer o Programa do Artesanato da Paraíba, um dos mais importantes na geração de renda. “Este é um momento muito importante para o artesanato paraibano, que vem para coroar várias ações do Governo do Estado para fortalecer o segmento, a exemplo da criação do Centro de Referência do Artesanato de Monteiro, em parceria com a prefeitura do município”, disse.

Por vídeo, o governador João Azevêdo parabenizou as artesãs pela participação nas oficinas ministradas por Ronaldo Fraga: “Passando aqui, primeiramente para parabenizar a todos que participaram, que realizaram, que tornaram possível esse curso com Ronaldo Fraga, com Flávio Tavares, com toda a equipe do Artesanato. Dizer para vocês, rendeiras do Cariri, que é uma missão extraordinária essa que vocês realizam. Eu não tenho dúvida nenhuma de que essa prática, essa cultura, será preservada por conta do esforço de cada uma de vocês pela manutenção dessa arte tão fantástica”.

O estilista Ronaldo Fraga foi enfático ao descrever o curso que ele ministrou para as rendeiras caririzeiras. “É um projeto de aculturação do design, trazer o olhar do design de moda para o olhar das rendeiras, para que elas se autorizem e ousem caminhar por caminhos ainda não trilhados”, afirmou.

“É uma coleção que vai ser apresentada no Salão de Artesanato, uma coleção inspirada no artista paraibano Flávio Tavares, que como poucos conseguiu trazer a alma da cultura paraibana, e que terá suas telas bordadas por uma arte que fala muito desse lugar, que é a renda renascença”, prosseguiu Ronaldo Fraga.

A 31ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba será realizada de dezembro a janeiro, na praia de Cabo Branco, em João Pessoa.

A prefeita de Monteiro, Anna Lorena Farias, agradeceu a parceria com o Governo do Estado. “Finalizamos essas oficinas com um sentimento de euforia e, ao mesmo tempo, de agradecimento. É um bom momento para o artesanato paraibano, com destaque para essa parceria com o Governo do Estado para a criação do Centro de Referência do Artesanato de Monteiro, algo importante para toda a região do Cariri”, ressaltou.

Participaram ainda da solenidade de encerramento das oficinas ministradas por Ronaldo Fraga o coordenador do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), Aristeu Chaves; a curadora do Programa do Artesanato da Paraíba, Janete Rodriguez; a gerente regional do Sebrae de Monteiro, Madalena Arruda; e a coordenadora de Capacitação do PAP, Yara Alencar.

Novos horizontes – Com o curso de capacitação concluído, as 35 rendeiras que participaram das oficinas abriram novos horizontes para a renda renascença e serão agentes multiplicadoras de tudo o que aprenderam nos cinco dias de qualificação.

A artesã Márcia Maria Franca, de 42 anos, teve contato com a renda renascença pela primeira vez aos 9 anos de idade. A rendeira de São João do Tigre agradeceu a oportunidade por ter participado do curso. “Abri mão de muita coisa para não perder um dia sequer. Valeu muito a pena. Aprendi novas técnicas, sem contar com o clima de humanização que Ronaldo Fraga criou. Ele é muito humilde”, comentou.

Opinião compartilhada também pela artesã Maria Amélia Teixeira, de 61 anos. “Além de ter aprendido muito, fiz novas amizades e ganhei condições de melhorar o meu trabalho com a renda renascença. Experiência incrível”, disse.

O belo-horizontino Ronaldo Fraga é considerado um dos maiores estilistas do País, com renome internacional. Além da marca própria, Fraga desenvolve projetos de aculturação do design e geração de renda.

Continue Lendo

Paraíba

Respiradores enviados por Bolsonaro são os únicos equipamentos novos em operação na Paraíba

Publicado

em

 

Sem João Azevedo (Cidadania) conseguir, até a presente data, comprar sequer um único respirador para o combate ao novo coronavírus, os 70 aparelhos enviados pelo Governo Federal são os únicos novos em funcionamento na Paraíba. A informação foi confirmada pelo próprio João Azevedo em entrevista à TV Cabo Branco na última sexta-feira (29).

 

Confira o áudio:

 

Diante da informação, o deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL), aliado do presidente Jair Bolsonaro, chamou a atenção dos paraibanos para o preocupante cenário. “Toda a Paraíba tem que ter ciência do que realmente está acontecendo em nosso Estado”, alertou. “Depois de quase três meses de quarentena e isolamento social, o governador admitiu que não conseguiu  comprar nenhum respirador para nosso Estado, não se fosse os respiradores do Governo Federal, a Paraíba ficaria sem nenhum respirador”, disse.

Segundo Cabo Gilberto Silva, a incompetência do governador da Paraíba na luta contra o coronavírus, prova que João Azevedo não está preocupado com a saúde pública. “Essa é uma dura realidade que todos os paraibanos tem que ter conhecimento do que de fato está acontecendo”.

Confira o áudio:

 

 

Continue Lendo

Paraíba

Avante intensifica diálogo com prefeitáveis para definir apoio do partido nas eleições 2020

Publicado

em

Visando o alinhamento político nas eleições em João Pessoa, o partido Avante, um dos que mais crescem na Paraíba, intensificou o diálogo com prefeitáveis rumo ao pleito eleitoral deste ano.

A intenção do Avante é participar ativamente do processo eleitoral, discutindo alternativas para o município com as demais siglas, independentemente de posicionamentos ideológicos. Sobre este tema, em específico, o deputado estadual Felipe Leitão (Avante), que obteve quase 13 mil votos na Capital, afirmou que o partido irá exaurir o diálogo com os pré-candidatos a prefeito de João Pessoa.

O parlamentar afirma que é hora de entendimento e as portas estão abertas para dialogar com representações de toda sociedade ou qualquer outra legenda partidária. O deputado faz questão de estar presente nestes encontros e diz que a palavra de ordem é o diálogo.

A tônica das conversas, segundo Felipe Leitão, é a discussão de projetos que contemplem as principais necessidades dos pessoenses. Ele ainda revelou que o partido liberou os vereadores para decidirem quem irão apoiar.

“Abrimos diálogo, primeiro internamente com o presidente municipal do Avante João Pessoa, Márcio Alencar, onde ficou definido que os vereadores ficam liberados para decidir seus apoios e o partido não terá interferência nessa decisão. Na sequência, decidimos ampliar as conversas com os demais partidos e pré-candidatos a prefeito. Acredito que o Avante será o fiel da balança nesse pleito eleitoral. Ninguém vence eleição sozinho. É preciso costurar um projeto, com espaços, mas dentro de uma realidade viável. Você não pode chamar parceiros somente para vencer a eleição. É preciso ter pessoas ajudando no início e durante a caminhada”, disse Felipe Leitão apontando que não é momento de muita exposição por causa da Covid-19.

Felipe Leitão foi três vezes vereador de João Pessoa e se elegeu deputado estadual em 2018 com uma votação expressiva na Capital de todos os paraibanos.

O Avante vem registrando crescimento em todas as eleições que participa e conta atualmente com a segunda maior bancada de deputados na Assembleia Legislativa e com a maior bancada de vereadores na CMJP, com seis vereadores: Chico do Sindicato, Dinho, Raissa Lacerda, Professor Gabriel, Tanilson Soares e Renato Martins.

Continue Lendo

Paraíba

Hervázio e Léo Bezerra sugerem parcerias público privadas para realização de exames da Covid-19

Publicado

em

Na última sexta-feira (29), o deputado Hervázio Bezerra sugeriu ao governador João Azevedo, o exame da possibilidade de, sob os preceitos legais, parcerias com municípios do nosso Estado, bem como com toda a rede privada de laboratórios de análises tendo como objetivo a formalização de acordo, parceria, convênio etc, onde os poderes públicos (estadual e municipal), possam propiciar à sociedade paraibana a ação e contribuição governamental, visando reduzir custos, ampliar oferta e garantir contrapartida estatal visando diagnosticar a covid 19. Essa mesma sugestão foi feita ao prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, através do vereador Léo Bezerra.

Segundo o deputado Hervázio e o vereador Léo Bezerra, após pesquisa de preços que efetuaram em alguns laboratórios privados de nossa capital, esses exames variam de, 280 a 300 reais. Havendo uma ação do governo nessa direção com certeza teremos um aumento significativo da quantidade de exames e que poderá óbvio baratear esse valor, bem como a contribuição estatal anteriormente referida.

Segundo Hervázio, a formalização dessas ações, fortalecerá a disposição da sociedade, àqueles que têm condição financeira razoável para bancar parte do custo de seu exame, e com isto, propiciando aos que não dispõe da menor possibilidade financeira de custear seus exames.

Por fim, o deputado ainda sugere, a implementação de ampla campanha publicitária estimulando a adesão da sociedade à essa ação, enfatizando a importante e imprescindível contribuição social dos que se sensibilizarem e aderirem esta campanha em defesa da vida.

Léo Bezerra ainda destacou sobre a importância do número de exames para planejamento, ação e controle dessa terrível doença. Neste exato momento milhares de Brasileiros estão sendo infectados, principalmente por cidadãos e cidadãs assintomáticos, que de forma inadvertida e inconsciente contribuem para o crescimento e fortalecimento do vírus, e com isto, ampliando de forma gigantesca nossas tristes estatísticas de infectados e mortos. Só através de exames em massa, adotaremos posturas e condutas de isolamento mais eficiente e cuidadoso de infectados (principalmente assintomáticos) bem como o fortalecimento do uso de EPIS.

Continue Lendo