Nos acompanhe

Negócios

Edição limitada: O Boticário apresenta primeiro eau de parfum da linha Malbec

Publicado

em

A clássica linha Malbec ganha uma versão ainda mais premium com o lançamento de Malbec Signature, o primeiro eau de parfum da marca. Para criá-lo, O Boticário trouxe da Ásia a valiosa matéria-prima OUD, uma das mais caras do mundo. Combinada ao álcool vínico, assinatura olfativa da linha, ela dá origem a uma fragrância exclusiva, sofisticada e marcante. Em edição limitada, a novidade está disponível nas principais lojas da marca e pelo e-commerce (www.boticario.com.br).

“Malbec Signature é o mais raro dos Malbecs. Foi criado a partir do que existe de mais valioso na perfumaria mundial, celebrando o sucesso dessa marca, que está entre as maiores do mundo”, diz o Gerente de Perfumaria do Boticário, Jean Bueno. O OUD, explica o executivo, é um ingrediente nobre, originário de florestas do Sudeste Asiático. “Quando a resina da madeira é infectada por um fungo específico, ele cria um aroma característico e bastante exclusivo. As árvores infectadas secretam um óleo perfumado. É um processo longo e natural, que resulta nesse ingrediente tão especial – cujo quilo vale mais do que ouro.”

Em parceria com a Casa de Fragrância IFF, O Boticário criou o Acorde Privé, que combina a assinatura olfativa de Malbec com o OUD, trazendo um toque único e exclusivo para a fragrância. “Esse é, sem dúvida, um dos ingredientes mais nobres da perfumaria. Por isso, é um privilégio assinar uma criação com ele, pensada para um homem que não se contenta com pouco. Que está em busca da sua melhor versão”, diz o perfumista Napoleão Bastos, que assina a criação.

O mais raro Malbec tem também uma embalagem exclusiva. O vidro mais pesado, de fundo grosso, traz um monograma lapidado, que remete à marca e sua história, e faz referência aos vinhedos de Mendoza, nos quais foram feitas as pesquisas para a criação do primeiro Malbec. Malbec Signature é embalado em uma caixa especial preta, inspirada nas embalagens das bebidas mais sofisticas. O nome em dourado faz alusão à sofisticação da fragrância.

O pré-lançamento de Malbec Signature aconteceu em setembro, na loja do Boticário em Dubai, nos Emirados Árabes – mercado no qual o OUD já é um grande sucesso. Durante outubro e novembro, dois mil frascos numerados estavam à venda em uma seleção de 189 lojas do Brasil. Agora, um novo lote chega aos pontos de venda como opção exclusiva e sofisticada para o Natal. “O OUD é uma tendência na perfumaria mundial de alta qualidade. Trazemos agora para o Brasil, com a assinatura da nossa principal marca masculina”, diz Bueno.

Recicle!

Depois de usar o produto, O Boticário convida os consumidores a retornarem as embalagens vazias por meio do seu programa de logística reversa Boti Recicla. Os coletores estão em todas as quase 4 mil lojas do país, onde os consumidores são incentivados a fazer o descarte sustentável. As embalagens são recolhidas e doadas para as 34 cooperativas de reciclagem parceiras, localizadas em vários estados.

Serviço:

Malbec Signature Eau de Parfum, 90 ml

Preço: R$ 249,90

Primeiro eau de parfum da linha Malbec. Fragrância amadeirada amabarada, traz notas de OUD, uma das mais nobres matérias-primas do mundo.

•          Saída: Notas Cítricas (Mandarian, Bergamota e Limão), Notas Aromáticas, Especiarias e Folha de Cedro;

•          Corpo: Patchouli, Cedro da Virgínia LMR, Cravo;

•          Fundo: Acorde Prive (coração de Malbec e OUD), Baunilha, Âmbar. Musk, Vetiver.

Continue Lendo

Negócios

Em João Pessoa, estacionamentos privados devem garantir segurança dos veículos

Publicado

em

Os estacionamentos privados são responsáveis pela segurança do veículo enquanto ele estiver em suas dependências, segundo a lei municipal 12.156/2011. A divulgação da legislação pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) faz parte das campanhas educativas e preventivas dirigidas aos consumidores sobre leis que regulam a relação de consumo nos supermercados e congêneres, previsto nas ações do Protocolo de Qualidade (P38), que objetiva trabalhar a harmonização da relação consumerista nestes estabelecimentos.

Também sobre o mesmo tema, a lei 12.721/2013 proíbe o uso de placas informativas, impresso em bilhetes ou cupons, em estacionamentos e similares com a seguinte frase: ‘Não nos responsabilizamos por objetos deixados no interior do veículo’. O descumprimento à legislação pode acarretar multas, suspensão temporária do serviço e cassação de alvará.

O secretário Helton Renê esclarece que o Procon-JP vai continuar realizando campanhas de esclarecimento das leis específicas para supermercados e similares para deixar o cidadão mais bem informado sobre o assunto. “Volta e meia recebemos reclamações sobre problemas em estacionamentos. Principalmente com relação a extravios de objetos. A legislação garante que o local é responsável pela segurança do veículo”, informou o secretário Helton Renê.

Súmula do STJ – Além da lei 12.156/2011, a Súmula 130 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) dispõe que “A empresa responde, perante o cliente, pela reparação de dano ou furto de veículo ocorridos em seu estacionamento”. Helton Renê esclarece que isso vale para shoppings centers, supermercados, universidades ou quaisquer outros espaços que disponibilizem o serviço de estacionamento. “A legislação tem que ser cumprida”, frisa ele.

Obrigações – De acordo com a lei  12.156/2011, o estacionamento é obrigado a emitir comprovante de entrega do veículo; preço da tarifa; identificação do modelo e placa do veículo; nome e endereço da empresa responsável pelo serviço; CNPJ; dia e horário do recebimento e da entrega do veículo; fornecimento do recibo de pagamento e nota fiscal; e ter relógios de controle de entrada e saída visíveis ao consumidor.

Mais locais – A legislação também atinge os locais que funcionam especificamente como estacionamentos. “Esses estabelecimentos devem seguir as normas de proteção e segurança tanto do consumidor, como dos veículos, destinando vagas para idosos e pessoas com necessidade especiais, obedecendo leis como a do Troco e da afixação de preços de produtos e serviços para o consumidor”.

Penalidades – Quanto às penalidades para o descumprimento às leis, as multas podem variar de R$ 600 a R$ 3 milhões. Além disso, o estabelecimento está sujeito a outras sanções, como suspensão temporária do serviço e cassação do alvará de funcionamento.

Interdição – Na última terça-feira, 13, o Procon-JP interditou um estacionamento no Centro da Capital, por não ter o alvará de localização e de funcionamento, bem como a licença do Corpo de Bombeiros, documentos obrigatórios e que deveriam estar expostos em local visível para o consumidor. “Trata-se de uma questão de segurança para o consumidor”, afirmou Helton Renê.

Continue Lendo

Negócios

Iniciadas as obras do Ba’ra Hotel, empreendimento do jogador Hulk, em João Pessoa

Publicado

em

O Ba’ra Hotel, empreendimento da  Construtora Massai, uma das cem maiores do País, e do jogador de futebol Hulk, iniciou a fase de fundação, responsável por toda a infraestrutura da engenharia da obra em João Pessoa. O local onde será o futuro equipamento recebeu, nesta semana, um tapume exclusivo, delimitando o canteiro de obras da área urbana, totalmente sinalizado com imagens do projeto e desenhos com traços personalizados, de fora a fora do espaço. O projeto é assinado pelo premiado escritório internacional de arquitetura Plan B, localizado em Medelín, na Colômbia.

O Ba’ra – palavra que significa mar, em tupi-guarani – pretende não apenas agregar, mas revolucionar o segmento hoteleiro de João Pessoa. O empreendimento conta com um projeto pautado na integração e na sustentabilidade, com detalhes únicos na futura obra, focados na simplicidade e no compartilhamento.  Pelo projeto, que agrega natureza e cultura, haverá pontes entre os hóspedes, e as 124 suítes parecem células independentes, que imprimem arrojo e conforto.

O empreendimento fica na Av. Cabo Brando, na orla da praia de Cabo Branco, em João Pessoa. O perfil no Instagram é @barahotel. Para informações sobre a Massai, o   Instagram é @massaioficial

Continue Lendo

Negócios

Procon-JP emite 144 autuações a agências bancárias na Operação Lei das Filas

Publicado

em

A Operação Lei das Filas, realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), nos bancos da Capital, já emitiu 144 autuações a 25 agências bancárias. O Procon-JP está verificando o cumprimento da lei municipal 8.744/1998 e da estadual 9.426/2010, que especifica horário de atendimento na boca dos caixas, e já vistoriou 47 agências.

O Procon-JP voltou às agências bancárias na última segunda-feira, 12, devido ao início do pagamento do PIS e do Pasep. A lei municipal 8.744/1998 e a estadual 9.426/2010 preveem que o atendimento nos caixas deve ocorrer em até 20 minutos em dias normais, 30 minutos em dias de pagamento de funcionários públicos, e em 35 minutos em dias atípicos, como véspera e o dia seguinte a feriados.

O ‘acampamento’ do Procon-JP nas agências bancárias da Capital vai ocorrer todo mês em dias de grande movimentação, a exemplo de pagamentos das folhas dos funcionários ativos e inativos. O secretário Helton Renê salienta que, independente dessa rotina, o Procon-JP também vai continuar realizando diligências e atendendo as reclamações dos consumidores. “Temos um calendário para a Operação Lei das Filas, mas vamos continuar assistindo ao consumidor quando for preciso. Basta nos acionar”.

Auto de constatação – A Secretaria também está lavrando auto de constatação para os consumidores, que funciona como um registro da hora do atendimento direto no caixa. “Algumas agências bancárias não estão fornecendo a senha da hora de chegada ao consumidor que vai ser atendido nos caixas. Nossos fiscais estão fornecendo o auto de constatação a quem estiver na fila, comprovando, assim, o tempo de espera na fila”, explica Helton Renê.

Continue Lendo