Nos acompanhe

Paraíba

Juliana Fiorese abre exposição individual na Estação Cabo Branco

Publicado

em

“O Canto Celestial do Oceano Infinito” é nome da exposição que a ilustradora, arquiteta e designer gráfico Juliana Fiorese abre neste sábado (14) no hall do prédio administrativo da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A exposição individual fica em cartaz até o dia 5 de novembro, nos horários de terça a sexta-feira de 9h às 18h. Sábado, domingo e feriado de 10h às 19h. A entrada é aberta ao público de todas as idades.

Na exposição o público poderá contemplar 15 telas em grande formato e sete desenhos, em tamanhos menores, que artista desenhou em tinta nanquim, escaneou para a tela do computador, trabalhou as cores e imprimiu em tecido “canvas”, dando a sensação de quem as vê que são telas pintadas usando óleo sobre tela. “Nesta exposição trabalho com personagens femininos, animais marinhos em formas de pessoas”, comentou Juliana Fiorese.

O Canto Celestial é uma série inédita da artista. “São pinturas que resgatam a união de dois cantos do oceano, a sinfonia dos mares e do universo e o paraíso perdido de Atlântica. Tudo isso vem como fio condutor para este passeio submerso por um mundo mágico que eu criei a partir do meu respeito e fascinação pela grandiosidade da natureza marítima e da vida, seja no planeta terra ou fora dele”, explicou a artista.

É neste universo mítico que ela resgata das profundezas dos oceanos e mares toda sua subjetividade lírica, mágica e onírica ao mesmo tempo. Um dos aspectos que chama atenção nos desenhos de Juliana Fiorese são os olhos dos personagens, que se assemelham com os desenhos do mangás japoneses, que, segundo ela, não tiveram nenhuma influência na hora da composição. Ao mesmo tempo os desenhos se mostram juvenis e adultos, numa espécie de transição vivida pela própria artista que tem apenas 31 anos e tem uma maturidade artista de impressionar qualquer grande mestre das artes com anos de carreira.

Sobre a artista – Juliana Fiorese, de João Pessoa (PB), começou a desenhar e pintar ainda criança quando foi incentivada pela mãe. Hoje ela é ilustradora, graduada em Arquitetura e Urbanismo (Unipê), Design Gráfico (Estácio), com pós-graduação em Comunicação e Marketing para as Mídias Digitais. Participou como ilustradora no livro “Mônica (s)”, publicado pela Maurício de Sousa Produções, no projeto internacional “The Alice’s adventures in wonderland Project”, projeto internacional onde 150 ilustradores participaram com uma ilustração para o livro China. Ilustadora de “A princesa e os sapos”, escrito por Celina Portocarrero. Editora Memória Visual, Rio de Janeiro, ilustradora do livro “As aventuras de Azur e Asmar”, escrito por Janete Lins Rodriguez, Josilane Maria Aires, Maria Carmelita Lacerda. Editora Grafset, João Pessoa.

No ano de 2016, publicou o livro de arte e ilustrações. No ano de 2015 traduziu versos, escritos por Paula Brum (Porto Alegre) e Valquírias, livro de ilustrações. Publicação independente, João Pessoa.
As ilustrações de Juliana Fiorese também podem ser vistas no editorial dos catálogos Pura Magia, Santa Catarina (2015 e 2014). Expôs com outros artistas em 2017, no Mulherio das Letras, Centro Marista de Arte e Cultura, João Pessoa, Brasil. Lúdicas, no Agosto das Letras (2015), no Festival de Leitura da Paraíba e no Agosto das Letras (2015). Expôs na Galeria Louro e Canela em 2014 “Mãos que cuidam”.

Continue Lendo

Paraíba

Tribunal de Contas aprova as contas 2015 do ex-prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande

Publicado

em

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) aprovou por maioria dos votos dos conselheiros, durante sessão remota do Pleno, na manhã desta quarta-feira, 21, as contas referentes ao ano de 2015 do ex-prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande. A corte votou pela reconsideração de decisão anterior, reformando o entendimento após uma avaliação criteriosa sobre a aplicação anual dos recursos na Educação do Município por parte da Prefeitura. Ao final, ficou comprovado que a gestão de Romero ultrapassou o limite constitucional mínimo de gastos com o setor, de 25%, e chegou ao patamar de 27% – em termos práticos, R$ 10 milhões a mais do que seria obrigação da admnistração municipal.

Após o voto do relator Nominando Diniz, que votou pela rejeição das contas de, tomando por base relatório da auditoria que não quis levar em conta a aplicação de R$ 20 milhões feitos pelo Município na Educação, todos os outros conselheiros votaram de forma divergente e selaram a aprovação da gestão 2015 de Romero. O prefeito participou de toda a sessão remota, acompanhado do advogado e ex-procurador-geral José Mariz e da contadora da Prefeitura, Clair Leitão. A sessão foi presidida pelo conselheiro Arnóbio Alves Viana, que substitiu eventualmente o presidente Fernando Catão, que se considerou suspeito para participar do processo.

Romero Rodrigues fez uso da palavra e fez contraponto ao relatório de Nominando Diniz, a quem manifestou profundo respeito e admiração. Em sua explanação, o ex-prefeito campinense lembrou que, com o memorial que foi entregue no gabinete de cada conselheiro, foi anexa a relação nominal e detalhada de todos fucionários da Secretaria de Educação que foram pagos com recursos do município, mês a mês. Romero lembrou, também, quje n o existe outra fonte de recursos do Município que não sejam os tributos arrecadados. Mariz e Clair também se pronunciaram na sessão, seguindo a mesma linha argumentativa.

Votaram a favor da aprovação, gerando a maioria, os conselheiros André Carlo Torres Pontes, Oscar Mamede e Antônio Gomes Vieira Filho. Todos destacaram a procedência dos argumentos e números apresentados pela defesa do ex-prefeito, através do recurso de reconsideração. O próprio presidente da sessão, Arnóbio Viana, embora não tenha votado, fez questão de também se pronunciar divergente do voto do relator, destacando que todas as informações que referendam a aprovação das contas de Romero estão disponíveis no próprio Sagres.

Continue Lendo

Paraíba

Adriano, Murilo, Nabor e Hugo discutem recursos para fortalecer municípios e projeções para 22

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, o prefeito de Patos Nabor Wanderlei, o deputado federal Hugo Motta e o secretário de Articulação Política do Estado, Murilo Galdino, se reuniram na tarde desta terça-feira, 20, para tratar de assuntos de interesse da Paraíba, como alocação de recursos para o Estado e fortalecimento dos municípios.

Durante o encontro, onde todos mantiveram os protocolos exigidos por conta da pandemia do coronavírus, também foram discutidas formas de viabilizar a remessa de mais vacinas a Paraíba.

Eles também fizeram um balanço da visita do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a Paraíba, que incluiu uma passagem pela cidade de Patos.

De acordo com Murilo Galdino, o encontro foi muito agradável e proveitoso e além dos temas administrativos, também conversaram sobre as projeções para as eleições de 2022.

O prefeito de Patos classificou o encontro como muito importante para o fortalecimento dos municípios paraibanos. Já o deputado federal, Hugo Mota, destacou que o trabalho em parceria gera grandes frutos.

O presidente da Assembleia, Adriano Galdino, ressaltou o histórico de parceria com o prefeito Nabor e o deputado Hugo Mota, e afirmou que essa parceria continua em prol da Paraíba.

Continue Lendo

Paraíba

Ruy faz novo investimento no Hospital São Vicente e reforça atenção aos pacientes do SUS

Publicado

em

Com o objetivo de fortalecer o Sistema Único de Saúde, que atende cerca de 150 milhões de brasileiros, segundo dados do IBGE, o deputado federal Ruy Carneiro destinou R$ 1,2 milhão ao hospital São Vicente de Paulo, em João Pessoa, para a execução de obras importantes, ampliando os atendimentos dos usuários do SUS de toda Paraíba, que dependem de tratamento no hospital.

“O hospital São Vicente é referência em várias áreas, a exemplo de tratamento quimioterápico, neurocirurgia, hemodiálise e tantas outras. Pacientes de toda Paraíba, principalmente as que são usuárias do SUS, fazem tratamento no São Vicente. Fortalecer os serviços é salvar vidas. Ainda estamos na pandemia, mas não podemos esquecer que as outras doenças não deram trégua”, disse.

Os recursos destinados por Ruy vão ajudar na manutenção do hospital e na ampliação de vários setores. “Esse é mais um recurso que destinamos ao São Vicente. Emendas anteriores já deram resultados positivos, como é o caso do setor de quimioterapia do hospital, que já está 95% concluído e tem nossa contribuição. Esse R$ 1,2 milhão que entregamos ao São Vicente de Paulo através de nossas emendas vai ajudar na manutenção do hospital e continuar ampliando setores, a exemplo da ala de hemodiálise, que está em construção e vai beneficiar inúmeros pacientes. Vamos continuar ajudando todos aqueles que mais precisam”, destacou.

Continue Lendo