Nos acompanhe

Paraíba

TV Câmara JP é pioneira em disponibilizar ferramenta de legenda automatizada ‘Closed Caption’

Publicado

em

Possibilitar a inclusão e acessibilidade de pessoas com deficiência auditiva. Esse foi o principal ganho da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) e da população pessoense com parceria firmada, na manhã desta segunda-feira (12), com a empresa Xtream Solutions, composta por funcionários de Tecnologia da Informação da Rede Paraíba de Comunicação. Com o acordo de cooperação técnica, a TV Câmara é a primeira casa legislativa mirim a utilizar o recurso automatizado de legendas, chamado Closed Caption (em inglês, legenda oculta), para cumprir a lei de acessibilidade.

A ferramenta disponibilizada pela empresa Xtream Solutions permite que pessoas com deficiência auditiva acompanhem diálogos e falas dos programas da TV Câmara, em tempo real, por meio de legendas no vídeo de televisores com esta função. Tecnicamente, essas legendas são ‘escondidas’ e só aparecem quando acionadas no televisor.

Assinaram o acordo o presidente da Rede Paraíba de Comunicação, Eduardo Carlos e o presidente da CMJP, vereador João Corujinha (DC). Também estiveram presentes na reunião: os cofundadores da empresa e integrantes da equipe de Tecnologia de Informação da Rede, Josemar Cruz e Washington Lima; as vereadoras Raíssa Lacerda (PSD) e Helena Holanda (PP); os vereadores Bosquinho (PSC), Lucas de Brito (PV), Marcos Henriques (PT) e Chico do Sindicato (Avante); o secretário de comunicação da Casa, Lael Arruda; a representante da Associação das Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL) e servidora da CMJP, Rafaela Cristofoli; e o diretor de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB), José Teixeira de Carvalho Neto.

Para o presidente da CMJP, a utilização da ferramenta é mais um avanço da TV Câmara em benefício da população pessoense. “Estamos muito felizes em assinar esse termo para a utilização dessa tecnologia, pois as opções disponíveis no mercado têm um custo elevado, o que tem sido a grande dificuldade de implantação pelas Câmaras de todo Brasil. Com o acordo, somos a primeira câmara municipal a ter esse programa que possibilita o recurso closed caption. É muito importante sabermos que as pessoas com deficiência auditiva também vão poder acompanhar os trabalhos da Câmara, que está sempre preocupada em levar a informação do legislativo para a população da nossa cidade”, declarou João Corujinha.

O presidente da Rede Paraíba de Comunicação agradeceu o empenho de todos os envolvidos para dotar a TV Câmara com essa ferramenta de acessibilidade. “Espero estar contribuindo para o desenvolvimento da comunicação com eficiência”, afirmou Eduardo Carlos, durante a reunião de assinatura do acordo de cooperação técnica.

Josemar Cruz ressaltou a honra da empresa em cooperar para o exercício da cidadania das pessoas com deficiência auditiva. “Estamos honrados em entregar à casa parlamentar uma ferramenta de acessibilidade a uma parte da população pouco assistida. E nós, silenciosamente, estamos entregando essa solução. Agora é possível acompanhar integralmente um conteúdo que faz parte da vida do cidadão, das necessidades básicas da população a uma parcela que precisa conhecer seus direitos”, enfatizou.

A representante da Associação das Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL) e servidora da CMJP, Rafaela Cristofoli, destacou que, com esse recurso, a TV Câmara está cumprindo uma norma, a fim de contribuir com a responsabilidade social do órgão e em defesa dos direitos de inclusão e acessibilidade. “A utilização de recurso de acessibilidade para pessoas com deficiência auditiva é uma exigência legal que conseguimos cumprir agora com essa parceria. Estamos muito felizes e gratos por mais essa conquista. Vamos trabalhar para levar essa solução também para outras TVs públicas no Brasil”, afirmou a servidora.

Continue Lendo

Paraíba

Crise no PSB: “Um problema que a gente só sabe como começa, não como termina”, diz líder do governo

Publicado

em

O deputado estadual Ricardo Barbosa (PSL) comentou em entrevista à imprensa a crise que assola o PSB paraibano. Segundo o líder do governo João Azevedo na Assembleia Legislativa, “esse é um problema que a gente só sabe como começa, não sabe como termina”.

Ricardo Barbosa chegou a admitir estremecimento entre o governador João Azevedo e o ex-governador Ricardo Coutinho, mas não vê nenhum indicativo concreto na formalização do rompimento. “Há uma crise, não há como se negar”, afirmou.

Confira o áudio:

Continue Lendo

Brasil

Vídeo: Alexandre Frota diz que Julian Lemos e outros “soldados” foram abandonados por Bolsonaro

Publicado

em

O deputado federal Alexandre Frota, recentemente expulso do PSL, disse em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, na última segunda-feira (19) que Jair Bolsonaro mudou após sentar na cadeira de presidente. “Ele falava que soldado ferido no exército dele não fica pra trás”, disse. “Ele deixou vários, Gustavo Bebiano, Julian Lemos que foi um sodado leal, deixou Magno Malta”, afirmou.

Nota publicada na Coluna Painel, da Folha de São Paulo, informa que recém-filiado ao PSDB, o deputado Alexandre Frota, trabalha para levar ao tucanato os ex-colegas de PSL, Júnior Bozzella (PSL-SP) e Julian Lemos (PSL-PB). Segundo a publicação, os convites devem ser formalizados nos próximos dias.

Em contato com o RádioBlog, o deputado federal Julian Lemos disse que não faz planos de deixar o PSL. “A chance de isso acontecer comigo hoje é zero”, sentenciou o parlamentar.

Continue Lendo

Paraíba

Reforma Tributária: Marcos Vinícius quer trazer debate nacional para João Pessoa

Publicado

em

Atento a discussão envolvendo o projeto de Reforma Tributária que deverá mexer diretamente na arrecadação de municípios de todo País, o vereador Marcos Vinícius (PSDB), revelou na manhã de ontem (20) que encaminhou ofício à presidência e a relatoria da Comissão Especial da PEC 45/19 para que o tema seja debatido na capital paraibana com a presença dos congressistas.
Para Marcos é importante que prefeitos, vereadores, deputados e toda classe empresarial possam debater as mudanças que estão sendo propostas em Brasília já que existe um receio que cidades como João Pessoa percam 10% de tudo que arrecadam, através da distribuição per capita, onde o governo federal arrecada tudo e redistribui. “Ninguém nega a necessidade das reformas, mas temos que garantir que os municípios não sofram perdas na arrecadação”, alertou.
A previsão inicial era que apenas grandes cidades participassem da discussão, mas para Marcos, João Pessoa que é uma cidade com economia voltada para o setor de serviços, onde o turismo é a bola mestra, não pode ficar de fora desta discussão. “Acredito que existirá sensibilidade por parte dos parlamentares para que o debate seja trazido para João Pessoa”, previu.

Continue Lendo