Nos acompanhe

Paraíba

Jeová participa em Campina Grande de mais um ciclo de seminários do PB Rural Sustentável

Publicado

em

Foi com o objetivo de conhecer as formas de acesso ao crédito rural que representantes de Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável; Organizações de Produtores Rurais (associações e cooperativas); e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STR) foram convidados pelo Governo do Estado para participar, nesta quinta-feira (19), do 10º Seminário do Ciclo de Divulgação e Informações do Programa PB Rural Sustentável. O evento que aconteceu no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), em Campina Grande, contou com a presença do deputado estadual, Jeová Campos (PSB), presidente da Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Na ocasião, foram apresentadas as linhas crédito do Programa PB Rural Sustentável.

Segundo o parlamentar, os seminários têm promovido momentos importantes para o produtor que se preparar para um novo tempo da Agricultura Familiar na Paraíba “É sempre nesses encontros que discutimos ações mediante os problemas enfrentados pelos agricultores e já apresentamos a solução, seja em beneficio para abastecimento de água, seja em crédito rural para produção” comentou Jeová, confessando que tem visto o trabalho com muito otimismo. “É um programa que trata de uma nova agricultura da Paraíba, baseada na agroecologia, sem agrotóxico, que valoriza os trabalhadores da roça e que produz um alimento de qualidade para o homem da cidade. Parabenizo o Governador, o coordenador do Cooperar, o secretário Luiz Couto, e todos que estão envolvidos nesse trabalho que mudará o cenário produtivo neste setor”, disse Jeová.

“Eu tenho dito sempre que não tenho dúvidas que esse programa está desenhando um novo olhar sob a agricultura sustentável e familiar na Paraíba. Em breve, teremos resultados muito bons. Esse programa é um dos focos desse governo. Serão mais de 300 milhões investidos na agricultura. Esse programa é a maior conquista dos trabalhadores da roça no governo de João Azevedo”, concluiu o deputado, acompanhado pelo coordenador geral do Projeto Cooperar, Omar Gama, em Campina Grande.

Durante o evento, estiveram presentes representantes e agricultores das cidades de Alagoa Grande, Alagoa Nova, Alcantil, Aroeiras, Boqueirão, Barra de São Miguel, Campina Grande, Cabaceiras, Fagundes, Gado Bravo, Lagoa Seca, Massaranduba, Matinhas, Natuba, Olivedos, Puxinanã, Queimadas, Riacho de Santo Antônio, Santa Cecília e Umbuzeiro. Esses municípios estão localizados nas regiões do Cariri, Brejo, Curimataú e Borborema.

Os seminários do PB Rural são realizados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds) e Projeto Cooperar. Segundo informações do Governo do Estado, o projeto pode contemplar 222 municípios paraibanos da zona rural ou que vivam em pequenos aglomerados urbanos com até 2,5 mil habitantes dando, primeiro, acesso a melhores condições de vida e dignidade aos agricultores familiares do Estado. A expectativa é investir R$ 320 milhões, sendo R$ 200 milhões do Banco Mundial e R$ 120 milhões com contrapartida do governo estadual, beneficiando mais de 165 mil pessoas.

Continue Lendo

Paraíba

Cobrança de empréstimos consignados a servidores é suspensa por 120 dias

Publicado

em

O governador Joao Azevêdo sancionou a Lei 11.699, de autoria dos deputados estaduais Wallber Virgolino e Wilson Filho, que suspende a cobrança dos empréstimos consignados, contraídos pelos servidores públicos estaduais, durante o período de 120 dias. O Ato foi publicado na edição desta quinta-feira (4) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Com isto, ficam suspensas as cobranças, por instituições bancárias, de todos os empréstimos consignados contraídos por essas categorias no período especificado pela lei. A iniciativa, segundo o autor, “busca trazer um mínimo de segurança financeira aos aposentados, pensionista, reformados e inativos paraibanos, uma vez que muitos idosos são obrigados a fazer empréstimos e depois têm de arcar com parcelas exorbitantes, que representam quase a metade de seus rendimentos, ainda mais agora em que estão vivenciando um momento de anormalidade por conta da calamidade pública imposta pela pandemia do Covid-19”.

Desta forma, conforme Wallber Virgolino, além dos cuidados de isolamento social, “fato este que vem trazendo enormes prejuízos financeiros, precisamos também zelar pela saúde financeira dos nossos idosos. Vale ressaltar que os idosos são a faixa da população que corre maior risco com a doença, por isso é preciso que recebam um cuidado especial nesse momento de crise, de forma que se preserve também a manutenção econômica de suas finanças”, acrescentou.

O deputado também justificou que a medida não vai gerar mais despesas para o Poder Executivo, além de permitir a injeção de dinheiro no mercado através dos rendimentos da população de terceira idade, mais atingida pelo novo Coronavirus, que poderá utilizar esses recursos para o incremento das necessidades básicas primordiais que aumentaram exponencialmente nos dias atuais.

“Desta feita, a suspensão da cobrança traz um grande alívio financeiro em face dos graves e nefastos impactos financeiros causados pela pandemia ocasionada pelo COVID-19”, finalizou o deputado.

Continue Lendo

Paraíba

João Pessoa tem queda no isolamento social por dois dias consecutivos

Publicado

em

A cidade de João Pessoa apresentou queda no índice de isolamento social por dois dias consecutivos. Na terça-feira (2), a taxa verificada foi de 44,4%. Já nesta quarta-feira (3), esse número caiu para 42,9%. A cidade se afasta dos 70% recomendados pela Organização Mundial de Saúde para um controle seguro da pandemia da Covid-19. O Bairro das Indústrias, por outro lado, deixou de aparecer na parte inferior do ranking, apresentando o terceiro maior isolamento, com 56,5%.

Os números têm sido aferidos pela Secretaria Municipal do Planejamento (Seplan) como forma de embasar ações de prevenção à doença na Capital. Nesta terça-feira (2), os piores números foram aferidos no Distrito Industrial (25,6%), Tambiá (34,8%) e Costa e Silva (35%). Os melhores resultados estão no Cabo Branco (56,8%), Penha (56,8%) e Bairro das Indústrias (56,5%).

Os índices nacional e estadual também apresentam quedas consecutivas e seguem inferiores ao da Capital. O estado da Paraíba apresentou isolamento de 43,5% e 42,6% nesta terça e quarta, respectivamente. Já em todo o Brasil foi verificado um índice de 40,5% na terça e de 39,5% nesta quarta.

Continue Lendo

Paraíba

Aprovado pedido de informação sobre quantitativo de leitos de UTI e de enfermaria nos hospitais

Publicado

em

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) solicitou ao secretário de Estado da Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, informações sobre o quantitativo de leitos de Terapia Intensiva e de enfermaria existentes nos hospitais estaduais da Paraíba, antes da pandemia causada pela Covid-19. A propositura (PI 495/2020) foi aprovada na sessão remota da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), na tarde desta quarta-feira (3).

Camila reforçou que os dados são importantes para saber o que vem sendo adicionado pela gestão estadual ao número de leitos que já existia no Estado. Ela lembrou que na semana passada, o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) cobrou publicamente ao Governo a entrega dos 520 leitos para o tratamento da Covid-19, sendo 143 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 377 leitos de enfermaria, que constam no Plano Estadual de Contingência Covid-19, mas ainda não estariam disponíveis para a população.

Para parlamentar, é necessário que o Poder Público apresente uma resposta precisa e eficaz sobre o quadro da saúde de nosso Estado. “Diante da pandemia do novo coronavírus o nosso objetivo maior é com a vida, com a proteção e o bem dos paraibanos. Essa informação nos possibilita compreender a real situação do trabalho que vem sendo exercido e mais do que isso, apresenta clareza ao povo paraibano sobre o assunto. Não se pode ter dúvidas. É preciso transparência”, destacou Camila.

A tucana ressaltou ainda que o pedido de informação é uma maneira de acompanhar e fiscalizar as ações do Poder Executivo. Ela defendeu que essa é uma prerrogativa do Legislativo, que deve acompanhar e propor ações que possam contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população. “É nosso dever acompanhar de perto o que diz respeito a essa pandemia e levar à população esclarecimentos sobre o trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado”, frisou.

Taxa de ocupação – Segundo o CRM-PB, dos 404 leitos de UTI prometidos pelo Governo do Estado, foram entregues 261, restando ainda 143 a serem instalados. Atualmente, a taxa de ocupação dessas unidades, conforme dados da Plataforma Gestão de Leitos da Secretaria Estadual de Saúde (SES), atualizados no dia de maio, é de 71%. Isso significa que dos 261 leitos disponíveis, 185 estão ocupados. No entanto, se já tivessem sido entregues os 404 leitos prometidos, a taxa de ocupação seria de 46%, restando mais da metade dos leitos ainda disponíveis.

Continue Lendo