Nos acompanhe

Paraíba

Executiva Nacional do Podemos confirma expulsão de Berg Lima

Publicado

em

Após seis meses da prisão do prefeito afastado de Bayeux Berg Lima, a Executiva Nacional do Podemos informou, na quinta-feira (11), a decisão de expulsá-lo do partido, em função do escândalo em que o filiado se envolveu, ao ser preso em 5 de julho. O encaminhamento pedindo a expulsão de Berg foi aprovado pela Executiva Estadual do Podemos na Paraíba ainda no dia 17 de julho de 2017, informa reportagem de portal ClickPB.

Questionada, a instância nacional confirmou a expulsão de Berg Lima: “Em reunião deliberativa, a Executiva Nacional decidiu pela expulsão dos nomes mencionados. A exclusão já deverá constar da próxima lista de filiados que será encaminhada aos TREs ainda neste semestre”, informou a Executiva Nacional do Podemos.

A decisão do Executiva Estadual do Podemos na Paraíba, comandada pelo deputado estadual Janduhy Carneiro, pela expulsão de Berg Lima, aconteceu durante reunião de seus membros, por unanimidade dos presentes. Mas, segundo o presidente estadual da legenda, Janduhy Carneiro, a palavra final sobre o caso ficou para o Conselho de Ética da Executiva Nacional, em Brasília, que avocou a competência para o julgamento.

Janduhy explicou o motivo da avocação. Segundo ele, a competência para decidir sobre o caso normalmente seria do presidente da instância municipal do partido, contudo, em Bayeux, o diretório municipal do Podemos estava sob a presidência de Berg Lima, que protagonizou o escândalo.

De acordo com Janduhy, a decisão da Executiva Estadual pela expulsão dele primou pela ética e pela decência.

Dos sete membros do partido na Paraíba, na reunião, estiveram presentes cinco membros, que votaram de forma unânime pela expulsão de Berg da legenda, e encaminhamento dos fatos ocorridos para o Conselho de Ética da Executiva Nacional julgar o caso, em Brasília.

 

Continue Lendo

Paraíba

Jackson diz que não se preocupa com possibilidade de candidatura de RC ao Senado

Publicado

em

O presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, tem anunciado que o partido buscará uma vaga na chapa majoritária do PSB, mas que manterá o apoio ao governador Ricardo Coutinho mesmo se não consegui-la. Segundo ele, a possibilidade de candidatura de Ricardo Coutinho não atrapalha a intenção do PT em participar da disputa com o nome do petista Luiz Couto na chapa. Ele alegou que são duas vagas, o que não teria problemas, segundo reportagem do PBAgora.

Ainda assim, o presidente justifica que o partido vai continuar trabalhando a tese apresentada pelo governador, de que não vai ser candidato. “O PT trabalha com as informações passadas por ele, que tem dito que não é candidato. Isso nos dá motivo para apresentar um candidato, pois o campo não pode ficar sem opção. São duas vagas então não interfere, vamos ter de toda forma um candidato”, disse Jackson Macêdo.

Continue Lendo

Paraíba

Portaria disciplina presença de crianças e adolescentes em bares, shows e eventos

Publicado

em

É proibida a entrada de crianças e adolescentes menores de 16 anos de idade, desacompanhados dos pais ou responsável legal, em bares, casas de espetáculos, bailes e promoções dançantes abertos ao público em geral, shows, boates e congêneres. A medida está disciplinada desde o ano de 2015, por meio de uma portaria regional conjunta, assinada pelos juízes da Infância e Juventude e pelos promotores de justiça de defesa da criança e do adolescente de João Pessoa, Cabedelo e Lucena.

Por conta dos eventos festivos de férias e de verão, o juiz Adhailton Lacet (titular da 1ª Vara da Infância e Juventude da Capital) lembra que a medida considera o princípio da proteção integral à criança e ao adolescente previsto no ECA, e que a presença deste público em casas de shows e espetáculos inadequados para a sua idade pode contribuir, negativamente, para o desenvolvimento infantojuvenil.

O documento dispõe que é facultado aos pais ou responsável delegar a terceira pessoa civilmente capaz, mediante autorização expressa, com firma reconhecida, que acompanhe crianças e adolescentes menores de 16 anos, desde que esteja devidamente identificada e que indique a data e o local para o qual é direcionada a autorização.

Já os adolescentes com idade entre 16 e 18 anos podem entrar em eventos desacompanhados, desde que, expressamente, autorizados.

As devidas autorizações podem ser feitas através de formulário sugerido pela justiça integrada da Infância e Juventude, adquirido nas respectivas varas e promotorias, cartórios e endereço eletrônico do TJPB (www.tjpb.jus.br) e Ministério Público ( www.mppb.mp.br), só tendo validade com firma reconhecida.

A Portaria orienta, ainda, que os donos dos eventos citados ficam obrigados a exigir, no ato da entrada aos recintos, a carteira de identidade do responsável, para fins de comprovação do parentesco e da maioridade, e, quando for o caso, o termo de guarda, deixando retida na portaria do local a autorização, para fins de monitoramento da equipe de fiscalização.

No caso das crianças e adolescentes encontrados indevidamente no evento, serão tomadas providências cabíveis pelos agentes de fiscalização designados; e, ao estabelecimento ou responsável, serão aplicadas medidas administrativas, cíveis e penais, com a lavratura dos autos de advertência ou infração respectivos.

O documento (Portaria nº 001/2015) e os modelos de autorização para menores de 16 anos e para adolescentes com idade entre 16 e 18, podem ser acessados no Diário da Justiça eletrônico (Dje), publicado no dia 12 de janeiro de 2015.

Continue Lendo

Paraíba

Governador sai em defesa de Lula e vê falta de respeito ao petista

Publicado

em

O governador Ricardo Coutinho (PSB) saiu em defesa do ex-presidente Lula (PT) que será julgado no próximo dia 24 pelo TRF-4 e poderá ficar inelegível para as eleições 2018. Durante solenidade em Mamanguape, nesta quarta-feira (17), o socialista afirmou que Lula está sendo condenado sem apresentação de provas e considerou que o fato é grave para a democracia brasileira, revela reportagem de Roberto Targino, do portal MaisPB.

“Justiça você faz com provas. No dia em que a Justiça passar a ser feita sem provas acabou o Estado de Direito. É grave isso”, pontuou o socialista acrescentando que “é muita falta de respeito o que estão fazendo com um grande brasileiro chamado Luiz Inácio Lula da Silva”.

Continue Lendo