Nos acompanhe

Paraíba

Anísio: “Situação crise permanente da UEPB é resultado da herança deixada pelo PSDB”

Publicado

em

O deputado estadual Anísio Maia (PT) discursou em sessão da Assembleia Legislativa na tarde desta terça-feira (12) sobre a situação de crise ainda vivenciada pela Universidade Estadual da Paraíba. O parlamentar afirmou a atual crise da UEPB é resultado de uma expansão sem critérios técnicos e para atender interesses políticos.

“Desde sua fundação até o governo Cássio, a UEPB tinha três campi. Sozinho, Cássio criou mais quatro, sem nenhum critério pedagógico ou institucional. O campus de João Pessoa, por exemplo, até hoje divide espaço com um colégio. Depois, Maranhão criou outro campus em Araruna, só porque lá é sua cidade natal. Esqueceram que quando a primeira turma conclui um curso, outras quatro já iniciaram. A situação de crise permanente da UEPB é fruto do uso político que o PSDB e o MDB fizeram da instituição”, afirmou Anísio Maia.

Para o petista a oposição tenta pautar a UEPB por não ter nenhuma agenda política na Paraíba: “É interessante a oposição discutir mais uma vez a crise da UEPB quando em nível nacional, onde fazem o governo federal, aprovaram o congelamento de investimentos na educação por 20 anos, com a PEC 95. Por coerência, deveriam tocar neste assunto só em 2038.”

Anísio Maia afirmou que expansão irresponsável da universidade resultou em uma situação financeira que impede a instituição realizar investimento para seu desenvolvimento institucional: “Cerca de 80% da receita da universidade é destinada à folha de pagamento, claro que faltará recursos para sua manutenção. Além de campi sem estrutura, menos de 3% dos estudantes têm acesso à bolsas de pesquisa, monitoria ou extensão. Até manter as aulas está difícil. O curso de Direito no campus III teve que encerrar seu funcionamento no período da tarde e só há turmas agora pela manhã.”

Situação dos professores substitutos

O parlamentar ressaltou que a situação dos professores substitutos explica o modo como a UEPB se expandiu: “A expansão da UEPB foi construída em cima da precarização do professor substituto. O MDB e o PSDB nada dizem a respeito porque foram eles os responsáveis por este quadro. Na verdade, os substitutos não substituem ninguém, correspondem a cerca de um terço do quadro docente e, fora do campus I, são em alguns casos, a maioria dos departamentos. Se a expansão que quase triplicou o número de campi fosse algo sério, teria sido acompanhada por concursos públicos.”

Os professores substitutos não podem exercer pesquisa ou extensão, afetando diretamente a qualidade dos serviços que a universidade oferece aos estudantes e à comunidade. Anísio Maia acrescentou: “Há uma maldade adicional. No PCCR sancionado por Cássio nenhum professor substituto poderá ser remunerado pela sua titulação. Obrigatoriamente receberá como graduado, ainda que seja doutor, como é o caso de muitos.”

Para concluir, o deputado que é presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa afirmou: “Temos informações que a situação dos professores substitutos ainda vai piorar ao assumirem a carga horária dos contratos que se encerram no próximo dia 30. A lei da autonomia precisa ser observada, a titulação dos professores precisa ser reconhecida e o número de professores efetivos precisa aumentar. A Comissão de Educação da Assembleia continuará atenta e à disposição para construirmos uma solução exequível e de longo prazo para que a UEPB não viva em uma crise permanente.”

Continue Lendo

Paraíba

Ex-reitor Thompson Mariz declara apoio à candidatura do deputado Jeová Campos

Publicado

em

“Eu quero comunicar publicamente que, de forma espontânea, estou aqui, na casa de Jeová para prestar meu apoio irrestrito a ele, porque entendo que Jeová é a voz mais contundente da Assembleia Legislativa em defesa das pessoas excluídas e das causas mais democráticas e importantes para o nosso Estado e País”, declarou nesta quinta-feira (20), o ex-reitor da UFCG, Thompson Fernandes Mariz, ao anunciar apoio à candidatura do deputado estadual Jeová Campos (PSB), que tenta outro mandato na ALPB.

De acordo com o Mariz, Jeová merece mais que o voto, ele merece apoio. “Quero reiterar que vou trabalhar por ele, onde for possível neste Estado, para garantir a renovação deste mandato que está à altura do que o povo da Paraíba merece”, disse o ex-reitor que prometeu ao parlamentar arregaçar as mangas na busca de votos e apoio nestes últimos dias de campanha.

O parlamentar externou a sua satisfação de ter tão importante aliado nesta caminhada. “Gostaria de falar da minha alegria de receber esse grande amigo que como reitor fez muito pela Paraíba na condição de gestor, a exemplo da expansão da UFCG, e que merece o meu respeito. Quero agradecer o apoio recebido e a contundente compreensão por entender que bem representamos o povo da Paraíba no parlamento estadual”, destacou Jeová.

Para o deputado, o ingresso de Mariz nessa jornada chega numa hora importantíssima da campanha e a fortalece. “Essa caminhada será vitoriosa, pois ela está sendo construída por pessoas, homens e mulheres, comprometidos com a Paraíba, com a democracia e com o Brasil e Mariz também simboliza tudo isso, de forma que estou agradecido e muito feliz com esse apoio”, finalizou Jeová.

Continue Lendo

Paraíba

Governo inaugura último trecho da rodovia Anel do Cariri nesta sexta-feira

Publicado

em

O Governo do Estado concluiu a pavimentação do último trecho do Anel do Cariri, a maior obra rodoviária do Programa Caminhos da Paraíba, que será inaugurada oficialmente nesta sexta-feira (21), às 16h30, com a presença do governador Ricardo Coutinho, auxiliares de governo e demais autoridades. Trata-se da estrada PB-186, ligando São Domingos do Cariri a Caraúbas, com 13 km de extensão.

Compondo o Anel, também foram contempladas com pavimentação as rodovias PB-264 – Zabelê/São Sebastião do Umbuzeiro (13,2); PB-240 – São Sebastião do Umbuzeiro/São João do Tigre (22 km); PB-224 – São João do Tigre/Camalaú (25 km); PB-196 – Camalaú/Congo (24 km); PB-196 – Congo/Caraúbas (22 km); PB-186 – Caraúbas/São Domingos do Cariri (13km); PB-186 – São Domingos do Cariri/Cabaceiras (24,5 km; PB-214 – Congo/Divisa da Paraíba com Pernambuco (17 km) e finalmente a PB-148 – Cabaceiras/Boqueirão/Queimadas (53 km), beneficiada com obra de restauração e reforço estrutural e sinalização. Com exceção da rodovia São Domingos do Cariri/Caraúbas, todas as demais já foram inauguradas.

Com uma extensão total de 213,7 km e investimento de R$ 146,9 milhões, com recursos do Tesouro do Estado, a construção do Anel do Cariri foi dividida em três lotes, contemplando os municípios de Zabelê, São Sebastião do Umbuzeiro, São João do Tigre, Camalaú, Congo, Caraúbas, São Domingos do Cariri, Cabaceiras, Boqueirão e Queimadas, todos da região do Cariri, beneficiando uma população de 127.199 habitantes. Vale lembrar que a obra tirou do isolamento com rodovias asfaltadas as cidades de São Domingos do Cariri, Caraúbas, Congo, Camalaú, São João do Tigre e São Sebastião do Umbuzeiro.

O superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba, Carlos Pereira de Carvalho e Silva, disse que a pavimentação do Anel do Cariri proporciona a modernização da infraestrutura rodoviária e com ela chegou a melhoria das condições da logística de transporte e da qualidade de vida da população, além de conforto e segurança aos seus usuários. Lembra ainda que a obra, aliada com a transposição das águas do Rio São Francisco, impulsiona o desenvolvimento socioeconômico do Cariri com o aumento do emprego e renda, dando um salto de qualidade de vida aos seus habitantes, historicamente sofridos por causa da falta de água e estradas pavimentadas.

Continue Lendo

Paraíba

Edição 2018: Virada Política está com inscrições abertas em João Pessoa

Publicado

em

No próximo dia 29 de setembro, João Pessoa sedia a primeira edição da Virada Política, evento que agrega painéis temáticos, oficinas e debates sobre temas como educação política, ativismo, renovação e eleições. A programação e as inscrições estão disponíveis no site do evento viradapoliticajp.vpeventos.com, que será realizado das 13h às 20h com entrada franca, no Auditório I do Espaço Cultural José Lins do Rego.

O evento já foi realizado em mais de 12 cidades em todo o Brasil desde 2014 e é organizado anualmente por um coletivo independente e apartidário, que visa unir a sociedade (cidadãos e ativistas) com os políticos, facilitando o diálogo entre as partes. Em João Pessoa, o encontro terá cinco painéis, além de atrações artísticas e jogos. Todos com um objetivo comum: mostrar a política além das instituições, incidir e inovar, buscando uma sociedade mais justa e responsável.

Na edição de João Pessoa também haverá um “Flertaço” com os candidatos(as) ao legislativo paraibano nas eleições 2018. Trata-se de um convite para todos(as) que estejam concorrendo aos cargos de deputados Estadual e Federal conversarem com a população sobre suas ideias e mandatos. Membros dos movimentos de renovação política ‘Acredito’, ‘Agora’, ‘Livres’ e ‘Interesse Público’ estão confirmados para debater sobre barreiras de renovação.

Também participam universitários do programa ‘Aprendiz de Vereador’ da Câmara Municipal de João Pessoa, ‘Embaixadores Politize!’ e as ONGs ‘Minha Jampa’, ‘Minha Campina Grande’ e ‘Escola Cívitas’ com temas sobre ativismo no controle social, mulheres no poder, fake news, polarização nas eleições 2018, entre outros.

Na organização do evento não há partidos, políticos ou empresas, apenas voluntários e 46 doadores, pessoas físicas que apoiaram a realização do evento com R$1.160. A intenção é manter a independência na programação e o sentimento de pertencimento por parte da sociedade na política.

Continue Lendo