Nos acompanhe

Operação Calvário: Globo divulga trechos comprometedores dos áudios vazados com Gilberto e Waldson

O procurador-geral do Ministério Público da Paraíba, Francisco Seráphico, informou que vai investigar sob a ótica criminal áudios divulgados nesta sexta-feira (8) contendo uma suposta negociação de licitação para a Secretaria de Saúde da Paraíba. “Os fatos serão analisados dentro da investigação da Operação Calvário, para se aferir a pertinência ou não com o seu Continuar Lendo

Publicado

em

O procurador-geral do Ministério Público da Paraíba, Francisco Seráphico, informou que vai investigar sob a ótica criminal áudios divulgados nesta sexta-feira (8) contendo uma suposta negociação de licitação para a Secretaria de Saúde da Paraíba.

“Os fatos serão analisados dentro da investigação da Operação Calvário, para se aferir a pertinência ou não com o seu objeto”, afirmou o procurador.

Em um dos áudios, seria possível ouvir o ex-secretário de Saúde, Waldson Souza, o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, e um empresário não identificado. Eles estariam combinando como seria o procedimento para que a empresa em questão seja a ganhadora de uma licitação na área de saúde.

Degravação

Empresário – E aí… caso houver a licitação, assim, que vai haver, né!

Waldson – Vai haver…

Empresário – E aí, como seriam as formas?

Waldson – Não, aí você tem que tá com tudo, certidão negativa.

Empresário – Não isso aí não, isso eu tô tranquilo. Mas se aparecer mais gente, tal.

Waldson – Vai aparecer…

Empresário – Vai!

Waldson – Pra enterrar, inclusive, entendeu?

Empresário – Entendi.

Waldson – Aí nós temos que ter… É isso que eu vou verificar, nós temos que ter coisas nesse projeto básico que não permitam, entendeu, muita flexibilidade.

Empresário – É… nós temos essa parte de, do sistema que vai ser instalado, pro controle disso tudo. Esse teu inclusive é um pessoal já daqui que conhece bem e ele é que desqualifica quando não tá…

Waldson – Essa é uma exceção que vai chamar muita atenção, viu Gilberto.

Gilberto – Vai…

Waldson – Vai! Porque as empresas vão brigar muito. Primeiro vão ficar puto porque vão perder o mercado, depois vão começar a questionar como é que vai ter um, vai ter que questionar a patente das marcas, vão colocar as exclusividades de recurso… Pode ter certeza.

Em outro trecho dos áudios, o secretário Waldson Souza supostamente afirma que o contrato será superfaturado. Eles também combinam como o esquema deve fluir para não vazar e falam em evitar o uso de emails.

Waldson – Agora, Gilberto, isso aqui é o seguinte: eu vou apresentar esse projeto básico… Esse projeto vai depender de você digitar também.

Empresário – Tá.

Gilberto – Hum…

Waldson – Porque eu vou botar ele no padrão da secretaria…

Empresário – Vou passar tudo pra você digitar…

Waldson – Porque isso aqui é meu, certo, é o termo de referência.

Gilberto – Cuidado com essa história de email. Talvez seja melhor entregar num pendrive.

Empresário – Certo…

Gilberto – Esse negócio de circular no email, não é bom não!

Empresário – É… é verdade!

Waldson – E isso aqui é uma planilha nossa que eu vou… papel timbrado, tal, e adequá-la pra a nossa realidade com um valor maior, certo, porque isso aqui é minha estimativa de custo pra o projeto desse porte.

O procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro informou que está tranquilo, mas que só vai se pronunciar sobre os áudios posteriormente. O secretário de Planejamento Waldson Souza não atendeu às ligações e não respondeu às mensagens da reportagem.

O governador João Azevêdo afirmou que não tomou conhecimento dos áudios. “Eu acho que é preciso se ter muita cautela quando se faz julgamento e pré-julgamento”, disse.

Operação Calvário 2

A Operação Calvário 2 foi deflagrada no dia 1º de fevereiro para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão na Paraíba e no Rio de Janeiro. A operação investiga uma organização criminosa responsável por desvios de recursos públicos, corrupção, peculato e lavagem dinheiro por meio de contratos firmados por Organizações Sociais com unidades de saúde da Paraíba.

Na ocasião, foi cumprido um mandado de prisão contra Leandro Nunes Azevedo, que era assessor da Secretaria de Administração e foi exonerado recentemente, além do empresário Daniel Gomes da Silva – suspeito de chefiar a organização criminosa – e Michelle Louzada Cardoso. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra Waldson Souza (atual secretário de Planejamento e ex-secretário de Saúde), Livânia Farias (secretária de Administração) e Analuisa de Assis Ramalho Araújo (empresária ligada ao ramo alimentício).

De acordo com as investigações, no dia 8 de agosto de 2018, Leandro Nunes recebeu uma caixa de vinho com dinheiro em um hotel na orla do Rio de Janeiro. O momento foi gravado pelas câmeras de segurança e está na denúncia do Ministério Público. A caixa foi entregue por Michele Louzzada Cardoso, que atuava juntamente com Daniel Gomes, líder da organização criminosa, conforme o Ministério Público. Desde 2016 até agora, o grupo teria desviado R$ 15 milhões pelo país.

A investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) sobre o desvio de dinheiro público da saúde por organizações sociais levanta a suspeita de que o dinheiro entregue a Leandro Nunes era para a campanha eleitoral de 2018. O grupo atuava através de duas organizações sociais: a filial gaúcha da Cruz Vermelha e Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional do Rio de Janeiro, o IPCEP.

Nos últimos oito anos, a Cruz Vermelha e o IPCEP receberam dos cofres públicos pouco mais de R$ 1,7 bilhão em todo o país. A Cruz Vermelha é responsável pelo Hospital de Trauma da capital desde 2011, e recebeu até setembro de 2018 mais de R$ 930 milhões.

O IPCEP administra o Hospital Geral de Mamanguape e, de julho de 2014 até setembro de 2018, recebeu do estado mais de R$ 110 milhões.

Em novembro de 2017, a organização social começou a atuar no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, e, até dezembro de 2018, recebeu pouco mais de R$ 62 milhões, segundo o Ministério Público.

Na ocasião da operação, o Governo do Estado divulgou uma nota reafirmando a posição em continuar trabalhando para assegurar a manutenção da qualidade da prestação de serviços em todas as unidades hospitalares em funcionamento sob contratos com organizações sociais, protegendo a gestão e a aplicação correta dos recursos públicos. Também disse estar pronto para cobrar que os contratos sejam seguidos na sua mais eficiente integridade, sem riscos para o erário público e, especialmente, para o bem estar da população.

Os secretários Waldson Souza e Livânia Farias afirmaram que a nota do Governo do Estado também os representa.

G1

Continue Lendo

Paraíba

Assembleia comemora Dia do Profissional de Educação Física em sessão especial

Publicado

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quinta-feira (17), sessão especial para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado em 1º setembro. A sessão foi proposta pelo deputado Cabo Gilberto Silva e contou com a participação de diversos professores da área e atletas paraibanos que, na ocasião, foram homenageados pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região (CREF10/PB).

Para Cabo Gilberto, que na sessão recebeu do Conselho Regional de Educação Física um certificado de reconhecimento pelos trabalhos desenvolvidos na área, é importante que a Assembleia comemore a data. “Eu fico muito feliz em contribuir com o profissional de Educação Física, que é importante para a saúde de toda a população. Portanto, eu quero dar parabéns aos paraibanos e a Assembleia Legislativa por me propiciar esse momento magnífico”, declarou.

Durante a solenidade, o deputado Nabor Wanderley destacou o Projeto de Lei 11.348/2019, de sua autoria, que determina registro no CREF para o exercício de docência de educadores físicos na Paraíba. “Um profissional de Educação Física não habilitado pode deixar uma criança ou um jovem com sequelas para o resto da vida. Então, o projeto vem no sentido de não só valorizar a profissão, mas também para fazer com que o Conselho possa ter a identificação dos bons profissionais”, afirmou.

O presidente do CREF10, Francisco Martins, ressaltou que a sessão é significativa para o crescimento, desenvolvimento e afirmação da profissão. “Essas pessoas, hoje, estão sendo homenageadas com o Mérito da Educação Física Paraibana, que é uma comenda criada pelo Conselho e que acompanha um diploma respectivo. Portanto, é uma homenagem importante também direcionada a instituições e, neste caso, para o deputado Nabor, em virtude de sua lei que apoia a Educação Física no estado”, pontuou.

Entre os homenageados do dia, estiveram presentes os paraibanos Gilmário Cajá e Rossini Freire, técnico e preparador físico respectivamente, que foram responsáveis por acompanhar equipes brasileiras de vôlei de praia nas Olimpíadas de Sydney e de Atenas, conquistando, nesta última, a primeira medalha de ouro na modalidade masculina do esporte para o Brasil.

O medalhista olímpico Ricardo Alex Santos, baiano e radicado em João Pessoa, prestigiou a entrega das comendas e agradeceu o reconhecimento da Casa Epitácio Pessoa e do CREF aos educadores. “É uma comemoração importante ainda mais por falar em dois vencedores e formados em Educação Física, que representaram por muitos anos a Paraíba e o Brasil. São dois campeões olímpicos e nada melhor que essa homenagem para esses profissionais”, concluiu Ricardo.

Também participaram da sessão especial a vereadora de João Pessoa, Helena Holanda; a 2ª vice-presidente do CREF, Iguatemy Maria de Lucena Martins; a professora de Educação Física, Harley Vilarim; o presidente do Clube dos Oficiais da Paraíba, coronel Francisco; o representante do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMP), capitão Alessandro; o atleta paraolímpico, Petrúcio Ferreira; e o representante do Comando-Geral da Polícia Militar da Paraíba, major Josias.

Continue Lendo

Paraíba

Romero celebra instalação laboratório da Rede 5G e destaca investimentos em Campina Grande

Publicado

em

Ao participar, na tarde desta quinta-feira, 17, da apresentação do laboratório que desenvolverá a tecnologia 5G e suas múltiplas aplicações em Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues comemorou a conquista inédita em nível de Norte e Nordeste da instalação do centro de pesquisas resultado da parceria entre as empresas Tim, Nokia e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Comemorou, também, o fato de que a Prefeitura fez sua parte na conquista, ao conseguir, com apoio da Câmara de Vereadpres. modernizar e flexibilizar a legislação que permitiu às empresas investirem no setor.

Romero Rodrigues fez um rápido pronunciamento na solenidade, no auditório do Virtus – Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação da UFCG, no Centro de Tecnologia Telmo Araújo (Citta), em Bodocongó. Segundo ele, graças à iniciativa dos poderes Executivo e Legislativo local, Campina Grande ficou entre os três municípios brasileiros aptos para receber a nova tecnologia, em fase de teste, com a implantação do projeto piloto, quando passou a permitir a instalação das antenas capacitadas para o 5G.

Além do prefeito campinense, participaram do evento no Citta representantes da TIM, da Nokia, do governo federal, da UFCG, os deputados estaduais Tovar Correia Lima, Ranieri Paulino, Camila Toscano, Moacir Rodrigues e Inácio Falcão. Os secretários municipais Lucas Ribeiro (Ciência e Tecnologia) e Rosália Lucas (Desenvolvimento Econômico) e o vereador João Dantas, líder do Governo na Câmara, também prestigiaram o evento.

“Enquanto vários municípios ainda estão na tecnologia 2G, 3G e 4G, Campina caminha para a rede 5G. Campina Grande, não apenas nesse aspecto, tem criatividade e dinamismo desde a sua origem. É uma cidade vocacionada para o sucesso, inclusive exportando projetos e exemplos positivos para o Brasil”, destacou Romero Rodrigues.

Após o evento no auditório, autoridades e público presentes puderam constatar, na área externa do edifício, várias demonstrações práticas sobre a aplicação da tecnologia 5G.

Continue Lendo

Paraíba

Contra fechamento de comarcas na Paraíba, Gervásio Maia pede que TJ reconsidere decisão

Publicado

em

Em discurso durante sessão na Câmara Federal, o deputado federal Gervásio Maia (PSB-PB), vice-líder da oposição, expressou indignação ao constatar a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) de fechar 15 comarcas e 4 varas em todo Estado.

Gervásio pediu que o TJPB reconsidere a decisão, que acredita representar um retrocesso para a justiça do Estado. “Eu quero ponderar mais uma vez, pedir que o Tribunal de Justiça possa reconsiderar essa decisão sob pena de estarmos estabelecendo um gigantesco retrocesso na justiça do Estado da Paraíba. É um apelo que eu faço por conhecer de perto a realidade do nosso povo”, disse o parlamentar.

Ainda em seu discurso, o vice-líder da oposição afirmou que também encaminhará um apelo ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e ressaltou a importância das comarcas para que a população mais carente tenha acesso à justiça. “Nós também estamos encaminhando um apelo ao CNJ, precisamos evitar esse retrocesso que privará a população mais carente do acesso à justiça. A comarca de Brejo do Cruz tinha décadas instalação, como lá no município de Caiçara e tantas outras”, alertou Gervásio.

A decisão atinge as comarcas de: Araçagi, Arara, Barra de Santa Rosa, Bonito de Santa Fé, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Caiçara, Malta, Paulista, Pilões, Prata, Santana dos Garrotes, São Mamede, São João do Cariri, Serraria e Brejo do Cruz.

Continue Lendo