Nos acompanhe

Negócios

Rede Lojacorr encerra 2017 com produção recorde de R$ 425 milhões

Publicado

em

A Rede Lojacorr, maior rede de corretoras de seguros independentes do Brasil, segue em expansão por todo o país e fechou o ano de 2017 com 600 corretoras pessoas jurídicas e 342 corretores pessoas físicas, totalizando 942 profissionais corretores de seguros integrantes.

Este exército de especialistas da distribuição de seguros respondeu pela produção, somente em 2017, de R$ 424.517.349,40 em prêmio líquido emitido nos diversos ramos de seguros – 33,04% acima de 2016, sendo crescimento de 28,51% em Auto/RE, 56,65% em benefícios e 135,09% em demais ramos. Dezembro teve a maior produção da história da Rede Lojacorr num único mês, somando R$ 42.266.198,63. No total, a Rede reúne 280 mil apólices ativas.

Em seu modelo de negócios, a Rede Lojacorr busca parcerias com as principais seguradoras de todo o Brasil, oferecendo produtos e condições exclusivas para os corretores da rede e, por sua vez, aos clientes. Dessa forma, abre acesso às seguradoras até mesmo aos corretores iniciantes ou de menor porte. Até o fim de 2017, a Rede Lojacorr disponibilizou aos corretores acesso a 36 seguradoras.

Mantendo o processo de expansão por todo o Brasil, a Rede Lojacorr encerrou 2017 com presença em 16 estados, além do Distrito Federal, por meio de 46 Unidades, atendidas por cinco Regionais: Sul, São Paulo, Sudeste (demais estados), Centro-Oeste e Norte/ Nordeste.

Para o diretor Comercial, Geniomar Pereira, os resultados de 2017 demonstram a força da união e cooperação, que fizeram a empresa crescer mesmo em períodos de instabilidade econômica, e o sucesso do modelo de negócios criado pela da Rede Lojacorr. “Somos quase mil corretores, chegando à produção anual de meio milhão de reais, o que é reflexo de um modelo de negócios sério, bem estruturado, e de nosso cuidado no planejamento, no investimento em tecnologias e parcerias com o mercado. Em 2018, com a retomada do desenvolvimento do país, as oportunidades e crescimento serão ainda maiores”, prevê.

Sobre a Rede Lojacorr

A maior Rede de Corretores de Seguros independentes do Brasil, a Rede Lojacorr, atua desde 1996 buscando oferecer as melhores soluções em seguros a seus corretores e, consequentemente, aos clientes. Hoje, a Rede Lojacorr está distribuída em 16 estados mais Distrito Federal, presente em mais de 550 municípios, por meio de 46 Unidades que atendem 600 corretoras e 342 profissionais pessoas físicas, totalizando uma abrangência de 942 corretores de seguros. A Rede Lojacorr conta também com 180 colaboradores, e mais de 320 mil segurados protegidos em todo o país.

Continue Lendo

Negócios

Paraíba Agronegócio 2018 será encerrada domingo

Publicado

em

A Paraíba Agronegócio 2018 prossegue até domingo (23) no Parque de Exposição Henrique Vieira Melo, em João Pessoa. Cerca de 400 animais ocupam as baias da feira, entre caprinos, ovinos, bovinos, equinos e pôneis de variadas raças, além de estandes exibindo produtos tecnológicos de última geração nos segmentos agrícolas, veículos, implementos e piscicultura. A expofeira ainda oferta cursos, capacitações e vários leilões de animais. A estimativa de faturamento é de R$ 15 milhões (fechamento de negócios diretos e indiretos).

O Banco do Brasil (BB) e o Banco do Nordeste (BNB) estão presentes na feira com a oferta de várias linhas de crédito destinadas ao custeio, a lavoura e a compra de máquinas, equipamentos e veículos. A Paraíba Agronegócio 2018 é resultado de uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, e várias entidades do setor rural, a exemplo da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa).

O evento oferece também uma praça da alimentação, em cujo palco se apresentam cantores e artistas regionais. O espaço é cercado de barracas com a oferta de comidas e bebidas. A criançada se diverte com passeios nos mini pôneis e bovinos e nas barracas que oferecem brinquedos. Quiosques ofertam produtores dos setores coureiro, doces e culinária caprina e ovina.

No parque, o Sebrae montou um estande no qual os técnicos orientam os produtores sobre iniciativas, cursos e empreendedorismo.

Várias empresas e entidades se fazem presentes e apoiam o evento, como o Senar, Asplan, SindiAlcool, Empasa, Emepa, Apacco, OCB-PB, Kennel Club e Sociedade Rural.

Continue Lendo

Negócios

Terceirização: Justiça do Trabalho não aceita condenação da UFPB como subsidiária

Publicado

em

Uma decisão da Justiça do Trabalho afastou a responsabilidade subsidiária da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) do pagamento indenizatório a um servidor que trabalhou na construção de um laboratório no campus universitário, no município de Areia. A responsabilidade subsidiária é a possibilidade, imposta pela lei, de fazer com que o tomador de serviços, no caso a UFPB, pague pelos prejuízos sofridos pelo trabalhador na eventualidade da empresa terceirizada deixar de honrar com os compromissos trabalhistas e previdenciários do empregado reclamante, pelos direitos eventualmente reconhecidos em uma ação trabalhista.

No processo, o trabalhador foi contratado pela empresa Soconstroi Construções e Comércio Ltda para exercer a função de servente de pedreiro na construção da obra, informa publicação do TRT-PB.

Em primeira instância, a empresa foi condenada de forma principal, e a UFPB, de forma subsidiária, ao pagamento de saldo de salário de setembro de 2015 (10 dias); saldo de salário de outubro de 2015 (28 dias); aviso prévio indenizado e integrativo de 30 dias; 13º salário proporcional (2/12); férias proporcionais mais um terço (3/12); multas; FGTS mais 40%; horas extras e reflexos e feriado trabalhado em dobro.

A UFPB recorreu da decisão alegando que deveria ser afastada sua responsabilidade subsidiária por ter figurado apenas como dona da obra. O relator do processo (nº 0130378-80.2015.5.13.0018), desembargador Wolney de Macedo Cordeiro, aceitou o recurso e afastou a responsabilidade da UFPB, condenando exclusivamente a construtora. O voto do relator foi acompanhado pela Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região.

Continue Lendo

Negócios

Processo por acidente de trabalho é conciliado em Monteiro

Publicado

em

Um processo que estava na fase de execução foi conciliado nesta terça-feira (18) no Posto de Atendimento da Justiça do Trabalho em Monteiro, resultando em R$ 75 mil. A audiência foi presidida pelo juiz Marcello Maia, designado pela Corregedoria-Regional para atuar na Semana Nacional de Execução Trabalhista e atender aos advogados e partes interessadas nos processos trabalhistas.

O processo conciliado trata de um acidente de trabalho, onde um proprietário rural foi condenado a pagar indenização por danos materiais e estéticos a um trabalhador que se acidentou e perdeu um braço, informa publicação do TRT-PB.

A Semana Nacional da Execução Trabalhista acontece durante toda esta semana, realizado pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). Tem como objetivo promover um engajamento nacional para solucionar processos com dívidas trabalhistas em fase de execução

Continue Lendo