Nos acompanhe

Brasil

Jucá diz que PMDB terá candidato se nenhum partido defender Temer

Publicado

em

O presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), disse que seu partido poderá lançar candidato à Presidência da República em 2018 se o PSDB e nenhum outro partido da base quiser defender o legado do governo Michel Temer. A fala do peemedebista foi dita após ser questionado sobre a relação de seu partido com os tucanos, informa reportagem de Talita Fernandes, da Folha.

“Se não tiver essa defesa do legado, o PMDB não vai ficar órfão da defesa desse legado. Se não tiver ninguém para defender, o PMDB vai lançar um candidato para defender esse legado”, disse.

Jucá disse que o PSDB, um dos principais aliados do governo, passa por um “dilema interno” e que o partido precisa se resolver.

Segundo o peemedebista, que é líder do governo no Senado, Temer deixará ao país um legado econômico. “Esse legado será uma das espinhas dorsais das discussões das eleições”, afirmou ao ser questionado sobre eventuais alianças do PMDB com os tucanos para as eleições de 2018.

Ao ser perguntado sobre se o PSDB defenderá esse legado, ele respondeu que a legenda é que tem que decidir.

“O presidente Michel Temer fez mágica, fez mais mágica que o Mister M e o David Copperfield juntos”, acrescentou.

Governo Temer

REFORMA MINISTERIAL

Jucá comentou ainda as mudanças que Temer deve fazer na Esplanada nos Ministérios. Para o peemedebista, a saída de Bruno Araújo (PSDB-PE) da pasta das Cidades, anunciada na segunda (13), acelera o processo.

“Isso precipita a discussão porque já é uma vaga que se abre”.

O PSDB possui ainda outras três pastas: Relações Exteriores (Aloysio Nunes), Secretaria de Governo (Antonio Imbassahy) e Direitos Humanos (Luislinda Valois).

Questionado sobre quando a troca de ministros será anunciada, ele disse que isso é uma decisão do presidente. Para ele, é necessário indicar pessoas que permaneçam no cargo após abril, quando candidatos precisarão se descompatibilizar.

Na visão do senador, se isso não for feito, o governo teria apenas “ministros festivos”, brincou, ao dizer que o ministro que assumir agora e deixar a pasta em abril iria passar apenas datas como Natal, Carnaval e Páscoa no posto.

Jucá defendeu que o governo precisa fazer escolha de nomes técnicos e de pessoas experientes. Neste contexto, elogiou o nome do atual presidente da Caixa, Gilberto Occhi, para o lugar de Araújo. Occhi, que já ocupou a pasta das Cidades no governo Dilma Rousseff, vem sendo cogitado para o cargo.

Indagado sobre o tamanho que o PSDB terá nessa nova configuração, ele disse que é o partido que precisa definir isso. “A vontade de ocupar cargo e de nomear é vontade dupla. Se não houver vontade não vai ter cargo. Não vamos forçar o PSDB a ter cargo”, disse.

“O PSDB vai ter que definir que posição vai ter. A favor ou contra as medidas. Reconhecendo ou não tudo isso que está fazendo”.

Continue Lendo

Brasil

Atuação de Pedro na Câmara é referência na elaboração de guia para novos parlamentares

Publicado

em

A atuação parlamentar do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) foi usada como referência pelas entidades CLP – Liderança Pública e o RenovaBR na elaboração do “Guia Prático de Como Liderar seu Mandato”, voltado para os novos parlamentares que tomarão posse no próximo ano no Congresso Nacional.  Pedro foi o único deputado federal escolhido para figurar como modelo do manual. No Senado, a escolhida foi a senadora Ana Amélia (PP-RS).

“São esses fatos que me fazem seguir ainda mais estimulado para dar sequência ao trabalho que estamos realizando. Sigo ainda mais motivado com a obrigação de enfrentar o que está errado, consciente do momento dramático que vivemos, convicto do potencial do nosso país – que merece muito mais. Darei o meu melhor”, comentou.

Conforme explicam as entidades na publicação, o Guia nasceu devido à procura de muitos parlamentares eleitos para seu primeiro mandato no Congresso, com dúvidas sobre atuação prática do mandato legislativo. O documento diz que a eleição de outubro foi a com maior índice de renovação no Congresso Nacional desde 1990, em torno de 85% no senado e 47,3% na Câmara dos Deputados.

“O guia traz informações sobre tópicos que todo parlamentar deveria conhecer antes de iniciar seu mandato. Os parlamentares consultados para o guia foram escolhidos por atuarem em mais de dez comissões, apresentarem quantitativo relevante de relatorias durante sua trajetória e percentual considerável de economia na contratação de pessoal e no uso da cota parlamentar”, traz a publicação.

E complementa: “O ‘Guia Prático para Liderar seu Mandato’ foi construído a muitas mãos por algumas das organizações e indivíduos que estão contribuindo para transformar a política no Brasil, tais como: Congresso em Foco, deputado federal Pedro Cunha, Dóris Miranda Coutinho, DIAP, Fábio Almeida Lopes, Legisla Brasil, Mandato Ativo, Ranking dos Políticos, Ranking dos Políticos, Poder do Voto e senadora Ana Amélia”.

Entidades – O CLP – Liderança Pública é uma organização sem fins lucrativos e suprapartidária com 10n anos de atuação. Ela trabalha no desenvolvimento de pessoas para que se tornem líderes públicos e atua na mobilização da sociedade e do poder público na defesa de causas que fortaleçam a democracia e melhorem o funcionamento do Estado brasileiro.

O RenovaBR é uma iniciativa da sociedade civil sem fins lucrativos que seleciona e prepara pessoas de fora da política para disputar eleições e atuar no setor público. Oferece aulas sobre temas essenciais para novas lideranças políticas de diversos alinhamentos por acreditar em uma renovação nascida do diálogo e da convergência de ideias. Em seu primeiro ano de atividade, o RenovaBR ajudou a eleger 17 congressistas e preparou 56 parlamentares eleitos para assumir seus cargos.

Link para ter acesso ao Guia:

https://conteudo.clp.org.br/guia-pratico-para-liderar-seu-mandato?utm_source=facebook&utm_medium=post&utm_campaign=guia_parlamentar

Continue Lendo

Brasil

O Antagonista: Deputado do PSL diz que filho de Bolsonaro é ‘menino’ que ficou ‘chateadinho’

Publicado

em

A guerra interna no partido de Jair Bolsonaro continua.

Em entrevista à Rádio Arapuan de João Pessoa, nesta tarde, o deputado federal eleito Julian Lemos, do PSL da Paraíba, criticou Carlos Bolsonaro, filho de Jair, destaca publicação de O Antagonista.

O atrito entre os dois começou no início deste mês, quando Carlos foi ao Twitter dizer que Julian “não é e nunca foi coordenador de Jair Bolsonaro no Nordeste”.

“Veja só, se coloque no meu lugar, eu sou amigo do presidente, sou amigo do pai do menino. E o menino ficou chateadinho pela minha projeção ao lado do pai. O que é que eu tenho a ver com isso? Eu não trabalhei para o filho dele. Se tem uma pessoa que não deve nada ao filho de Bolsonaro, sou eu”, rebateu o deputado federal eleito.

E mais:

“Na minha casa, o que meu pai falava era respeitado. Se o pai dele diz diversas vezes que eu sou o coordenador dele no Nordeste, o que é que o príncipe pode dizer a mais do que o rei?”

Clique AQUI e escute a esse trecho da entrevista

Continue Lendo

Brasil

“Torço para que Bolsonaro faça um bom governo” diz líder de Michel Temer na Câmara Federal

Publicado

em

O deputado federal reeleito Aguinaldo Ribeiro, do Progressistas, ressaltou a sua expectativa com relação ao governo de Jair Bolsonaro e falou sobre o encontro recente entre membros do partido  e o futuro presidente, que foi filiado à sigla por quase vinte anos.
De acordo com Aguinaldo alguns temas de importância para o país foram tratados durante a reunião com Bolsonaro, como relações internacionais, meio ambiente, geração de empregos, entre outros.
O deputado também comentou as escolhas que Bolsonaro fez dos nomes que irão compor o governo e destacou que o presidente eleito terá o grande desafio de responder positivamente à ansiedade dos brasileiros com relação à sua gestão.
“Ele criou um governo que ele julga que com esse time possa responder a ansiedade da população e acho que esse é o grande desafio que ele tem porque hoje segundo as pesquisas, tanto os brasileiros que votaram nele como os que não votaram estão com otimismo e com uma ampla expectativa positiva em relação ao governo Bolsonaro, assim como eu que como bom brasileiro, torço que ele faça um bom governo” disse o líder do governo que será diplomado nesta terça-feira (18), às 16h, durante solenidade no Teatro Pedra do Reino, para mais um mandato na Câmara Federal.
As declarações de Aguinaldo repercutiram durante entrevista ao programa Frente à Frente da TV Arapuan apresentado pelo jornalista Heron Cid e com a participação de Fábio Bernardo, Adelton Aves e Paulo Neto.

Continue Lendo