Nos acompanhe

Paraíba

Vistorias no Aluízio Campos serão concluídas nesta sexta-feira

Publicado

em

Os futuros moradores do Conjunto Aluízio Campos estarão cumprindo até esta sexta-feira (20) o cronograma de vistorias aos seus imóveis, numa ação coordenada pela Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento.

Além das equipes da Seplan, o próprio prefeito Romero Rodrigues tem acompanhado as vistorias e prestando, pessoalmente, esclarecimentos sobre toda a vasta infraestrutura do complexo, integrada por dezenas de equipamentos comunitários e obras de mobilidade urbana.

Na sua avaliação, o trabalho realizado ao longo desta semana tem sido marcado por momentos de muita emoção, pois todos os contemplados com as unidades residenciais mostram-se felizes com a concretização do sonho da casa própria, como também reconhecem o nível de excelência das moradias que lhes serão oficialmente entregues no próximo dia 11 de outubro.

“De fato, vivemos momentos de grande emoção, contemplando a felicidade de tantos campinenses que almejavam há muitos anos a concretização do seu maior sonho: a conquista da casa própria. Além disso, desfrutarão de qualidade de vida, pois os mais diversos equipamentos comunitários, obras de infraestrutura e vias de acesso modernas estarão à disposição destas pessoas”, afirmou.

A obra do Aluízio Campos teve início em 2015. O Complexo possui 4,1 mil imóveis, entre casas e apartamentos, além de creches, postos de saúde e praças públicas. No total foram investidos cerca de R$ 330 milhões no Complexo, sendo a maior parte dos recursos do Governo  Federal, mas com contrapartida do governo municipal.

As unidades, dentro do faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida, tiveram os seus serviços executados pela Construtora Rocha Cavalcante, sendo gerados centenas de oportunidades de trabalho para o povo campinense.

O empreendimento, um dos maiores do Brasil, vai abrigar uma população superior a de muitos municípios brasileiros e teve todas as suas unidades construídas com alvenaria estrutural com blocos de concreto. A Prefeitura de Campina Grande entrou com o terreno para a construção de casas, além de se responsabilizar pela construção de equipamentos sociais e comunitários.

De acordo com o projeto da obra, os habitantes do Aluízio Campos contarão com dez praças, três creches, três escolas, duas Unidades Básicas de Saúde, quadras, Centros de Referência de Assistência Social (CRAs) e demais equipamentos comunitários e sociais. Para o prefeito, o complexo será um importante marco para o desenvolvimento da cidade, mesmo porque, além das casas e apartamentos, a área vai abrigar no futuro dezenas de empresas.

“Numa área privilegiada, nas proximidades do aeroporto João Suassuna, do Terminal Rodoviário, das BRs 230 e 104, além da rede de distribuição de gás natural, o Complexo Aluízio Campos contará com todos os equipamentos comunitários, como escolas, postos médicos, praças e academias”, reforçou o prefeito, ao comentar a importância da estrutura que vai garantir qualidade de vida aos moradores.

Ele também lembrou a construção, por parte do governo municipal, do acesso asfáltico para o Complexo Aluízio Campos, no bairro do Ligeiro. Na prática, o investimento viabiliza uma duplicação da BR-104 em boa parte do trecho que liga os municípios de Campina Grande e Queimadas.

A obra de acesso, segundo Romero Rodrigues, é mais um benefício importante e de valorização imobiliária para todo o Conjunto Aluízio Campos e para as áreas destinadas aos setores industrial, comercial e empresarial que integrarão o complexo. Dentro do conjunto residencial, também, foi feita a obra de pavimentação em asfalto de 66 ruas e avenidas. A Prefeitura de Campina Grande também concretizou a instalação de iluminação pública a base de led em todas as vias internas do conjunto.

Continue Lendo

Paraíba

Romero recebe Luciano Hang, dono da Havan, em Campina Grande

Publicado

em

O prefeito Romero Rodrigues recebeu na manhã desta quinta-feira, 06, o empresário catarinense Luciano Hang, presidente do Grupo Havan. Hang desembarcou em Campina Grande com um objetivo: definir uma área para instalação de um moderno empreendimento na cidade, nas próximas semanas.

Para Romero Rodrigues, a vinda do empresário vitorioso a Campina Grande, neste momento em que a cidade retoma seu fôlego econômico com a superação paulatina da crise sanitária causada pela pandemia do novo Coronavírus é mais que bem vinda, por representar investimentos e empregos para o município. Segundo o prefeito, “além de empreendedor diferenciado, Luciano Hang é um ser humano cativante e espirituoso”.

Durante a visita, na companhia do prefeito, Luciano Hang visitou a Vila do Artesão, no bairro de São José. Na ocasião, Romero o presenteou com um souvenir. O empresário manifestou sua grande admiração pela cultura nordestina e se disse otimista em investir na cidade do Maior São João do Mundo.

No encontro de hoje, Luciano Hang e Romero Rodrigues mantiveram contato telefônico com o presidente Jair Bolsonaro. Após cumprimentar efusivamente Romero, Bolsonaro confirmou ter agendada nova vinda à Paraíba nos próximos dias.

Continue Lendo

Paraíba

CCJ aprova projeto de Tovar que cria o Programa Estadual de Apoio ao Setor Produtivo Agropecuário

Publicado

em

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou nesta quinta-feira (6) o projeto de Lei 1.951/2020, de autoria do deputado Tovar Correia Lima (PSDB), que cria o Programa Estadual de Apoio ao Setor Produtivo Agropecuário, com vistas ao enfrentamento da crise gerada pela pandemia da Covid-19 no setor. A proposta agora segue para votação no plenário por todos os deputados.

Tovar explicou que o Programa Estadual de Apoio ao Setor Produtivo Agropecuário abrange o apoio financeiro e tributário às atividades agropecuárias e agroindustriais para manutenção da estrutura de produção, beneficiamento, agroindustrialização e comercialização, com o objetivo de facilitar o escoamento da produção agropecuária e garantir a manutenção de renda aos produtores rurais do estado.

São ações e instrumentos do Programa a disponibilização de linhas de crédito com taxas de juros mais acessíveis para os produtores afetados pela crise, especialmente dos setores de floricultura, hortifrutigranjeiros, pecuária leiteira e laticínios; e a concessão de subsídio financeiro aos produtores e empresários do setor agropecuário do estado, com vistas ao enfrentamento dos prejuízos sofridos pelas ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Também consta no projeto a destinação do excedente da produção agropecuária, que tiver sua comercialização prejudicada pelas ações de enfrentamento da Covid-19, para programas sociais de alimentação para pessoas em vulnerabilidade social e para a merenda escolar; além da priorização da contratação de operações de crédito, a suspensão dos vencimentos de dívidas e as operações de comercialização, pré-comercialização e estocagem por aplicativos, de forma remota e simplificada.

Terão prioridade de atendimento mediante todas as ações e medidas previstas, os agricultores familiares, as pequenas e médias propriedades agropecuárias e as microempresas e empresas de pequeno porte do setor agropecuário.

De acordo com o projeto, o Estado, no âmbito de sua política tributária, concederá tratamento especial aos produtores e empresários rurais, por meio de isenções, redução de alíquotas, diferimentos e fixação de prazos excepcionais de recolhimento de tributos, especialmente de produtos cuja comercialização e/ou produção foram prejudicadas pela pandemia do novo coronavírus.

“Essa matéria prevê que o Estado adote uma política de redução de alíquotas e de outros benefícios fiscais destinados a diminuir o custo do transporte de produtos e insumos agrícolas que sofreram impactos em decorrência da pandemia”, destacou Tovar.

Continue Lendo

Paraíba

PMJP beneficia 535 famílias com entrega de kits nutricionais e de higiene em comunidades da Capital

Publicado

em

A ação de distribuição de cestas nutricionais e kits de higiene pessoal, realizada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), beneficia, nesta quinta-feira (6), 535 famílias em situação de vulnerabilidade social, na Capital. Pela manhã, as entregas acontecem no conjunto Novo Timbó e Residencial Vitória, que fica no João Paulo II, e durante o período da tarde, na comunidade Monte Cassino, em Jaguaribe, e Filipéia, no bairro Tambiá.

Esta é a segunda etapa da ação, que faz parte do programa João Pessoa Sustentável, e até a primeira quinzena deste mês vai beneficiar mais de 15 mil famílias de 43 territórios da Capital, atingidas pela pandemia do novo coronavírus. Para cada distribuição, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) disponibiliza aproximadamente 280 profissionais de 13 secretarias, e ainda o apoio logístico do Exército Brasileiro, Marinha e Polícia Militar.

“Foi feito um trabalho entre as secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedes), Habitação Social (Semhab) e Defesa Civil, que mapeou esses territórios, entre bairros, comunidades e residenciais entregues pela Prefeitura de João Pessoa. Esse mapeamento foi encaminhado para o BID, que definiu os critérios. É um trabalho, inclusive, que vem servindo como plano piloto para o nosso programa João Pessoa Sustentável”, explicou Rivaldo Lopes, que coordena o Programa João Pessoa Sustentável.

Estrutura – Compõem a frente de ações as secretarias municipais: Sedes, Sedurb, Semob, Semhab, Seinfra, Sedec, Saúde, Secom, Sead, Guarda Municipal, Defesa Civil, Orçamento Participativo e IPM.

Continue Lendo