Nos acompanhe

Negócios

Paraíba produz 12 milhões de litros por ano de cachaça de alambique e lidera o ranking nacional

Publicado

em

Produzida a partir da destilação do caldo da cana-de-açúcar, a cachaça também conhecida como pinga, branquinha, caninha ou aguardente é um produto que leva o nome da Paraíba para o exterior. O Estado hoje é o maior fabricante da bebida de alambique do País, possui 80 engenhos que juntos fazem 12 milhões de litros por ano. Além disso, três cachaças paraibanas figuram no ranking das melhores do País. O produto é tão importante para o Estado, que a Lei 9150/2010 considera a bebida Patrimônio Cultural da Paraíba.

Nesta sexta-feira (13), Dia da Cachaça, o deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) ressalta a importância que este produto possui para o desenvolvimento e economia da Paraíba e defendeu mais incentivos para ampliar a exportação, que hoje é de cerca de 1% do produzido.

“Quando o assunto é cachaça, a Paraíba se destaca pelo número de engenhos e pela qualidade. Além disso, o produto garante o movimento da economia no estado, possibilita desenvolvimento e gera emprego e renda para famílias paraibanas”, destacou Eduardo, lembrando que a Paraíba foi destaque no Ranking Cúpula da Cachaça, que elegeu as melhores cachaças brancas do Brasil em 2018.

Dados – De acordo com informações da Associação Paraibana dos Engenhos de Cachaça de Alambique (Aspeca), o Estado hoje é o maior fabricante de cachaça de alambique do país, possui 80 engenhos que juntos fazem 12 milhões de litros por ano. No Brasil, existem cerca de 40 mil produtores de cachaça artesanal.

Dados da Aspeca apontam, ainda, que a Paraíba possui 30 engenhos que produzem e engarrafam cachaça e outros 50 apenas produzem a bebida, vendendo a outras marcas.  O Estado fica em segundo lugar no número de produtores, ou seja, o número de engenhos que produzem e engarrafam cachaças, perdendo apenas para o estado de Minas Gerais.

Consumo de Cachaça – Já em relação aos consumidores da cachaça, o Anuário da Cachaça 2019, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, aponta que muitos fatores têm contribuído para o aumento de consumidores de cachaça no país. Entre eles, as feiras, exposições, confrarias e tanto outros eventos que evidenciam e valorizam a bebida. Outro fator é o interesse partido do público feminino em desvendar os sabores da cachaça, produto antes apreciado apenas pelo sexo masculino.

Continue Lendo

Negócios

Nadja Passamani vai à Fortaleza para viagem de negócios

Publicado

em

O Yoube Work é pioneiro no direito de uso compartilhado no mundo e permite a compra de um espaço vitalício no coworking. Em breve, a rede, que já conta com unidades em João Pessoa e Campina Grande, inaugura em Fortaleza um novo espaço. Para movimentar ainda mais as vendas, Nadja Passamani, consultora imobiliária especialista na rede Yoube Work, está na cidade para ativar novos clientes e treinar a equipe de corretores de imóveis.

De acordo com ela, a proposta foi bem aceita pelo público cearense e é uma expansão das outras unidades. “É um novo braço da rede no Ceará. Um ponto alto da rede é permitir que os clientes possam usufruir os serviços em outras cidades. Quem adquirir um espaço em João Pessoa, por exemplo, pode utilizar o local em Fortaleza”, conta Nadja.

Segundo a consultora, por estar localizado em um prédio imponente e em uma das principais avenidas da cidade, o empreendimento está conquistando os empreendedores que priorizam o networking e querem estar inseridos em um universo de negócios. “Nós acreditamos que as vendas estão acontecendo com naturalidade por ser o primeiro coworking do mundo em que o cliente pode comprar o direito de uso pelo resto da sua vida. Além disso, um ponto que se destaca é o projeto arquitetônico com a proposta business e arrojada”, comenta.

O Yoube Work Fortaleza fica localizado no Merit Offices & Mall, que fica na Av. Santos Dumont, 6740, no Bairro do Cocó. Para mais informações sobre o empreendimento, basta entrar em contato com a Nadja Passamani de CRECI9693F – pelo (83) 9-9921-0011 ou pelo Instagram @youbework .

Continue Lendo

Negócios

Empresas excluídas do Simples Nacional têm até dia 29 para retornar ao regime tributário

Publicado

em

Restam 10 dias para que as empresas com sede em João Pessoa que foram excluídas do Simples Nacional regularizem suas pendências ou débitos para retornar ao regime tributário. O último dia útil de janeiro, o próximo dia 29, é o prazo final para que os empresários façam a opção pelo regime tributário diferenciado e simplificado. A Secretaria Executiva da Receita alerta que com o atendimento por agendamento, através do Portal do Contribuinte (https://www.joaopessoa.pb.gov.br/pc/agendarAtendimento.xhtml), é importa nte que os interessados não deixem para o último dia.

“Quem quer ingressar no Simples Nacional ou pretende retornar ao Sistema após ter sido excluído no ano passado por pendência fiscal (débito) ou cadastral, precisa se antecipar e não deixar para o último dia, pois precisa ter tempo necessário para solucionar os problemas. O dia 29 é o prazo final para optar pelo Simples Nacional, mas para fazer esta opção, o empresário não pode ter nenhuma pendência com os Entes Federados, o que precisará ser regularizado antes desse prazo”, explicou o secretário Executivo da Receita, Sebastião Feitosa.

Para saber se a empresa está no regime tributário simplificado ou se foi excluída por algum motivo, o empresário pode fazer a consulta acessando o portal do Simples Nacional (http://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/) na aba ‘Consulta Optantes’. Além de regularizar suas pendências junto à Prefeitura, o empresário deve estar regular também com o Estado e a Receita Federal.

Caso haja alguma pendência fiscal, o empresário pode realizar o pagamento à vista com 100% de desconto dos juros. A dívida também pode ser parcelada em até 180 meses, dependendo do valor. Nestes casos, para que o débito seja regularizado, a primeira parcela deverá ser paga até o dia 29 deste mês.

Continue Lendo

Negócios

Unimed João Pessoa promove curso de formação de cuidadores a partir desta quarta-feira

Publicado

em

A Unimed João Pessoa vai iniciar nesta quarta-feira (20) um curso de formação cuidadores. O objetivo é capacitar pessoas interessadas em atuar nessa área ou que tenham um familiar precisando de assistência. A aula inaugural será às 19h, no Centro de Estudos da Cooperativa, que fica no sétimo andar do Hospital Alberto Urquiza Wanderley.
Organizado pelo Núcleo de Desenvolvimento Humano (NDH) e pelo Serviço de Educação Continuada em Enfermagem (Secen) da Unimed João Pessoa, em parceria com o Sescoop-PB, o curso será ministrado por colaboradores da Cooperativa que fazem parte da plataforma de docentes da Fundação Unimed. Serão 160 horas de aulas, com encontros presenciais e on-line. A carga horária será dividida em aulas semanais práticas e teóricas.
Propósito – Para o assessor de Inovação e Qualidade do NDH, João Modesto, ao realizar um curso como esse, a Unimed JP está seguindo seu propósito: promover a vida, cuidando da saúde das pessoas. “A Cooperativa procura, com isso, qualificar pessoas, tendo como foco o desenvolvimento pessoal e profissional de cada uma, para que possam atender com qualidade a demanda sempre crescente, principalmente para o cuidado de idosos”, disse.
Além de servir para o aperfeiçoamento profissional das pessoas que já desempenham a função, o curso também vai ajudar aqueles que têm interesse em se dedicar aos mais velhos ou possuem alguém precisando de cuidados.
Apoio às famílias – O médico Marcelo Gentil, coordenador do Unimed Dia a Dia – serviço que presta assistência extra-hospitalar não emergencial aos beneficiários -, lembrou que esse é mais um apoio que Unimed João Pessoa dá às famílias que precisam contratar esses profissionais de forma particular e nem sempre têm o retorno esperado. Ele enfatizou que, com esse tipo de capacitação, a Cooperativa está pensando na saúde em longo prazo, dando oportunidade de ter estrutura profissional também na casa do cliente e não apenas em hospitais.
“Temos que ter cuidadores profissionais, que alinhados com uma equipe assistencial – como a do Dia a Dia – vão proporcionar o conforto que essas pessoas precisam em suas casas, com o cuidado, amor e auxílio também de seus familiares”, disse. Os cuidadores não podem ser apenas bons profissionais domésticos. É preciso que tenham formação adequada”, disse.
Segunda turma – Os cursos de formação de cuidadores serão permanentes. De acordo com João Modesto, ainda no primeiro bimestre deste ano serão iniciadas as inscrições para a segunda turma. Para saber mais, as pessoas devem ligar para o Núcleo de Desenvolvimento Humano (NDH) pelo telefone 2106-0543.
Sobre a Unimed JP – Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.
Outras informações:
Instagram: @unimedjoaopessoa
LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa
Facebook: /unimedjoaopessoa
Twitter: @unimed_jp

Continue Lendo