Nos acompanhe

Negócios

Novas perspectivas para mercado imobiliário propicia lançamento de nova plataforma

Publicado

em

A partir deste ano, especialistas apostam que o mercado imobiliário deve começar uma nova fase de crescimento devido a retomada da economia no Brasil. Dados apresentados recentemente pela pesquisa Focus do Banco Central (BC), a expectativa de inflação para 2019 baixou de 4,03% para 4,01%, cuja meta central de 2019 é de 4,25% e o intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%. O relatório ainda elevou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano de 2,53% para 2,55%.

Já para o Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), o mercado financeiro manteve previsão estável em 3,69% para 2018. Vale ressaltar que a expectativa do mercado segue abaixo da meta de inflação que é de 4,5% em 2018, dentro do intervalo de tolerância previsto pelo sistema. Aproveitando as novas perspectivas de crescimento para a economia e em especial do setor imobiliário, a SmartBrain – uma fintech que oferece soluções para investidores e profissionais – lançou recentemente o primeiro sistema de consolidação de carteira para investidores de imóveis, o smartRealEstate.

Muitos fatores externos contribuem para projeções otimistas do desempenho do mercado imobiliário, entre eles, a diminuição das taxas de juros, inflação controlada, a redução da taxa de desemprego, a facilidade do financiamento imobiliário, a diminuição da queda real no preço dos imóveis, o aumento das unidades habitacionais comercializadas. “Aproveitamos esse momento de reaquecimento do setor para apostar em uma uma ferramenta que tem mostrado um potencial inovador em um mercado no qual a agilidade é um dos diferenciais para quem atua no setor”, ressalta Henrique Netto, CEO da SmartBrain.

A plataforma oferece aos seus usuários a possibilidade de visualizarem seus investimentos imobiliários em forma de extrato, assim como acontece com as aplicações financeiras. A sua criação surgiu da necessidade de se ter eficiência à gestão do patrimônio para quem investe em imóveis, onde seus usuários não precisam mais ter que controlar muitas planilhas e cálculos, podendo administrar todos os imóveis dentro de um único sistema.

A aplicação foi desenvolvida com a principal função de fazer o cálculo da real rentabilidade dos investimentos em imóveis. O sistema permite que seja feita uma análise tanto de uma carteira de imóveis, quanto das propriedades isoladamente. A ferramenta facilita o trabalho e gestão de investidores e family offices, bem como de profissionais como agentes autônomos de investimentos, consultores, gestores de patrimônio, incorporadores e corretores imobiliários.

 Outras aplicações de smartRealEstate

A plataforma ainda calcula a rentabilidade de um imóvel considerando todos os aspectos envolvidos no investimento desde a compra do bem considerando a taxa de corretagem, o custo de escritura e registro em cartório, o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), bem como os custos de manutenção do imóvel como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), condomínio, e os serviços de manutenção. Quanto aos imóveis financiados, os desembolsos com juros também entram na conta.

“O sistema traz praticidade ao usuário, porque após lançar os dados, já faz os cálculos de rentabilidade, vacância, disponibilidade financeira, vencimentos, entre outros automaticamente. Assim, facilita a análise e verificação de quais os imóveis que realmente geram receitas e também aqueles que estão afetando negativamente o retorno do investimento em função das despesas existentes”, explica Henrique.

Continue Lendo

Negócios

Governo arrecada R$ 219,5 mi em leilão de três áreas portuárias na Paraíba e uma no Espírito Santo

Publicado

em

Em encontro dominado pela Consórcios Nordeste, o governo leiloou quatro áreas portuárias na manhã desta sexta-feira (22), na sede da Bolsa de Valores de São Paulo: três são situados em Cabedelo, Paraíba, e uma em Vitória, Espírito Santo. A arrecadação total foi de R$ 219.529 milhões, superando a expectativa prévia do governo, que era de R$ 199 milhões. Além disso, são previstos mais milhões em investimentos nos próximos anos. O leilão faz parte dos planos do governo federal de promover 23 concessões, incluindo portos, aeroportos e ferrovias, dentro das metas dos primeiros 100 dias da gestão .

A outorga mínima começou em R$ 1, valor que, segundo o Ministério de Infraestrutura, justifica-se no interesse do governo federal de promover investimentos, melhorar prestação dos serviços dos portos e reduzir custos logístico. Os portos foram concedidos por 25 anos, informa reportagem do portal IG.

De acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, o critério para julgamento dos arrendamentos portuários será o de maior valor de outorga, ou seja, o maior lance pelas áreas, em reais.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, também esteve presente no leilão , e celebra o sucesso do evento, reiterando a importância das concessões para a economia brasileira. O ministério informa que as quatro áreas são destinadas à movimentação e armazenagem de granéis líquidos (combustíveis).

Para Tarcísio Gomes de Freitas, o modelo levará à dinamização do setor portuário no País. “O setor privado quer investir no Brasil, quer investir no setor e terá no ministério um parceiro do empreendedorismo. Nosso foco principal de atuação é a transferência de ativos para a iniciativa privada”, afirmou.

Segundo o ministério, as três áreas que serão concedidas na Paraíba são classificadas como brownfield, ou seja, regiões já existentes que vão receber melhorias operacionais, com contratos mais modernos e eficientes.

Clique AQUI e confira a reportagem completa

Continue Lendo

Negócios

Co-fundadora da Be.labs participa do Mulher Tech Sim Senhor, em João Pessoa

Publicado

em

A empresária Maria Clara Magalhães, co-fundadora da Be.labs, primeira aceleradora de empresas lideradas por mulheres, participa no próximo dia 30 de março, do IV Encontro Anual das Mulheres de TI da Paraíba.  Clara ministra a palestra “Acelerando as mulheres inovadoras que transformam a sociedade”, trazendo experiências pessoais e profissionais em torno do empreendedorismo e seus desafios. O evento acontece às 13h30, no Iesp.
Nascida no interior de Alagoas, Clara cursa Engenharia Elétrica na Universidade Federal de Campina Grande e é uma das fundadoras do IEEE Women in Engineering (WIE). Ela já representou o Brasil duas vezes no maior congresso de liderança feminina nas ciências exatas do mundo, o WIE ILC e faz parte do comitê internacional do WIE ILC. Além disso, morou nas Filipinas durante um ano, onde participou de vários projetos sociais.
O evento está na quarta edição e é idealizado pelo Women Techmakers João Pessoa com a proposta de integrar mulheres estudantes ou atuantes no mercado de tecnologia da informação por meio de palestras, mesas redondas e dinâmicas.

Continue Lendo

Negócios

Autônomos têm até o dia 5 de abril para pagar ISS 2019 com desconto

Publicado

em

Os trabalhadores autônomos cadastrados na Receita Municipal de João Pessoa (Serem) têm até o dia 5 de abril para pagar a cota única do Imposto Sobre Serviço (ISS) 2019 e aproveitar o desconto de 15%. Os boletos do tributo já estão disponíveis para retirada e pagamento. O contribuinte que ainda não recebeu o documento no endereço informado à Receita Municipal ou que queira antecipar o pagamento, pode retirar a segunda via no site da PMJP.

O link para a consulta dos valores e emissão do boleto está disponível no endereço eletrônico (http://joaopessoa.pb.gov.br/pc/emissao2ViaIss.xhtml). Para os trabalhadores autônomos de níveis médio e superior, o ISS poderá ser pago em até seis parcelas. Já os trabalhadores autônomos de nível fundamental, poderão dividir o pagamento do ISS em no máximo duas parcelas.

O ISS é pago por profissionais autônomos de nível básico, médio e superior e a receita gerada é revertida para uso e benefício do Município de João Pessoa.

Continue Lendo