Nos acompanhe

Greve Geral: Policial agride estudante em manifestação na cidade de Campina Grande

Um policial foi flagrado nesta sexta-feira (14) ao agredir um estudante que participava das manifestações da greve geral na cidade Campina Grande. Inicialmente, o RádioBlog noticiou que o registro teria sido feito nas proximidades da Universidade Federal. Em tempo, fomos informados que o flagrante ocorreu, na verdade, nas proximidades de uma empresa de Call Center instalada Continuar Lendo

Publicado

em

Um policial foi flagrado nesta sexta-feira (14) ao agredir um estudante que participava das manifestações da greve geral na cidade Campina Grande. Inicialmente, o RádioBlog noticiou que o registro teria sido feito nas proximidades da Universidade Federal. Em tempo, fomos informados que o flagrante ocorreu, na verdade, nas proximidades de uma empresa de Call Center instalada na cidade.

Em nota, o comando da Polícia Militar comentou o ocorrido.
Nota
“O comando do 2º Batalhão informa que o fato ocorrido em um Call Center, no começo da manhã de hoje, no bairro do Cruzeiro, em Campina Grande, está sendo analisado.
As equipes estiverem no local para atender a um chamado dos próprios trabalhadores da unidade, antes das seis horas da manhã, que estariam sendo impedidos de entrarem no ambiente de trabalho. Chegando lá, foi encontrado o grupo de manifestantes com as faixas bloqueando o acesso e um deles, que estava mais exaltado, entrou em discussão com um dos policiais.
O policial que aparece nas imagens em discussão com o manifestante foi chamado para apresentar detalhes do fato, as imagens serão analisadas, bem como outras que chegarem, e o caso será objeto de uma apuração mais detalhada por parte da corporação”.

Continue Lendo

Paraíba

Em dez anos, a compra direta de leite para produtores paraibanos apresentou uma queda de 80%

Publicado

em

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) encaminhou ofício aos integrantes da bancada federal paraibana para que intercedam, junto ao Ministério da Cidadania, para adotar ações urgentes para a manutenção e ampliação do Programa Leite da Paraíba, além da liberação de R$ 9 milhões para pagamento dos pecuaristas que forneceram leite. Em dez anos, a compra direta de leite para produtores através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) apresentou uma queda de 80%.

A mesma solicitação foi entregue pelo parlamentar ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), quando esteve em Campina Grande para a inauguração do Complexo Habitacional Aluízio Campos. Para o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o oficio, solicitando ações para ampliar a compra direta e liberação de recursos, foi assinado em parceria com o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino.

O pedido de apoio aos deputados e senadores paraibano foi deliberado durante sessão especial, de autoria do deputado Tovar, realizada este mês na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Na ocasião, foi discutida a situação dos produtores rurais que fornecem leite para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

“O Programa do Leite mostrou de forma exitosa que os frágeis produtores do semiárido têm a capacidade de se organizar em uma cadeia produtiva, que embora pequena, representa a maior fonte de ingresso econômico da pecuária leiteira da Paraíba. Em 2009, os produtores chegaram a comercializar 120 mil litros diariamente, hoje não chega a 20 mil litros, uma queda de aproximadamente 80%”, relatou o deputado tucano.

De acordo com Tovar, para que o programa volte gerar emprego e renda, como no passado, é necessário um aporte de recursos para fazer frente à aplicação da lei federal 13.789/2019, que amplia para 35 litros por dia a quantidade de leite ofertado por produtor.

No ofício, o parlamentar lembra que se faz necessário, também, a liberação de recursos na ordem de aproximadamente R$ 9 milhões, em caráter de urgência, já empenhados no Ministério da Cidadania, para pagamento dos fornecedores do Programa Leite da Paraíba, referente aos meses de outubro, novembro e dezembro/2019. “Tal liberação, neste exercício financeiro evitará o arrolamento em restos a pagar no orçamento de 2020, perdendo tempo e descapitalizando os produtores”, afirmou.

Continue Lendo

Paraíba

Confira o vídeo: Daniella Ribeiro faz homenagem de pesar a Lena Guimarães, no Senado Federal

Publicado

em

A senadora Daniella Ribeiro apresentou, na terça-feira(19), no plenário do Senado Federal, um requerimento de homenagem de pesar pelo falecimento da jornalista Lena Guimarães. Em nome da senadora, o Senado encaminhará a homenagem à família da jornalista.

No requerimento, a senadora afirmou que Lena foi uma “sertaneja destemida e determinada” que fez história no jornalismo da Paraíba, reconhecida pela sua postura ética, pela disciplina e pioneirismo. Também lembrou que Lena atuou “de forma brilhante” em diversas empresas de comunicação local e nacional.

A elaboração do requerimento foi a primeira providência da senadora Daniella Ribeiro, assim que chegou ao Senado, depois de se despedir da amiga no velório em João Pessoa. “Toda uma geração de jornalistas se inspirou e aprendeu com ela. Ela dignificou o jornalismo. Dignificou a Paraíba”, disse a senadora no requerimento.

Confira o vídeo:

Continue Lendo

Paraíba

Operação Recidiva: Polícia Federal realiza operação nesta quarta-feira na Paraíba

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (20), nova fase da operação Recidiva. De acordo com as primeiras informações, policiais e homens da Controladoria Geral da União estão cumprindo mandados em vários municípios.

As medidas acontecem nas cidades de João Pessoa, Santa Rita, Campina Grande, Patos, Ibiara, Triunfo, Catingueira e Santo André, na Paraíba, além de Parnamirim, no Rio Grande do Norte. As ordens foram expedidas pela 14ª Vara Federal, em Patos-PB

Um dos alvos é a sede da construtora Roma Construção e Manutenção, no bairro da Torre, e a residência do seu proprietário, no bairro do Bessa. A empresa atua em obras públicas da Paraíba.

Segundo informações há pedidos de afastamento de detentores de cargos eletivos.

A investigação que resultou na deflagração da quarta fase da Operação Recidiva foi iniciada a partir de análise do conteúdo apreendido na segunda fase da Operação, que demonstrou que um dos empresários envolvidos (engenheiro) mantinha contato com diversos servidores e empreiteiros paraibanos, com intuito de fraudar licitações em cidades onde tinha acesso facilitado. Ainda segundo informações, as licitações fraudadas ultrapassariam o valor de R$ 5,5 milhões de reais.

Os crimes envolvidos são: dispensa ilegal de licitação, fraude licitatória, associação criminosa, peculato, corrupção passiva e ativa, além de lavagem de dinheiro, cujas penas somadas ultrapassam 20 anos de reclusão.

Mais informações em instantes.

Continue Lendo