Nos acompanhe

Paraíba

Paraíba sedia encontro nacional do Programa Água Doce a partir desta terça-feira

Publicado

em

Começa nesta terça-feira (5), às 9h, no Centro de Convenções de João Pessoa, o VII Encontro Nacional do Programa Água Doce (PAD), do Ministério do Meio Ambiente (MMA). O objetivo do evento é fortalecer a integração das diversas instituições envolvidas na execução do Programa, capacitar técnicos dos Núcleos Gestores Estaduais e representantes dos municípios e comunidades para a gestão de sistemas de dessalinização, além da formação de multiplicadores na metodologia de Programa garantindo assim a sustentabilidade dos sistemas. O encontro acontece até quinta-feira (7), com entrada gratuita.

O VII Encontro Nacional do Água Doce vai reunir os gestores de órgãos federais, estaduais, municipais, coordenadores e técnicos do PAD nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, representantes das empresas contratadas e de comunidades beneficiadas. As atividades iniciam às 9h e terminam às 18h. Para participar do evento, basta o interessado se inscrever por meio do link: https://goo.gl/dPQjNx.

Durante o encontro serão abordados temas como: estabelecimento de políticas públicas de permanente acesso à água de qualidade para consumo humano, por meio do aproveitamento sustentável de águas subterrâneas, salobras ou salinas, incorporando cuidados técnicos, sociais e ambientais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, João Azêvedo, será importante para a Paraíba sediar o encontro. “Um evento como esse é de extrema importância para o nosso Estado, porque a Paraíba é referência nacional na execução do PAD. O sistema produtivo do Sítio Fazenda Mata, na cidade de Amparo, foi destaque, no mês de outubro, durante o Congresso Mundial de Dessalinização e Reuso de Água (IDA World Congress 2017 – Water Reuse & Desalination), que ocorreu em São Paulo. Então um evento como esse, só demonstra a atenção que o Governo do Estado tem dado a esse programa, que tem mudado a vida de muita gente que mora na zona rural das regiões do Cariri e Curimataú, onde a água possui um grande teor de sal”, destacou João.

O coordenador nacional do PAD, Renato Saraiva, explica o motivo que levou o MMA escolher a Paraíba para sediar o evento. “A escolha da Paraíba para a realização do evento foi em função da boa estrutura que nos foi oferecida pelo Governo do Estado, nosso parceiro no programa. Além disso, João Pessoa fica bem no centro do Nordeste e falicita o acesso das comunidades beneficiadas pelo Água Doce”, explicou.

O Programa – O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil, que visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de qualidade para o consumo humano, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização de águas salobras e salinas.

Na Paraíba, o Programa Água Doce (PAD) é executado pelo Governo do Estado em diversos municípios, melhorando a qualidade de vida de famílias da região do Semiárido, tanto no que diz respeito à saúde delas, como na criação de possibilidade de geração de renda. Nesses municípios, 27 sistemas estão operando, beneficiando 2.864 famílias e 10.843 pessoas. Contando com os 38 sistemas em obras, o investimento é de R$ 5,3 milhões.

A meta é construir 93 sistemas de dessalinização beneficiando aproximadamente 50 mil pessoas do semiárido. O PAD é executado na Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia (Seirhmact), por intermédio de convênio com o Ministério do Meio Ambiente com recursos na ordem de R$ 22 milhões.

Continue Lendo

Paraíba

Após receber denúncias, deputado fiscaliza Hospital Edson Ramalho e constata irregularidades

Publicado

em

Após receber inúmeras denúncias de pacientes e servidores, o deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL) fiscalizou “in loco” o Hospital Edson Ramalho, em João Pessoa.

Segundo o parlamentar, as irregularidades cometidas pela nova administração da unidade de saúde, apontadas pelos reclamantes, foram constatas. “Casos como perseguição a servidores”, disse. “Ontem, uma servidora que aqui trabalha durante 20 anos, chorou bastante em meu ombro dizendo que havia sido perseguida”, revelou o deputado.

Ainda segundo o deputado Cabo Gilberto Silva, também por perseguição na nova diretoria, vários outros servidores foram perseguidos no Hospital Edson Ramalho. “Espero que o Governo do Estado resolva esses problemas, colocando um profissional da área de saúde para administrar o hospital, assim como fez com a Secretaria de Saúde, onde colocou o Doutor Geraldo, que tem meu respeito”, disse o deputado.

Continue Lendo

Paraíba

Comissão aprova projeto que proíbe o vilipêndio de dogmas e crenças no estado da Paraíba

Publicado

em

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou, nesta terça-feira (17), Projeto de Lei 398/2019, de autoria do deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas), que proíbe o vilipêndio de dogmas e crenças de toda e qualquer religião, sob a forma de sátira, ridicularização e menosprezo, no âmbito do Estado da Paraíba.

Wallber Virgolino explica que a Constituição Federal assegura que todo brasileiro tem o direito de ter uma crença religiosa e, pensando nisso, apresentou a iniciativa no parlamento.

“Peças teatrais, propagandas de TV e rádio, entre outros meios que ridicularizem a figura de Deus, de Jesus, símbolos ou imagens de qualquer outra religião, devem ser proibidas na Paraíba”, disse. “Estamos com nosso mandato empenhado em defender a moral, a família, a religião e bons costumes”, declarou.

Aprovada na Comissão de Direitos Humanos e Minorias, a matéria segue para apreciação e voto no plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba.

Continue Lendo

Paraíba

ALPB aprova projeto que fixa prazo de 30 dias para realização de exames em pacientes com câncer

Publicado

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira (17), projeto de Lei 950/2019, de autoria do deputado Wilson Filho, que estabelece o prazo máximo de espera de 30 dias, nas unidades de saúde do Estado da Paraíba, para a realização de exames clínicos, laboratoriais e complementares por pacientes diagnosticados com câncer.

Wilson Filho lembra que, de acordo com a Constituição Federal, a saúde é direito de todos no país. Neste sentido, o parlamentar ressalta que há grande demanda de procedimentos e intervenções gerando, desta forma, uma “fila de espera”.

Segundo o deputado, muitos pacientes portadores de câncer morrem na Paraíba sem sequer passarem por algum tipo de atendimento na rede pública de saúde. “Estes pacientes necessitam de atendimento com certa celeridade, pois, é comprovado que todos os dias as células malignas do corpo se multiplicam, atacando outros órgãos e sistemas, tornando essencial o tratamento da forma mais célere possível”, justificou Wilson Filho.

Também foi aprovado, por unanimidade, Projeto de Lei 305/2019, de autoria do presidente Adriano Galdino, instituindo a Semana Estadual de Enfrentamento à Tríplice Epidemia: Dengue, Zika e Chikungunya. O objetivo, segundo Galdino, é conscientizar a sociedade a respeito dos riscos oferecidos pelo mosquito aedes aegypti e intensificar ações voltadas a combatê-lo.

Continue Lendo