Nos acompanhe

Paraíba

Centro de Convenções de João Pessoa é finalista do Prêmio Caio 2019

Publicado

em

O Centro de Convenções de João Pessoa foi escolhido como finalista do Prêmio Caio 2019 que busca reconhecer o trabalho de empresas e profissionais da Indústria Brasileira de Eventos e Turismo. O Centro de Convenções de João Pessoa concorre ao posto de melhor Centro de Convenções de grande porte do Nordeste. A informação foi repassada pelo governador João Azevêdo durante o programa Fala Governador, nesta segunda-feira (9), transmitido em cadeia estadual pela rádio Tabajara e pelas redes sociais do Governo.

A solenidade de premiação será no dia 10 de dezembro no Centro de Convenções do Expo Center Norte, em São Paulo. O empreendimento paraibano já está entre os três melhores do Nordeste e disputa o Prêmio Caio 2019 com o Centro de Convenções de Natal-RN e com o Centro de Convenções do Ceará.

Durante o Fala Governador, João Azevêdo frisou que o Centro de Convenções tem exercido um papel fundamental para o turismo no Estado. “É um local que sedia inúmeros eventos, como congressos, feiras e shows que, aliás, se tornaram mais comuns em João Pessoa, exatamente por conta do Teatro Pedra do Reino, localizado dentro deste ambiente. Então o fato do Centro de Convenções ter sido escolhido como finalista do Prêmio Caio 2019 é muito importante. É um reconhecimento nacional ao trabalho que foi feito. A premiação será em São Paulo onde todos os segmentos de Centros de Convenções participarão”, explicou.

João Azevêdo ainda comentou que o Centro de Convenções está situado em uma área estratégica que, em breve, vai abrigar grandes resorts. “Este Centro serve como equipamento principal do projeto Polo Cabo Branco, o qual lançamos o edital recentemente para construção de cinco resorts. As negociações continuam avançando e eu tenho certeza que, em breve, anunciaremos o que está acontecendo e o que vai acontecer naquela área capaz de abrigar hotéis, equipamentos de lazer e turismo”, falou.

O governador também aproveitou a oportunidade para parabenizar o gestor do Centro de Convenções, Ferdinando Lucena, e toda a equipe que colabora para o bom andamento das atividades deste Centro, reconhecendo que é o trabalho de um conjunto de pessoas que faz a excelência deste empreendimento paraibano.

O Prêmio Caio – Criado há 20 anos, tem como missão promover, difundir e aprimorar a utilização da promoção comercial, o live marketing, o turismo de negócios e os eventos, elegendo as melhores empresas, profissionais e empreendimentos destes setores no país. É um produto da Revista Eventosrealizado pela Eventos Expo Editora.

Desde sua criação, o Prêmio Caio é gerido por um Conselho Diretor, que em 2019 é composto pela ABEOC Brasil – Associação das Empresas de Eventos; ABIH Nacional – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis; Abraccef – Associação Brasileira dos Centros de Convenções e Feiras; AcademiaBrasileira de Eventos e Turismo; Ampro – Associação de Marketing Promocional; e UneDestinos – União Nacional das Entidades de Destinos e Expo Editora.

Continue Lendo

Paraíba

Depois de desinstalar Comarcas, TJ aprova criação de 65 cargos de assessor para juízes

Publicado

em

O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba aprovou, nesta quarta-feira (13), o anteprojeto de lei que cria mais 65 cargos de provimento em comissão de Assessor de Gabinete para juízes na estrutura administrativa do Poder Judiciário do Estado. Os novos servidores irão trabalhar no 1º Grau e devem acelerar o andamento dos processos, segundo o TJ. A medida foi tomada quase um mês após a decisão de desinstalar 15 Comarcas e 4 Varas da Justiça estadual.

No mês de julho deste ano também foi aprovado pelo TJ um anteprojeto para extinção de 100 cargos comissionados de Assistente de Administração, criando ainda 40 cargos de Assessor de Gabinete para magistrados. O índice de produtividade dos magistrados paraibanos é considerado o pior do Brasil, destaca publicação do Jornal da Paraíba.

“No caso do Tribunal é premente a necessidade de estruturar os órgãos jurisdicionais, reorganizando a força de trabalho disponível – por meio, inclusive, da agregação de comarcas – e ofertando novos cargos para atividade de assessoramento do magistrado; aumentando, com isso, a produtividade e melhorando a prestação jurisdicional à população”, observou o presidente do TJ, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos.

Extinção de cargos de chefia

Após a desinstalação das Comarcas, duas portarias extinguiram as funções de confiança de 15 chefes de cartório e 14 chefes de centrais de mandados das unidades que foram desinstaladas na Paraíba. Foram extintas as funções de chefe de cartório das Comarcas de: Araçagi, Arara, Barra de Santa Rosa, Bonito de Santa Fé, Brejo do Cruz, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Malta, Paulista, Pilões, Santana dos Garrotes, São João do Cariri, Serraria, da 3ª Vara Mista de Monteiro e da 2ª Vara Mista de Princesa Isabel. Já no caso das funções de chefe de Centrais de Mandados, foram extintas em: Araçagi, Arara, Barra de Santa Rosa, Brejo do Cruz, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Malta, Paulista, Pilões, Prata, Santana dos Garrotes, São João do Cariri, São Mamede e Serraria.

Continue Lendo

Paraíba

Universidades federais da Paraíba ocupam o topo do ranking de depositantes de patentes no Brasil

Publicado

em

Seis entre os dez maiores depositantes de patentes no Brasil em 2018 foram universidades federais. Duas do mesmo estado ocupam o topo do ranking, as federais da Paraíba (94 patentes) e Campina Grande (82). A única empresa que aparece na lista é a Petrobras, na quarta posição, com 54 pedidos.

Empurrão Para aumentar a participação do setor privado, o instituto formaliza parceria com a Embrapii nesta quinta (14) para incentivar o o patenteamento de invenções de startups.

Painel

Continue Lendo

Paraíba

Paraíba vence em 4 categorias no Concurso de Desenho e Redação da CGU

Publicado

em

A Paraíba é destaque na premiação do 11º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU). Escolas, estudantes e professores paraibanos estão entre os melhores do país, com trabalhos premiados em quatro categorias. O resultado foi publicado no Diário Oficial da União, no último dia 6. Esses trabalhos também já estão entre os selecionados na edição estadual do concurso, promovida pela CGU, Ministério Público da Paraíba (MPPB) e Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB).

Nesta edição do concurso, a Paraíba teve o maior número de escolas e estudantes participantes de todo o país, fruto de intensa mobilização das secretarias de Educação do Estado e municípios e demais parceiros públicos e privados. Foram cerca de mil escolas inscritas e 194 mil estudantes mobilizados, número que representou 23,73% do total de estudantes mobilizados nacionalmente. Segundo Rodrigo Paiva, Auditor da CGU, o mais importante foi a oportunidade criada pelo Concurso para a discussão nas salas de aula sobre o tema: “mobilizamos milhares de estudantes no estado que, por meio do Concurso, puderam refletir sobre ética e cidadania”, disse ele.

De acordo com o edital, serão premiados os três melhores trabalhos em cada categoria, sem distinção de posição. Os vencedores nas categorias com trabalhos do tipo “Desenho” e “Redação” do Ensino Fundamental e Médio, incluindo EJA, serão premiados com tablets e certificados de premiação e reconhecimento emitido pela CGU, Os professores orientadores dos estudantes autores dos três melhores trabalhos selecionados por categoria receberão um tablet e um certificado de premiação e reconhecimento emitido pela CGU. Na Categoria “Escola Cidadã”, serão premiados os três melhores trabalhos do tipo “Plano de Mobilização” sem distinção de posição, com notebooks e um certificado de premiação e reconhecimento emitido pela CGU, informa publicação do MPPB.

Etapa Estadual

O tema do concurso é “Faça o que é certo ainda que ninguém veja”. Passada essa etapa nacional, haverá a seleção estadual, que terá correção local e premiação específica. Todos os inscritos estão participando automaticamente. São alunos matriculados do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, concorrendo através de desenhos, e estudantes do 6º ano do fundamental ao 3º do médio e de Educação de Jovens e Adultos (EJA) concorrendo com redações.

Na etapa estadual, serão premiados 13 vencedores (um de cada ano), elencados em categorias. Se houver vencedor paraibano na etapa nacional, ele estará, automaticamente, entre os 13 premiados da etapa estadual, um de cada série. Os estudantes do ensino fundamental que obtiverem os melhores resultados receberão tablets. Já os alunos do ensino médio e do EJA serão premiados com um curso de português do Centro Zarinha, parceiro do evento.

Nessa terça-feira (12/11), o coordenador do Focco-PB, o promotor de Justiça Leonardo Quintans, reuniu-se com representantes do MPPB, Reynaldo Serpa; da CGU, Rodrigo Paiva e Fernando Albuquerque, e do Centro de Cultura Zarinha, professor Francisco Fernandes para definir detalhes da etapa estadual. Ficou acordada que a divulgação do resultado será feita no próximo mês de dezembro e a cerimônia de premiação ocorrerá no dia 3 de fevereiro, no Auditório do Ministério Público da Paraíba.

Os premiados da Paraíba:

  • Categoria 3º ano do ensino fundamental – DESENHO: Aluno: José Rennan Santos Alves – Professor: Manuel Gonçalves Carlos Neto, Escola: EMEIF Joaquim Pereira Lima, Município: São José de Piranhas;
  • Categoria 4º ano do ensino fundamental – DESENHO: Aluno: Nicolas Klebson de Farias Silva, Professor: Maria José C. Martins da Silva, Escola: EEEF Inácio Claudino, Município: São Vicente do Seridó;
  • Categoria EJA – Redação, Aluno: Welington Lucas Mendes Lira, Professor: Thamires da Silva Melo, Escola: ECI Francisco de Assis Gonzaga, Município: Prata;
  • Categoria Escola Cidadã – Plano de Mobilização, Escola: ECI Dr. Silva Mariz, Município: Marizópolis.

Continue Lendo