Nos acompanhe

Paraíba

Assembleia Legislativa concede título de cidadania paraibana à deputada Pollyanna Dutra

Publicado

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) concedeu, nesta terça-feira (17), o Título de Cidadania Paraibana à deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB). A sessão solene, proposta pelo deputado Delegado Wallber Virgolino (Patriota), teve como objetivo reconhecer os relevantes trabalhos prestados pela parlamentar ao Estado.
Atualmente, Pollyanna é presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da ALPB. De acordo com o presidente da Casa de Epitácio Pessoa, Adriano Gladino (PSB), a história política da deputada representa uma trajetória de compromisso com a população paraibana.
“Pollyanna chega à Casa depois de ter sido prefeita de Pombal com uma força e energia contagiantes. Hoje, homenageamos essa grande deputada, essa mulher forte e determinada, que dá a sua contribuição na busca de uma Paraíba melhor e mais justa para todos. Ela é presidente da CCJ com muito equilíbrio e dinamismo. É uma mulher guerreira e que representa muito bem a mulher paraibana”, afirmou.
O deputado Wallber destacou a relação e o engajamento da parlamentar nos trabalhos desenvolvidos na Assembleia. “Eu conheço a deputada Pollyanna há mais de 20 anos. Estudamos juntos em Patos e eu também sou de Pombal, da terra dela. Na verdade estou apenas chancelando esse título que a Paraíba já concedeu quando a elegeu deputada estadual. Pollyanna é uma deputada que defende bem as suas bandeiras, as suas origens e que já se sente paraibana”, ressaltou.
Durante a sessão, a deputada ainda recebeu homenagens de familiares, a exemplo do seu esposo, Barão Dutra, prefeito do município de Brejo do Cruz; do seu filho, Pedro Werton; e de amigos de Pombal e de João Pessoa, como a senhora Roselene Freitas e o advogado Jhonson Abrantes, bem como de sua equipe de gabinete. “Pollyanna, você merece esse título por tudo o que fez pelo nosso estado e continua a fazer”, destacou seu filho, Pedro.
Para Barão Dutra, esposo da deputada, o recebimento do título é apenas o reconhecimento de uma trajetória de vida que vai muito além dos muros da Assembleia Legislativa da Paraíba. “Aqui vocês não viram 2% do que Pollyanna já fez pelo povo do nosso Sertão. Pollyanna é uma mulher que gosta de política e, por meio dela, gosta de fazer o bem, sem ver a quem. É uma pessoa humana, que não mede esforços para ajudar a quem precisa. Esse título é mais do que merecido e agradeço a todos por essa homenagem”, acrescentou.
A deputada homenageada se emocionou com os depoimentos e homenagens dos colegas parlamentares e agradeceu a honraria da Casa, que a tornou paraibana. “A Paraíba já era minha casa e eu sempre me considerei daqui. Na verdade, eu sou potiguar. O meu pai trabalhava na Polícia Federal na época e a gente passava um período em cada estado do Brasil. Mas, agora, sim, eu me sinto de fato e de direito paraibana, e me dedicarei com muito mais responsabilidade às causas da minha terra. Eu sou da Paraíba, aqui é o meu lugar”, concluiu Pollyanna.
Também participaram da sessão especial os deputados Bosco Carneiro, Cabo Gilberto Silva, Camila Toscano, Dra. Paula, Edmílson Soares, Eduardo Carneiro, Felipe Leitão, Júnior Araújo, Jutay Meneses, Lindolfo Pires, Nabor Wanderley, Taciano Diniz, Tião Gomes, Tovar Correia Lima e Wilson Filho; e o secretário de Articulação Política do Estado, João Gonçalves; o presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon), Celso Mangueira; a prefeita de Belém do Brejo do Cruz, Ana Maria; além de amigos e familiares da homenageada.
*Perfil*
Natural de Natal (RN), Yasnaia Pollyanna Werton Dutra se mudou ainda criança com a família para a cidade paraibana de Pombal, no Sertão do Estado. Em 2008, foi eleita prefeita do município e reeleita em 2012.
Casada com Francisco Dutra Sobrinho (Barão), prefeito de Brejo da Cruz, e mãe de três filhos, Pollyanna Dutra também exerceu o cargo de secretária executiva de Desenvolvimento e da Articulação Municipal na gestão do governador Ricardo Coutinho.
Em 2019, Pollyanna chega à Assembleia Legislativa da Paraíba para seu primeiro mandato, eleita com 28.868 votos pelo PSB. No Parlamento estadual, a deputada é presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) e membro da Comissão de Direitos da Mulher, além de ser presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Semiárido e vice-presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico.

Continue Lendo

Paraíba

Depois de desinstalar Comarcas, TJ aprova criação de 65 cargos de assessor para juízes

Publicado

em

O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba aprovou, nesta quarta-feira (13), o anteprojeto de lei que cria mais 65 cargos de provimento em comissão de Assessor de Gabinete para juízes na estrutura administrativa do Poder Judiciário do Estado. Os novos servidores irão trabalhar no 1º Grau e devem acelerar o andamento dos processos, segundo o TJ. A medida foi tomada quase um mês após a decisão de desinstalar 15 Comarcas e 4 Varas da Justiça estadual.

No mês de julho deste ano também foi aprovado pelo TJ um anteprojeto para extinção de 100 cargos comissionados de Assistente de Administração, criando ainda 40 cargos de Assessor de Gabinete para magistrados. O índice de produtividade dos magistrados paraibanos é considerado o pior do Brasil, destaca publicação do Jornal da Paraíba.

“No caso do Tribunal é premente a necessidade de estruturar os órgãos jurisdicionais, reorganizando a força de trabalho disponível – por meio, inclusive, da agregação de comarcas – e ofertando novos cargos para atividade de assessoramento do magistrado; aumentando, com isso, a produtividade e melhorando a prestação jurisdicional à população”, observou o presidente do TJ, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos.

Extinção de cargos de chefia

Após a desinstalação das Comarcas, duas portarias extinguiram as funções de confiança de 15 chefes de cartório e 14 chefes de centrais de mandados das unidades que foram desinstaladas na Paraíba. Foram extintas as funções de chefe de cartório das Comarcas de: Araçagi, Arara, Barra de Santa Rosa, Bonito de Santa Fé, Brejo do Cruz, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Malta, Paulista, Pilões, Santana dos Garrotes, São João do Cariri, Serraria, da 3ª Vara Mista de Monteiro e da 2ª Vara Mista de Princesa Isabel. Já no caso das funções de chefe de Centrais de Mandados, foram extintas em: Araçagi, Arara, Barra de Santa Rosa, Brejo do Cruz, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Malta, Paulista, Pilões, Prata, Santana dos Garrotes, São João do Cariri, São Mamede e Serraria.

Continue Lendo

Paraíba

Universidades federais da Paraíba ocupam o topo do ranking de depositantes de patentes no Brasil

Publicado

em

Seis entre os dez maiores depositantes de patentes no Brasil em 2018 foram universidades federais. Duas do mesmo estado ocupam o topo do ranking, as federais da Paraíba (94 patentes) e Campina Grande (82). A única empresa que aparece na lista é a Petrobras, na quarta posição, com 54 pedidos.

Empurrão Para aumentar a participação do setor privado, o instituto formaliza parceria com a Embrapii nesta quinta (14) para incentivar o o patenteamento de invenções de startups.

Painel

Continue Lendo

Paraíba

Paraíba vence em 4 categorias no Concurso de Desenho e Redação da CGU

Publicado

em

A Paraíba é destaque na premiação do 11º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU). Escolas, estudantes e professores paraibanos estão entre os melhores do país, com trabalhos premiados em quatro categorias. O resultado foi publicado no Diário Oficial da União, no último dia 6. Esses trabalhos também já estão entre os selecionados na edição estadual do concurso, promovida pela CGU, Ministério Público da Paraíba (MPPB) e Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB).

Nesta edição do concurso, a Paraíba teve o maior número de escolas e estudantes participantes de todo o país, fruto de intensa mobilização das secretarias de Educação do Estado e municípios e demais parceiros públicos e privados. Foram cerca de mil escolas inscritas e 194 mil estudantes mobilizados, número que representou 23,73% do total de estudantes mobilizados nacionalmente. Segundo Rodrigo Paiva, Auditor da CGU, o mais importante foi a oportunidade criada pelo Concurso para a discussão nas salas de aula sobre o tema: “mobilizamos milhares de estudantes no estado que, por meio do Concurso, puderam refletir sobre ética e cidadania”, disse ele.

De acordo com o edital, serão premiados os três melhores trabalhos em cada categoria, sem distinção de posição. Os vencedores nas categorias com trabalhos do tipo “Desenho” e “Redação” do Ensino Fundamental e Médio, incluindo EJA, serão premiados com tablets e certificados de premiação e reconhecimento emitido pela CGU, Os professores orientadores dos estudantes autores dos três melhores trabalhos selecionados por categoria receberão um tablet e um certificado de premiação e reconhecimento emitido pela CGU. Na Categoria “Escola Cidadã”, serão premiados os três melhores trabalhos do tipo “Plano de Mobilização” sem distinção de posição, com notebooks e um certificado de premiação e reconhecimento emitido pela CGU, informa publicação do MPPB.

Etapa Estadual

O tema do concurso é “Faça o que é certo ainda que ninguém veja”. Passada essa etapa nacional, haverá a seleção estadual, que terá correção local e premiação específica. Todos os inscritos estão participando automaticamente. São alunos matriculados do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, concorrendo através de desenhos, e estudantes do 6º ano do fundamental ao 3º do médio e de Educação de Jovens e Adultos (EJA) concorrendo com redações.

Na etapa estadual, serão premiados 13 vencedores (um de cada ano), elencados em categorias. Se houver vencedor paraibano na etapa nacional, ele estará, automaticamente, entre os 13 premiados da etapa estadual, um de cada série. Os estudantes do ensino fundamental que obtiverem os melhores resultados receberão tablets. Já os alunos do ensino médio e do EJA serão premiados com um curso de português do Centro Zarinha, parceiro do evento.

Nessa terça-feira (12/11), o coordenador do Focco-PB, o promotor de Justiça Leonardo Quintans, reuniu-se com representantes do MPPB, Reynaldo Serpa; da CGU, Rodrigo Paiva e Fernando Albuquerque, e do Centro de Cultura Zarinha, professor Francisco Fernandes para definir detalhes da etapa estadual. Ficou acordada que a divulgação do resultado será feita no próximo mês de dezembro e a cerimônia de premiação ocorrerá no dia 3 de fevereiro, no Auditório do Ministério Público da Paraíba.

Os premiados da Paraíba:

  • Categoria 3º ano do ensino fundamental – DESENHO: Aluno: José Rennan Santos Alves – Professor: Manuel Gonçalves Carlos Neto, Escola: EMEIF Joaquim Pereira Lima, Município: São José de Piranhas;
  • Categoria 4º ano do ensino fundamental – DESENHO: Aluno: Nicolas Klebson de Farias Silva, Professor: Maria José C. Martins da Silva, Escola: EEEF Inácio Claudino, Município: São Vicente do Seridó;
  • Categoria EJA – Redação, Aluno: Welington Lucas Mendes Lira, Professor: Thamires da Silva Melo, Escola: ECI Francisco de Assis Gonzaga, Município: Prata;
  • Categoria Escola Cidadã – Plano de Mobilização, Escola: ECI Dr. Silva Mariz, Município: Marizópolis.

Continue Lendo