Nos acompanhe

Negócios

Porto de Cabedelo mantêm tendência de crescimento e já supera movimentação de cargas de 2017

Publicado

em

O Porto de Cabedelo mantém neste ano de 2018 a tendência de crescimento na movimentação de carga e no mês de novembro já superou o total movimentado no ano de 2017. No ano passado, o Porto movimentou 1.048.072 (um milhão, 48 mil e setenta e duas) toneladas de produtos nos 12 meses. Já este ano, até o mês de novembro, já passaram pelo terminal 1.112.691 (um milhão, cento e doze mil e seiscentos e noventa e uma) toneladas de mercadorias, entre importação e exportação.

O aumento na movimentação em relação ao mesmo período do ano passado, ou seja, de janeiro a novembro, já é de 16,14%, sendo que nos 11 meses de 2017, foram movimentados 958.091 (novecentos e cinquenta e oito mil e noventa e uma) toneladas. Em 2017, o Porto já tinha apresentado um crescimento de 11,39% em relação a 2016.

Além da cabotagem dos derivados de petróleo, passaram pelo Porto de Cabedelo, por meio de importação, mercadorias como o trigo, malte e o coque de petróleo (petcoke). O porto paraibano também serviu para escoar produtos de alto valor agregado como ilmenita (mineral de titânio de ocorrência mais comum e abundante), exportado para França e Ucrânia e o granito, para a Itália.

Para a presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo, o bom desempenho do Porto de Cabedelo se dá graças aos investimentos realizados pelo Governo do Estado com recursos próprios e em parceria com o Governo Federal, na melhoria da infraestrutura portuária, como por exemplo a revitalização do berço 101, implantação de novas defensas, implantação do novo balizamento do canal de acesso, entre outros.

“Já colhemos muitos frutos destes investimentos e a partir de 2019 a expectativa é que o Porto de Cabedelo continue crescendo, já que muitos investimentos ainda não começaram a dar resultados, como por exemplo, a operação Ship to Ship, que já teve sua operação piloto realizada e aguarda apenas deliberações da Petrobrás. Isso será mais um incremento na nossa movimentação, e consequentemente no desenvolvimento e arrecadação do município de Cabedelo e do Estado da Paraíba”, destacou Gilmara.

Continue Lendo

Negócios

Sofisticação e exclusividade: Capital ganha restaurante especializado em gastronomia internacional

Publicado

em

Com uma proposta sofisticada e aconchegante, João Pessoa ganha um espaço gastronômico arrojado para atender ao público mais exigente. O Allure Cozinha Internacional abre as portas para o público em geral nesta sexta-feira (13), a partir das 12h. O local promete proporcionar ao cliente uma experiência única, norteada com os sabores mais singulares da cozinha internacional, em um ambiente elegante e discreto.
Com piano ao vivo todos as noites, o lugar, localizado no coração de Tambaú, foi elaborado um menu com 60 pratos com carnes, massas, crustáceos e peixes – tudo assinado pelo chef Suetonny Sousa, com ampla experiência em resorts e restaurantes de hotéis de luxo. Segundo ele, o carro chefe da casa é o Bacalhau à Moda do Porto. “Este é o destaque do cardápio. O nosso processo original de preparação segue o de Portugal, país reconhecido por servir o bacalhau de alta qualidade”, informa o chef. Cada ingrediente, segundo ele, é rigorosamente selecionado pela equipe gastronômica do Allure. Lagosta, camarão, funghi, filé e picanha também estão disponíveis no menu, que traz ainda opções, como paella, lasagna e moqueca. “Os clientes podem aguardar o melhor da cozinha internacional. Tudo está sendo preparado com muita dedicação, da forma mais original possível e com os mais primorosos ingredientes”, reforça Suetonny Sousa.
Bastante conhecido no mercado paraibano, o maître e sommelier Carlos França também integra a equipe do Allure. Ele destaca a carta de bebidas, que foi construída também de forma minuciosa, com os melhores fornecedores e rótulos.  Além dos melhores vinhos e espumantes, os clientes podem conferir também drinks autorais e exclusivos produzidos com cachaça paraibana, além do tradicional clube do whisky, que permite ao cliente deixar o item reservado até a próxima visita. “Uma novidade que vamos implantar é o Clube do Azeite. O restaurante conta com uma carta de azeites internacionais da Grécia, Itália, Portugal, Espanha e Chile para harmonizar perfeitamente com os pratos da casa. O nosso cliente escolhe o azeite de seu gosto e ainda poder levar pra casa ou deixar armazenado para quando voltar, se quiser”, detalha Carlos. Para ele, um azeite de qualidade faz toda diferença na hora de saborear. “Sem dúvida, é um ingrediente essencial na gastronomia internacional. Por isso, pensamos nesta ideia do clube, uma iniciativa inédita na cidade e trazer diversas marcas e tipos, sempre raros e inusitados”, ressalta Carlos.
*Ambiente simplesmente sofisticado* – Se o nome “Allure” significa elegância e classe, o ambiente também está alinhado a essa proposta. Segundo a arquiteta Laís Pedrosa da Elepê Arquitetura & Engenharia, responsável pelo projeto arquitetônico do restaurante, o Allure  tem ambiente interno climatizado e aconchegante e a área externa mais descontraída. “A proposta foi imprimir um ambiente confortável e convidativo para as refeições”, argumenta. Segundo a arquiteta, a fachada é um dos destaques do projeto. “Revitalizamos a área com vegetação, cores, texturas e iluminação de forma harmoniosa para criar uma perfeita comunicação visual, tornando o lounge externo super confortável e belo”, explica Laís.
Já a paleta de cores utilizada foi discreta – para um ar sério, chique e urbano. “O cinza, como base, está presente nos estofados. O preto tem destaque nos revestimentos do piso, mesas e no bar. O uso da madeira contribui para destacar o estilo rústico, suavizando o ar sério ao ambiente interno por meio de painéis ripados e do espaço do clube do azeite e clube do vinho”, detalha.
Um dos ambientes mais aguardados do Allure é a adega. “Ousamos em inserir a iluminação colorida na adega, inspirada nos restaurantes internacionais de alto padrão. Além disso, a iluminação natural indireta que entra no ambiente por meio das aberturas da fachada lateral aumenta a sensação de conforto térmico e acolhimento”, garante a arquiteta.
Outra novidade são as obras de arte distribuídas ao longo do salão. Os quadros tiveram curadoria coma Urban Arts, maior rede de galerias de artes do Brasil. A franquia de João Pessoa irá fornecer obras para agregar ao ambiente e para que os clientes possam desfrutar de quadros e gravuras de artistas plásticos brasileiros. “A segurança do local é uma prioridade dos proprietários. Assim como foi altamente investido em iluminação, câmeras e vigilância para os clientes, os quadros também terão um sistema todos especial de segurança”, informa a arquiteta.
*Expectativa* – Para o sócio-diretor do Allure, o empresário baiano André Armani, a expectativa para o novo restaurante é a melhor possível. “João Pessoa é bem diferente de outras capitais e tem uma demanda grande de restaurante de alto padrão. Com o Allure, o público pode esperar um ambiente agradável e aconchegante para saborear as sensações únicas da gastronomia internacional. Estamos fazendo tudo com muito carinho para agradar um cliente exigente e bem informado. São diferenciais exclusivos para o público pessoense, que é conhecido por ter o gosto exigente”, comenta o empresário.
O Allure fica localizado onde funcionava a antiga Adega do Alfredo, à Rua Sagrado Coração de Jesus, s/n – Tambaú. O Instagram é @allurerestaurante.
Funcionamento: Almoço das 12h às 15h e jantar das 18h30 às 23h30, de terça à domingo. Aceita todos os tipos de cartões de crédito.

Continue Lendo

Negócios

Empresa de embalagens plásticas fecha 2018 com crescimento de 32%

Publicado

em

Apesar do contínuo recuo da economia, com a confiança da indústria, por exemplo, retrocedendo 3,6%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), e a produção industrial do Brasil tendo quedas consideráveis durante todo o ano de 2018, de acordo com o IBGE, o ano termina bem para a Maximu’s Embalagens Especiaisempresa de embalagens de proteção plásticas, que cresceu 32% em 2018.

A empresa que investiu pesado em 2018, cerca de 98% a mais que no ano anterior, planeja diversos projetos para 2019. Marcio Grazino, diretor da Maximu’s Embalagens, explica que os investimentos iniciados em 2018 continuarão.

“Realizamos aquisição de mais equipamentos para modernização e ampliação da capacidade de produção, com conclusão já no primeiro trimestre, e temos investido na área de vendas com objetivo de aumentar nosso volume de negócios. Nosso crescimento também se dá por conta do funcionamento com recursos próprios e não com capital bancário, o que nos torna autossustentáveis financeiramente”, afirma Grazino.

A indústria de embalagens também tem planos para ampliação de infraestrutura da fábrica, a fim de colaborar e dar suporte a meta para 2019, que é crescer mais 25%. “Estamos nos preparando para as futuras demandas, aumentando nossa capacidade de produção para atender melhor nossos clientes e garantir novos parceiros”, conclui o diretor da Maximu’s.

A empresa tem sede na grande São Paulo e uma filial em Minas Gerais, e está no mercado desde 2003, atuando em diversas áreas como automobilística e de tecnologia.

 

Sobre a Maximu’s Embalagens Especiais:

A Maximu’s Embalagens Especiais é uma empresa especializada no desenvolvimento de embalagens para proteção, acolchoamento e movimentação dos mais diversos produtos, atuando em muitos segmentos como automotivo, hospitalar e eletrônico.

No mercado desde 2003, a empresa tem sua sede localizada na Grande São Paulo (Ribeirão Pires) e uma filial em Minas Gerais (Varginha).

 

Continue Lendo

Negócios

Prazo para adesão ao Refis do ICMS termina na próxima segunda-feira

Publicado

em

A adesão do contribuinte ao Refis do ICMS precisa ser realizada até a próxima segunda-feira (17) em qualquer uma das 24 repartições fiscais do Estado. O secretário de Estado da Receita, Marconi Marques Frazão, informou nesta quinta-feira (13) que o prazo não será prorrogado e orientou o contribuinte a escolher a opção de pagamento antecipada como forma de evitar transtornos de última hora.

“O ideal é que a escolha da opção de pagamento com emissão do DAR seja realizada até esta sexta-feira. O contribuinte ficaria apenas com a responsabilidade pagar a primeira parcela ou a cota única à vista na segunda-feira, pois a adesão ao Refis precisa ser referendada com o respectivo pagamento até o dia 17 de dezembro para ter validade”, explicou.

Em João Pessoa, os contribuintes intensificaram a ida à Sala de Despachos do Centro Administrativo do Estado, no bairro de Jaguaribe, onde está concentrada toda logística do Refis na Capital, para fazer simulações e adesões. Segundo o gerente executivo de Arrecadação e Informações Fiscais da Receita Estadual, Ramiro Estrela, cerca de dois mil contribuintes já visitaram a Sala de Despachos, prédio também conhecido como ‘Bolo de Noiva’. “A procura cresceu bastante nesta semana. O movimento diário subiu de 130 pessoas, na semana passada, para mais 200 pessoas nesses últimos dois dias. Como muitos deixam para fazer a sua adesão nas últimas 48 horas, a tendência é de crescimento ainda mais intenso até segunda-feira”, apontou.

Onde fazer adesão no Estado – Além da Sala de Despachos do Centro Administrativo do Estado, no bairro de Jaguaribe, o contribuinte tem outras 23 repartições fiscais para fazer simulações e adesões ao Refis do ICMS (veja a lista completa dos municípios) no horário de 8h às 16h.

De forma mais cômoda, os contribuintes ou contadores e sócios administrativos do estabelecimento, que possuem acesso ao sistema corporativo da Receita Estadual da SER Virtual, poderão fazer consultas por meio do link https://www.receita.pb.gov.br/ser/servirtual. Para tanto, devem usar login e senha do ATF ou então a certificação digital. Após entrar na área restrita, o estabelecimento precisa ir para a seção de Tributos, depois Pagamentos e, na área de Simulação do Parcelamento PEP/Refis, fazer a sua consulta.

Desconto de até 90% das multas punitivas– Os contribuintes paraibanos com ICMS atrasado têm três opções para fazer adesão. Os débitos atrasados de ICMS com fatos geradores até junho de 2018 poderão ser pagos nas condições à vista ou no parcelamento. Na opção à vista, o contribuinte terá redução de 90% das multas punitivas e moratória; de 70% das multas acessórias e de 80% dos juros de mora.

Para o contribuinte que irá parcelar o débito do ICMS, há dois prazos: em até 30 parcelas mensais e sucessivas, com redução de 80% das multas punitivas e moratória e de 60% dos juros de mora. A outra é o parcelamento em até 60 prestações mensais e sucessivas, com redução de 60% das multas punitivas e moratória e de 50%. Contudo, o número de parcelas vai depender do valor total do débito. Para contribuintes do regime Normal, o parcelamento do Refis não pode ser inferior a dez UFR-PB. Já para os demais regimes e casos, o valor mínimo de cada parcela seria de até cinco UFR-PB. O valor de cada UFR-PB no mês de dezembro é de R$ 49,41.

Quem pode aderir ao Refis – Poderão ser incluídos no Refis, os débitos de ICMS com fato gerador até junho de 2018, constituídos ou não, com exigibilidade suspensa ou não, inscritos ou não em Dívida Ativa, mesmo em fase de execução fiscal já ajuizada, ou que tenham sido objeto de parcelamento anterior, não integralmente quitado, ainda que cancelado por falta de pagamento. A Medida Provisória 273, que instituiu o Refis, foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 23 de dezembro.

Continue Lendo