Nos acompanhe

Paraíba

João Azevêdo visita Hospital da FAP e assegura parceria com instituição

Publicado

em

O governador João Azevêdo visitou, nesta quinta-feira (19), o Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), em Campina Grande. Na ocasião, o gestor anunciou que o Governo do Estado fará um levantamento das principais demandas da unidade de saúde com o objetivo de celebrar um convênio para assegurar a qualidade do atendimento das cerca de 65 mil pessoas que são atendidas anualmente pela instituição.

“Nós estamos verificando as condições para o Estado ajudar as instituições que atuam no atendimento às pessoas com câncer, pois sabemos das dificuldades que esses hospitais estão passando e, dentro do limite do Estado, vamos atender as expectativas. Nós já queremos fazer esse anúncio na próxima semana para assinar esse convênio o mais breve possível e beneficiar muitas pessoas”, frisou.

Na oportunidade, ele também anunciou a ampliação dos serviços do Hospital do Bem, em Patos. “Nossa intenção é distribuir e aliviar essa sobrecarga nos hospitais da FAP e Napoleão Laureano”, argumentou.

O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, falou que iniciará um levantamento das principais demandas da unidade de saúde. “Nós vamos nos reunir com a direção da FAP para nos inteirar de toda a situação financeira do hospital para levar o diagnóstico ao governador e, assim, estipular o valor do convênio com a FAP”, explicou.

O presidente da FAP, Derlópidas Neves, destacou a importância da ajuda do poder público para a manutenção dos serviços oferecidos pelo hospital. “A presença do governador é muito importante para conhecer os avanços da nossa instituição. A nossa perspectiva é da manutenção de um relacionamento proveitoso para que a gente possa assegurar recursos com o objetivo de prestar uma boa assistência aos nossos pacientes vindos de 148 municípios do Estado”, declarou.

O senador Veneziano Vital do Rego evidenciou a relevância da união entre o poder público e a sociedade civil para ajudar instituições que prestam serviços essenciais no Estado. “As palavras do governador foram muito elucidativas e, na próxima semana, deverá divulgar o valor que destinará à FAP, mas o aporte financeiro é fato consumado. Eu tenho um carinho enorme pela instituição pelo bem que ela faz à saúde dos campinenses e de milhares de pessoas de outros municípios que têm acesso a uma qualidade profissional e de equipamentos, e todos os esforços, seja do poder público ou da sociedade civil, é importante para garantir o bom funcionamento da unidade de saúde”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, parabenizou a sensibilidade da gestão estadual e explicou as ações empreendidas pelo Poder Legislativo para colaborar com os hospitais Napoleão Laureano e FAP. “Estou muito feliz por acompanhar essa visita. O governador João Azevêdo já assegurou ações do Governo para diminuir o déficit financeiro da FAP e garantir qualidade no atendimento aos pacientes. Nós fizemos uma ação muito forte na Assembleia com a destinação de 0,5% da folha de cada funcionário para o Hospital Napoleão Laureano e para a FAP, o que representa R$ 60 mil; esse valor será mensal, o que renderá cerca de R$ 700 mil à FAP por ano”, comentou.

Os deputados estaduais Ricardo Barbosa, Inácio Falcão, Doda de Tião e Chió e auxiliares do Governo da Paraíba também acompanharam a visita.

Continue Lendo

Paraíba

Isolamento mais rígido: Site tira dúvidas e disponibiliza modelo de declaração de locomoção

Publicado

em

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) criou uma página na internet esclarecendo as dúvidas mais frequentes sobre o isolamento social mais rígido, que começou a valer nesta segunda-feira (1º) na Capital e em outras sete cidades que integram a Região Metropolitana. A página também disponibiliza um modelo de declaração de locomoção, que deve ser apresentado nas barreiras de fiscalização para comprovar que a pessoa está se deslocando por motivo absolutamente necessário. Para acessar a página, o cidadão deve clicar neste link: http://jpcontracovid19.joaopessoa.pb.gov.br/tire-suas-duvidas-sobre-o-isolamento-restrito/.

O objetivo é esclarecer as principais dúvidas dos paraibanos com relação ao novo decreto estadual 40.289∕20 e evitar as notícias falsas (fake news) com relação às novas medidas de isolamento social para impedir a propagação da Covid-19. No final da página na internet existe um link com o nome: ‘baixe aqui sua declaração de locomoção’, onde o cidadão pode baixar e preencher com o motivo pelo qual ele precisa se locomover.

Dentre as perguntas mais frequentes estão: Empregadas domésticas estão incluídas entre os serviços essenciais? Advogados podem circular? Líderes religiosos estão liberados? Servidores públicos e membros dos demais poderes ou órgãos públicos estão liberados? É permitido fazer exercícios nas ruas? Pode sair para passear o cachorro? Transporte de carga está permitido? Profissionais liberais que não estão enquadrados em atividades essenciais podem circular para o trabalho?.

Barreiras – O funcionamento das barreiras foi iniciado na manhã desta segunda (1º), em um esforço coletivo de órgãos municipais e estaduais para reduzir o fluxo na cidade com o objetivo de reduzir a disseminação da Covid-19. Estas funcionam das 7h às 10h e das 16h às 19h em dez pontos fixos e dois volantes. Nestes locais, os agentes fazem uma triagem, liberando a passagem apenas de quem está autorizado pelo decreto, sendo avaliados também quesitos como a regularidade do veículo e o uso de máscaras.

Continue Lendo

Paraíba

Governo detalha implementação de isolamento social mais rígido durante coletiva virtual

Publicado

em

O Governo do Estado realizou, nesta segunda-feira (1°), em João Pessoa, uma entrevista coletiva para detalhar a implementação do decreto 40.289, que instituiu o isolamento social mais rígido na Capital paraibana e nos munícipios de Cabedelo, Santa Rita, Bayeux, Conde, Caaporã, Alhandra e Pitimbu. As medidas conjuntas, que começam a valer hoje, prosseguem até o dia 14.

Participaram da coletiva, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros; o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Jean Nunes Francisco; o procuradora-geral do Estado, Fábio Andrade; o comandante-geral da Polícia Militar, Euller Chaves; o secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa, Zennedy Bezerra; e o procurador-geral do Município de João Pessoa, Adelmar Régis.

Na ocasião, o secretário de Estado da Saúde,  Geraldo Medeiros, destacou a importância do decreto como a única forma de se evitar o colapso da rede. “É uma oportunidade em que o Governo do Estado esclarece ao povo paraibano a justificativa deste isolamento mais rígido. Estamos na vigência de relatos de número de casos novos e de mortes no Estado em decorrência do Covid-19. Esse número substancial  de casos novos e também de mortes, é que o Governo do Estado resolveu adotar essa intensificação de restrição social”, disse.

“Nós temos, neste momento, 91% dos UTIs adultos ocupados na Grande João Pessoa. Em Campina Grande, essa ocupação chegou a 95% semana passada. Com a ampliação de leitos, caiu para 63%”, alertou Geraldo Medeiros.

Por sua vez, o procuradora-geral do Estado, Fábio Andrade, ressaltou que o “esforço adicional” no cumprimento do decreto 40.289 pela população será fundamental para o plano de retomada gradual das atividades econômicas a partir do dia 15, medida contida no decreto 40.288. “Esse é um plano que vem sendo trabalhado no Governo do Estado há vários dias por um grupo de trabalho, produzindo normas diariamente com base em experiências internacionais e nacionais para a promoção gradual da atividade econômica”, afirmou, destacando que a abertura só será possível com a colaboração da população no cumprimento do isolamento social.

“Por essa razão, é que esse decreto novo – o 40.289 -, que foi uma parceria muito importante construída pelo governador do Estado com os prefeitos desses municípios, conclama a população a fazer um esforço adicional, ficando em casa, e só saindo para as atividades realmente essenciais”, prosseguiu Fábio Andrade.

Já o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Jean Nunes, explicou como serão as ações para o cumprimento do decreto 40.289. “A premissa é a conscientização. As Forças de Segurança têm um papel fundamental, que é de fazer valer a lei, a norma, o decreto. Precisamos orientar, conscientizar a população”, comentou.

O comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba,  coronel Euller Chaves, afirmou que umas das medidas adotadas para a fiscalização das barreiras será o fator surpresa. “Vamos acompanhar as orientações do decreto, mas é preciso que os cidadãos tenham espírito de colaboração, que será muito mais forte do que qualquer decreto ou lei, e a força pública não precisará agir nem prender quem quer que seja”, completou.

De forma didática, o secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa, Zennedy Bezerra, explicou o que a população pode fazer na vigência do decreto 40.289. “Se eu não for de atividade essencial, eu posso comprar o pão, ir ao médico, ir a um hospital. Nesse momento o esforço é salvar vidas para que, como disse o secretário Geraldo Medeiros, não tenhamos situações vividas em outros estados”, comentou.

Continue Lendo

Paraíba

STTP aponta redução de até 82% de veículos no Centro de Campina Grande no “feriadao”

Publicado

em

Levantamento feito pela Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP), desde o último sábado (30), quando teve início o “feriadão” criado pelo decreto do prefeito Romero Rodrigues, indica bons resultados em relação aos almejados índices de isolamento social na cidade.
De acordo com a relatório entregue ao superintendente Félix Neto, no tocante ao trânsito de veículos em Campina Grande, a redução na área central foi da ordem de 82%. Nas outras áreas da cidade a queda no fluxo ultrapassou os 60%.
O parâmetro usado pela estatal toma por base o acompanhamento online das informações prestadas pelo sistema de radares eletrônicos e de câmeras na cidade.
De acordo com o superintendente, para se ter ideia, na última sexta-feira, 29, houve um crescimento acelerado no número de veículos circulando na cidade, chegando a 97 mil no horário se pico. No sábado, primeiro dia do feriadão, a média caiu pra 34 mil e, ontem, pouco mais de 20 mil circularam nas ruas de Campina Grande.

Continue Lendo