Nos acompanhe

Paraíba

Governo Federal informa que não há recursos para fazer o canal Caiçara-Engenheiro Ávidos

Publicado

em

Os deputados que integram a Frente Parlamentar Interestadual em Defesa da Conclusão das Obras dos Eixos Leste e Norte da Transposição do Rio São Francisco, voltaram de Brasília preocupados, pincipalmente os que integram as bancadas da Paraíba e do Rio Grande do Norte. Isto porque constataram que o Governo Federal não dispões de recursos para fazer o canal Caiçara-Engenheiro Ávidos, ligando a barragem de Caiçara, em Cajazeiras ao açude de Engenheiro Ávidos. Isto significa que sem essa obra, as águas da Transposição não chegarão ao sertão paraibano, nem em localidades do Rio Grande do Norte.

Essa triste afirmação que não existe previsão financeira foi colocada por técnicos do Ministério do Desenvolvimento Regional e referendada pelo secretário nacional de Infraestrutura e Segurança Hídrica, Marcelo Borges, durante audiência com parlamentares, nesta quinta-feira (12). “Sem esse canal como é que a água vai chegar no Rio Grande do Norte se não for pelo Rio Piranhas?”, indaga o deputado estadual, Jeová Campos, um dos presentes à audiência.

O deputado questionou ainda como que o Rio Piranhas irá se alimentar se não da barragem de Caiçara, via Engenheiro Ávidos, que é a porta de perenização do Rio Piranhas. “O Marcelo foi categórico em afirmar que não há recursos para fazer essa obra. Eu penso que a gente precisa colocar isso em debate, porque sem ela não chegará a tão esperada água da Transposição”, destaca Jeová.

Sobre a suspensão do bombeamento das águas por causa de problemas em Cacimba Nova, o deputado Jeová disse que também viu muita sinceridade do interlocutor do governo. “Ele disse que houve uma avaria na parede de Cacimba Nova que foi consertada, mas, que quando foi feito o rebombeamento para Monteiro, o problema voltou a acontecer e por uma questão de prudência, os engenheiros decidiram suspender o bombeamento até que o problema seja resolvido definitivamente”, destacou Jeová.

Além do deputado paraibano Jeová Campos, integraram a comitiva da Frente os deputados Antônio Fernando (PSC-PE), Guilherme Landin (PDT-CE) e Francisco do PT (PT-RN). Jeová que voltou nesta sexta-feira de Brasília avalia que apesar da triste notícia, o balanço da viagem foi muito positivo. “Agora a gente sabe que tem que buscar outros meios para viabilizar essa obra, uma vez que o Governo Federal disse que não há disponibilidade de recursos para tal e que o que foi feito em Monteiro foi um procedimento técnico necessário para evitar maiores problemas”, finaliza o deputado que durante sua estada em Brasília ainda participou de reuniões na Agência Nacional de Águas (ANA) e de uma atividade na Câmara, sobre Ciência e Tecnologia, que debateu a convocação do ministro Paulo Guedes para explicar os cortes nas bolsas dos pesquisadores do CNPQ.

Continue Lendo

Paraíba

Verdades: Adriano Galdino diz que é prática comum de Ricardo Coutinho humilhar as pessoas

Publicado

em

A semana foi marcada pela saída do governador João Azevedo do PSB paraibano e, consequentemente, a oficialização do rompimento com o ex-governador Ricardo Coutinho, o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), revelou verdades. “O que Ricardo queria, nem João, nem ninguém aceita”, disse o presidente da Assembleia. “Ricardo queria mandar e ser governador, mesmo sendo ex”, disse o deputado.

Ainda durante entrevista, Galdino revelou que além da ânsia pelo poder, é prática comum de Ricardo Coutinho também humilhar as pessoas. “Ninguém concorda com aquela maneira de “tratorar”, vir por cima, de humilhar companheiros”, afirmou o presidente da Assembleia. “Isso é coisa do passado, que ninguém mais concorda”, completou.

Futuro

Ao ser questionado sobre o futuro partidário, Adriano Galdino velou desconforto em se manter no PSB, mas lembra que não pode deixar a legenda, sob pena de perder o mandato por meio da lei de infidelidade partidária. “Espero que o PSB possa me liberar, ou até me expulsar do partido, para que eu possa caminhar em outra legenda”, refletiu.

Continue Lendo

Paraíba

“Se você não for preso, vou ter o prazer de disputar a eleição com você”, diz Nilvan para Ricardo

Publicado

em

O radialista Nilvan Ferreira respondeu através das redes sociais a declaração do ex-governador Ricardo Coutinho, que em entrevista à imprensa no Sertão paraibano tentou diminuir o comunicador ao afirmar que adoraria disputar com ele as eleições do próximo ano pela Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Nilvan disse que Ricardo Coutinho atualmente sofre de solidão, lembrou o histórico de traições por parte do socialista, lembrou o maior escândalo de corrupção e desvio de recursos públicos dos cofres paraibanos, revelado pela Operação Clavário e disparou: “Não sou investigado pelo Gaeco”. “Se o Gaeco lhe deixar ser candidato, se você não for preso, não for encrencado na Operação Calvário, vou ter o prazer muito grande de disputar a eleição com você”.

Confira o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Um pequeno comentário sobre os ataques de ontem feitos pelo ex-governador.

Uma publicação compartilhada por Nilvan Ferreira (@nilvanferreira) em

Continue Lendo

Paraíba

“Eu não tenho a caneta, quem tem é o governador”, diz Cida Ramos sobre aliados no Governo do Estado

Publicado

em

Ao contrário de alguns aliados do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) que começaram a desembarcar do Governo do Estado após a oficialização do rompimento com o governador João Azevedo (sem partido), a “ricardista” deputada Cida Ramos, não parece que irá ceder facilmente.

Procurada pela imprensa e questionada se colocaria à disposição de João Azevedo os cargos ocupados por seus aliados no Governo do Estado, Cida Ramos disparou. “Eu não tenho a caneta, quem tem é o governador”, disse. “Os cargos são do governo”, completou.

Continue Lendo