Nos acompanhe

Negócios

Gol de Placa: Nacional de Patos admite fraude para inflar repasse de verba pública

Publicado

em

O Nacional de Patos admitiu que colocou dados falsos no cadastro do programa Gol de Placa e culpou “pessoas terceirizadas” pela fraude no programa, revelada pela Folha na última terça (22).

O secretário de Esporte, Juventude e Lazer da Paraíba, Zé Marco, disse que se assustou com o número de torcedores fantasmas no campeonato local e que vai investigar o cadastro realizado pelos clubes no programa Gol de Placa.

Esses torcedores não estiveram nos estádios e vários jamais sequer viajaram à Paraíba, informa reportagem da Folha.

Zé Marco informou que pediu os dados lançados nas últimas três partidas pelos 18 clubes beneficiados pelo programa na plataforma da secretaria.

A Folha revelou que centenas de pessoas foram cadastradas nos últimos anos pelos clubes como torcedores sem nunca ter ido aos estádios paraibanos.

O Gol de Placa foi criado para incentivar os torcedores a comparecerem a jogos no estado da Paraíba e ajudar a financiar os clubes. Pelas regras do programa, os torcedores podem trocar notas fiscais por entradas para as partidas. O valor das entradas é pago aos clubes por uma empresa, que, em troca, recebe desconto do governo no pagamento de ICMS.

A previsão para 2019 é de que os dez clubes da primeira divisão do futebol paraibano dividissem R$ 4,1 milhões no programa.

A Folha, no entanto, identificou centenas de pessoas que moram fora do estado entre os torcedores cadastrados pelos clubes como beneficiários do programa. Em contato com a reportagem, essas pessoas negaram ter assistido ao jogo. Os nomes e dados pessoais deles estavam disponíveis na internet.

Outra forma de fraude era a simples invenção de torcedores. Foram identificados cadastros com nomes como “Rafael da Abunda Que Nem Sente”.

Com a fraude, os clubes conseguiam aumentar o número de torcedores em seus jogos e justificar um montante superior de repasse da empresa patrocinadora do programa.

“Me assustei bastante quando vi a reportagem. Espero que seja um problema pontual, mas vamos apurar”, disse Zé Marco, que comanda a secretaria responsável por homologar os dados informados pelos clubes.

As fraudes foram detectadas em partidas do campeonato deste ano e no de 2015.

Um advogado catarinense disse que vai processar o estado. O Nacional de Patos o cadastrou como torcedor na primeira rodada do torneio. Assim como ele, centenas de advogados catarinenses e beneficiários de programas sociais fora do estado constam como torcedores da partida.

No jogo em Patos, quando o time da casa venceu o CSP por 2 a 1, todas as notas lançadas no sistema eram de um posto de gasolina em João Pessoa, cidade distante mais de 300 km.

O borderô da partida publicado no site da Federação Paraibana de Futebol mostra que 1.620 torcedores que retiraram seus ingressos pelo programa entraram no estádio. No documento, os bilhetes subsidiados renderam ao time local uma receita de R$ 25.200, o que equivale a 78% da renda total de R$ 32.280. Cada bilhete trocado é contabilizado com o valor de R$ 20 no borderô.

Excluindo os “fantasmas”, apenas 354 torcedores pagaram para assistir ao jogo.

Zé Marco disse que vai também “aprimorar o sistema” fraudado. Os clubes são obrigados a registrar o nome e o CPF do torcedor que trocou a nota fiscal, além da inscrição estadual da empresa que emitiu o boleto.

Pela lei, a Controladoria teria que fiscalizar a execução do programa, que existe desde 2005. O Ministério Público ainda não se manifestou sobre a fraude.

Em nota, o Nacional de Patos disse que “os serviços pertinentes à troca de cupons do Programa Gol de Placa, assim como programa de sócio torcedor, e outros era realizada por pessoas terceirizadas, que tinham o condão de realizar as referidas trocas observadas os ditames legais.”

“Ocorre que, segunda a empresa contratada, houve um problema no sistema que atualiza os cadastros na página da Sejel e por isso foram inseridas informações de outras pessoas, que não são daqui”, acrescentou.

O Nacional afirma ter solicitado o cancelamento dos cadastros e não querer receber “nenhum centavo” da partida.

O Gol de Placa representa a principal receita do clube. Neste ano, deverá receber R$ 228 mil.

A fraude no sistema do programa não é um caso isolado.

A Folha também constatou a inclusão de fantasmas pelo Serrano na abertura do torneio.

O Botafogo trocou mais de 4.000 ingressos do programa em apenas uma partida em 2015 e não pediu autorização ao governo, como determina a lei.

Em nota, o Botafogo não comentou o ocorrido em 2015 e disse que reitera que sempre seguiu rigorosamente os requisitos exigidos pelo governo da Paraíba e todos os dispositivos legais previstos no programa e, posteriormente, na Lei Estadual do Gol de Placa”

O Serrano não se manifestou.

Continue Lendo

Negócios

Shopping Manaíra doa UTI móvel ao Governo do Estado para o combate à Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recebeu uma UTI móvel, nesta terça-feira (3), para auxiliar no combate ao novo coronavírus (Covid-19). O veículo é fruto de uma doação dos Shoppings Manaíra e Mangabeira e irá auxiliar no transporte de pacientes diariamente, durante 30 dias. A SES vem realizando parcerias com órgãos e empresas privadas, formando uma rede solidária em meio à crise mundial causada pelo vírus.

O Governo do Estado da Paraíba, por meio da SES, já recebeu doações dos Ministérios Públicos Estadual (MPE), do Ministério Público Federal (MPF) para abastecer hospitais e reforçar a estrutura da saúde pública. Entre os itens já recebidos estão ventiladores pulmonar, cama hospitalar tipo Fawler Elétrica, óculos de proteção hospitalar, bomba de infusão, monitor multiparâmetros para UTI, máscaras e luvas cirúrgicas.

O secretário de saúde do Estado, Geraldo Medeiros, reconhece este esforço coletivo dos órgãos públicos e empresários na luta contra o vírus. “Em nome da sociedade paraibana, a SES agradece a cessão provisória de uma ambulância – unidade de suporte avançado -para transporte de pacientes Covid-19. Esta é a demonstração do compromisso social do empresário paraibano representado pelos shoppings Manaíra e Mangabeira”, ressaltou.

Outras doações – Com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep-PB), a SES também já recebeu mais de 34 mil litros de álcool etílico 70%, doado pelo Sindalcool-PB. Além disso, a empresa Brasileira de Bebidas de Campina Grande – Caranguejo também fez a doação de 400l de álcool líquido 70%, que devem ser utilizadas pela força policial; a Ambev também realizou a doação de 15 mil em gel para uso na rede hospitalar do Estado e para os servidores da SES. Também foram recebidos de 2 mil face shields com mensagens de esperança, por meio da empresa Federal Petróleo, que já estão em uso na rede hospitalar.

Saiba como colaborar – Acesse o site https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/doacoes para mais informações.

Continue Lendo

Negócios

Covid-19: João Azevedo comprou respiradores de empresa especializada em produtos à base de maconha

Publicado

em

A compra de respiradores pulmonares pela Paraíba e outros oito Estados do Nordeste à empresa paulista Hempcare Pharma ganhou contornos de caso judicial após o dinheiro empregado na transação, R$ 48,7 milhões, ter sido antecipado, mas os equipamentos não terem sido entregues.

A empresa Hempcare, que recebeu do Consórcio Nordeste para vender de respiradores que seriam usados em hospitais para tratamento da Covid-19 é, na verdade, espacializada na comercialização produtos derivados da maconha. ISSO MESMO, MACONHA. A informação está no site da própria empresa, que diz importar produtos dos Estados Unidos e Europa, “à base de Cannabis spp na América Latina”. A denúncia foi feita pelo deputado federal Osmar Terra, ex-ministro da Cidadania do Governo Bolsonaro, através do Twitter.

Leia também:

Consórcio Nordeste: Governadores dão justificativas diferentes sobre respiradores que não chegaram

Polêmica! Respiradores comprados por João Azevedo no Consórcio Nordeste podem não chegar à Paraíba

Confirmado! Respiradores comprados por João Azevedo no Consórcio Nordeste não chegarão à Paraíba

Leia também:

Pandemia: Governador admite que respiradores comprados pelo Consório Nordeste não chegarão na PB

Consórcio Nordeste: João Azevedo pagou antecipadamente por respiradores que não chegaram à Paraíba

A empresa foi alvo da Operação Ragnarok, deflagrada na última segunda-feira (01) pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia, estado que lidera o Consórcio Nordeste. Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Salvador, e 3 mandados de prisão, sendo 2 no Distrito Federal e 1 no Rio de Janeiro.

 

Continue Lendo

Negócios

Cantora Myra Maya se une a CUFA em Live solidária

Publicado

em

A cantora Myra Maya fará sua primeira Live na próxima sexta-feira, 5, data do seu aniversário. O evento acontecerá no estúdio Sabiá Gravações, pela internet, através do canal do YouTube da artista.

Através de uma parceria com o Instituto Recomeçar e com a CUFA Paraíba, a Live de Aniversário da cantora será apresentada pela representante da Central Única das Favelas – CUFA, a artista e jornalista, Kalyne Lima, do Grupo Sinta Liga Crew e servirá para arrecadar donativos para o projeto “Mães da Favela” da entidade nacional.

“O Covid-19 alterou completamente a nossa realidade. Todos nós, de alguma maneira, fomos afetados com os efeitos dessa pandemia, porém, pessoas em situação de vulnerabilidade tem sofrido com a doença e, ainda mais, pela falta de condições necessárias para sobreviver a esse momento tão difícil – é o caso das famílias do Assentamento Nova Jerusalém”, comentou.

A artista ainda aproveitou para convidar as pessoas para se inscreverem no seu Canal no YouTube para acompanharem a live de aniversário e também para exercitarem a solidariedade doando: “Se increvam!!! Pois iremos nos divertir bastante nesse meu aniversário virtual, e o único presente que quero são doações!!Seja contribuindo na conta, ou com alimentos, máscaras e/ou produtos de higiene e limpeza para esta comunidade que sofre com os efeitos da pandemia e das fortes chuvas. Durante toda a live será disponibilizado um QR Code, além das contas bancárias do projeto”, finalizou.

Myra promete incendiar a live com um repertório recheado de sucessos e surpresas! O evento virtual acontecerá no dia 05 de junho, a partir das 21h com transmissão através do canal da cantora no Youtube clicando AQUI.

Continue Lendo