Nos acompanhe

Notícias

Obras de recuperação das barragens Chã dos Pereiras e Farinha estão em fase de conclusão

Publicado

em

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia (Seirhmact), está concluindo a recuperação de duas importantes barragens: a Chã dos Pereiras, localizada no município de Ingá, e Farinha, em Patos. As obras estão recebendo investimentos de R$1,6 milhão.
A barragem Chã dos Pereiras estava com problemas em seu vertedouro, necessitando urgentemente de reparos em suas estruturas. O equipamento possui capacidade de acumulação em torno de dois milhões de metros cúbicos de água, mas, devido ao longo período de estiagem, ficou vazia por um bom tempo.  A intervenção no local iniciou no mês de maio do corrente e será finalizada até o final do mês de setembro. A obra está recebendo investimento superior a R$800 mil.
Além de Chã dos Pereiras, o Governo do Estado também está recuperando a barragem Farinha, localizada em Patos.No equipamento, foram constatados alguns vazamentos sob a fundação do vertedouro, que, além de provocarem elevada perda d’água, poderiam  comprometer a estabilidade da barragem, o que seria prejudicial à população, caso ela viesse a romper. Com capacidade de acumulação de aproximadamente 26 milhões de m³, a barragem foi construída em 1975 objetivando o abastecimento de água da região polarizada pelo município de Patos e nunca tinha passado por um grande processo de intervenção. O equipamento também está recebendo investimento de R$800 mil e será concluído até o final do atual mês. As duas barragens fazem parte da terceira etapa do Programa de Recuperação de Barragens implementado pela atual gestão e que já recuperou 50 barragens no estado. Da terceira etapa do programa, resta agora só a barragem de Saulo Maia, localizada no município de Areia. 
De acordo com o secretário executivo de Infraestrutura, Deusdete Queiroga, as barragens que estão passando por intervenção são antigas e precisavam de reparo o quanto antes. “Esse programa tem uma grande importância porque, dessas quase 50 barragens que o Governo vem recuperando desde 2012 até os dias atuais, algumas dessas barragens passaram 50 anos sem receber qualquer tipo de manutenção e investimento. Algumas até com risco de rompimento. Então, o Governo, preocupado também em atender a legislação federal que trata da segurança de barragens, vem investindo valores significativos com recursos próprios  nesse programa”, explicou. 
Deusdete ainda destaca a possibilidade de inclusão de novas barragens no programa. “Há duas formas para uma barragem ser inserida no Programa de Recuperação: através de demanda do próprio município, como foi o caso de Farinha, que houve uma grande demanda da região de Patos e a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), foi lá e fez o diagnóstico; a outra forma é da própria Aesa fazer um vistoria no local”, informou.
Nas duas edições anteriores do Programa de Recuperação de Barragem, foram investidos mais de R$18 milhões. Na primeira etapa, iniciada em 2012, foram recuperadas 14 barragens: Baião (São José do Brejo do Cruz), Tapera (Belém do Brejo do Cruz), Carneiro (Jericó), Riacho dos Cavalos (Riacho dos Cavalos), Mucutu (Juazeirinho), Pocinhos (Monteiro), Jangada (Mamanguape), Curimatã (Caraúbas), Tapuio (São Vicente do Seridó), Queimadas (Santana dos Garrotes), Jeremias (Desterro), Bruscas (Curral Velho), Farinha (Patos) e Emas (Emas).
Já na segunda, foram recuperadas 27 barragens. São elas: Albino (Imaculada), Bastiana (Teixeira), Cachoeira dos Alves (Itaporanga), Cachoeira dos Cegos (Catingueira), Camalaú (Camalaú), Capim Grosso dos Martins (Itaporanga), Condado (Conceição), Jenipapeiro (Olho D’Água), Manoel Marcionilo (Taperoá), Riacho das Moças (Teixeira), São Francisco (Teixeira), Serra Vermelha (Conceição), Vazante (Ibiara), Vidéo (Conceição), Acauã (Itatuba), Araçagi (Araçagi), Araçagi (Esperança), Canafístula (Borborema), Cabaceiras (Picuí), Cosme da Rocha (Matinhas), Milhã (Puxinanã), Poleiros (Barra de Santa Rosa), São Salvador (Sapé) e Várzea Grande (Picuí), todas concluídas, além de Capoeira, em Capoeira (em Santa Terezinha), Natuba (em Natuba) e Padres (em Matinhas).

Continue Lendo

Paraíba

Desembargador descarta vinculação do radialista Fabiano Gomes com Operação Calvário

Publicado

em

O desembargador Ricardo Vital do Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu não receber denúncia do Ministério Público Estadual em desfavor do comunicador Fabiano Gomes, que agora, responderá na primeira instancia a possível tentativa de extorsão.

A inclusão do investigado na Operação Calvário solicitado pelo MP está descartada por provas suficientes no processo que agitou a Paraíba nos últimos meses, destaca publicação do portal Resenha Política.

A denúncia feita pelo GAECO ao desembargador Ricardo Vital contra Fabiano Gomes foi feita ainda quando o comunicador estava em prisão temporária no presídio do Roger em João Pessoa.

Continue Lendo

Paraíba

ALPB aprova projeto que proíbe apreensão de veículos com IPVA atrasado durante a pandemia

Publicado

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta quarta-feira (3), durante sessão remota, realizada através do sistema de videoconferência, o Projeto de Lei 1.725/2020, que proíbe a apreensão de veículo pela identificação do não pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e taxas de licenciamento do Detran-PB, durante a pandemia do coronavírus (Covid-19).

O projeto, de autoria do deputado João Henrique, foi aprovado com apenso do deputado Branco Mendes. João Henrique ressaltou que a propositura determina a proibição de multas e juros de mora durante o período que vai de 20 de março de 2020 até o dia 31 de dezembro deste ano. A matéria inclui motocicletas, automóveis, micro-ônibus, caminhonetes, ônibus e caminhões.

“Torna-se um ato insensível a cobrança desse tributo, além de suas penalidades pelo não pagamento durante essa grava pandemia, em que inúmeras cidades sofrem com a crise. Nós estamos em um momento incerto, em que não sabemos nem quando tudo vai voltar à normalidade. O projeto vai aliviar os gastos nesse aspecto, em relação aos impostos e licenciamento dos veículos”, ressaltou João Henrique.

O projeto seguirá para sanção ou veto do governador do Estado, João Azevêdo. “A medida é uma tentativa de equilibrar e ajustar o sistema de forma que o condutor do automóvel não fique sem o mesmo, apenas pelo não pagamento do imposto. Acredito que o governador João Azevêdo irá sancionar esse projeto e junto com o deputado João Henrique iremos cobrar essa resolução”, destacou Branco Mendes.

Concursos Públicos

Na sessão de hoje, a ALPB manteve a suspensão dos prazos de validade dos concursos públicos no estado da Paraíba durante o período que vigorar o Decreto de Estado de Calamidade do Poder Executivo, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os deputados derrubaram veto do Executivo a aprovação do projeto 1.578/2020, de autoria do deputado Wallber Virgolino. Para ele, a matéria demonstra preocupação com os candidatos dos concursos. Ele ressaltou que o atual momento dificulta a convocação de aprovados, assim como a realização de novos certames, já que a principal orientação das autoridades de saúde é que se evite aglomerações.

Remédio em casa

A implementação do Programa Remédio em Casa, que deverá vigorar durante a pandemia também foi aprovado pelo Plenário da Casa de Epitácio Pessoa. De autoria do presidente Adriano Galdino e do deputado Tião Gomes, o PL 1.597/2020 esclarece que o intuito do Programa é que, durante o período de pandemia, seja feita a distribuição de medicamentos em residências de idosos, pacientes com dificuldade de locomoção, aqueles em tratamento contra o câncer, assim como dos portadores de doenças crônicas.

O deputado Jeová Campos argumentou que o Legislativo paraibano tem atuado com o intuito de contribuir com os paraibanos diante do momento de anormalidade. “A Assembleia tem procurado ajudar ao Governo do Estado e à população. Esse projeto é um ato de socorro da Assembleia. Uma pessoa diagnosticada com Covid-19 e que precisa ser tratada dentro de casa não poderá sair para comprar sua medicação”, explicou.

Calamidade

Os deputados aprovaram ainda o Decreto de Estado de Calamidade Pública do município de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa. Na última semana, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a cidade passou a ser a terceira com o maior número de infectados pela Covid-19 na Paraíba, com mais de 800 casos.

Continue Lendo

Negócios

Covid-19: João Azevedo comprou respiradores de empresa especializada em produtos à base de maconha

Publicado

em

A compra de respiradores pulmonares pela Paraíba e outros oito Estados do Nordeste à empresa paulista Hempcare Pharma ganhou contornos de caso judicial após o dinheiro empregado na transação, R$ 48,7 milhões, ter sido antecipado, mas os equipamentos não terem sido entregues.

A empresa Hempcare, que recebeu do Consórcio Nordeste para vender de respiradores que seriam usados em hospitais para tratamento da Covid-19 é, na verdade, espacializada na comercialização produtos derivados da maconha. ISSO MESMO, MACONHA. A informação está no site da própria empresa, que diz importar produtos dos Estados Unidos e Europa, “à base de Cannabis spp na América Latina”. A denúncia foi feita pelo deputado federal Osmar Terra, ex-ministro da Cidadania do Governo Bolsonaro, através do Twitter.

Leia também:

Consórcio Nordeste: Governadores dão justificativas diferentes sobre respiradores que não chegaram

Polêmica! Respiradores comprados por João Azevedo no Consórcio Nordeste podem não chegar à Paraíba

Confirmado! Respiradores comprados por João Azevedo no Consórcio Nordeste não chegarão à Paraíba

Leia também:

Pandemia: Governador admite que respiradores comprados pelo Consório Nordeste não chegarão na PB

Consórcio Nordeste: João Azevedo pagou antecipadamente por respiradores que não chegaram à Paraíba

A empresa foi alvo da Operação Ragnarok, deflagrada na última segunda-feira (01) pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia, estado que lidera o Consórcio Nordeste. Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Salvador, e 3 mandados de prisão, sendo 2 no Distrito Federal e 1 no Rio de Janeiro.

 

Continue Lendo